Domingo, 12 de Fevereiro de 2006

O Veado

Veado
Veado


O veado é um mamífero da ordem dos artiodáctilos (sub-ordem ruminante) pertencente, em senso estrito, à família Cervidae, mas vários animais semelhantes, de outras famílias da mesma ordem, são chamados veados.

Cervidae (ou cervídeos) é uma família de ungulados artiodáctilos ruminantes, à qual pertencem animais como o veado, a corça, o alce e o caribu. Ungulado é a designação dada aos mamíferos cujas patas são protegidas por cascos.

É encontrado em todo o mundo, excepto na Austrália (as espécies que lá vivem, embora em estado selvagem, foram introduzidas na colonização). Os machos da maioria das espécies desenvolvem esgalhos ou galhadas (e não cornos, o que distingue o grupo dos outros ruminantes) no crânio, que são renovados anualmente. São usados como arma durante a estação de acasalamento, nos combates entre machos. Os veados sem esgalhos (cada uma das pontas do veado) possuem longos caninos superiores, que usam como arma. Os veados são polígamos. No reino animal, a poligamia refere-se à relação onde os animais mantém mais de um vínculo sexual no período de reprodução.

Os veados são herbívoros com alimentação específica devido à pouca especialização do seu estômago, que não digere vegetação fibrosa como erva. Assim, alimentam-se principalmente de rebentos, folhas, frutos e líquenes. Têm ainda elevados requerimentos nutricionais de minerais que lhes permitam crescer novos esgalhos todos os anos.

Os líquenes são seres vivos muito simples que se desenvolvem como lâminas ou placas de várias cores na superfície de árvores ou de pedras, expostas à humidade e ao sol.

Certas espécies de veados ao longo das Américas foram quase exterminadas por a sua carne ser considerada uma iguaria. Muitas espécies estão ameaçadas de extinção.

O menor veado conhecido é o Muntiacus putaoensis, encontrado em 1997 em Myanmar, com apenas 45 cm de altura.

Myanmar, nova designação para a Birmânia (ou Burma), é um país asiático, limitado a norte e leste pela China, a leste pelo Laos e pela Tailândia, a sul pelo Mar de Andaman e pelo Canal de Coco, através do qual faz fronteira com o estado insular indiano de Andaman e Nicobar, e a leste com o Golfo de Bengala, Bangladesh e Índia. Capital, a partir de 2006: Pyinmana (até 2005 foi Yangon).
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:06
Link do post | comentar
2 comentários:
De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2006 às 22:48
Hoje quando vi o teu artigo regressei ´infância de quando vi o Bambi, que tanto me fez chorar. Quando vejo os documentários sobre este belo animal também odeio quando se dá o ataque do predador e ele não consegue fugir. Eu sei que é a cadeia alimentar, mas .....
Abraçojo
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:mjoaojara@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2006 às 15:16
O teu artigo de hoje fez-me evocar a minha infância e o dia em que vi pela primeira vez um veado. Eu vivia no Entroncamento e fomos à Quinta da Cardiga onde havia um parque onde viviam veados em quase liberdade. Lembro-me de que os achei lindos!!!! Aqui perto, na Tapada de Mafra também os há e também em liberdade mas muitos foram dizimados aquando dos fogos que ali houve há dois anos. é uma pena irem-se perdendo estas espécies. Luisa
(http:/7ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags