Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

23
Jul05

Carlos Paredes

Praia da Claridade

CarlosParedes02.jpg

Carlos Paredes  
(16 de Fevereiro de 1925  -  23 de Julho de 2004)
Foi um guitarrista e compositor português nascido em Coimbra e filho do também famoso guitarrista Artur Paredes.
É um dos principais responsáveis pela divulgação e popularidade da guitarra portuguesa.

Há quem lhe chame “O homem dos mil dedos”.

Vida

Carlos Paredes começou a tocar com a idade de 4 anos, e começou a sua carreira aos 11.  Tocou com muitos outros artistas, incluindo Charlie Haden e escreveu fados para Amália Rodrigues. Escreveu muitas músicas para filmes, tendo recebido especial reconhecimento por “Verdes anos” de 1971.

Durante os anos 50 e 60 esteve preso por fazer oposição ao regime ditatorial que vigorava em Portugal. Durante este tempo andava de um lado para o outro da cela fingindo tocar música, o que levou os companheiros de prisão a pensar que estaria louco, (de facto, o que ele estava a fazer, era compor músicas na sua cabeça).

Quando voltou para o local onde trabalhava,  [funcionário do Ministério da Saúde, como administrativo - arquivista de películas - no Hospital de São José, em Lisboa],  uma das ex-colegas, Rosa Semião, recorda-se da mágoa do guitarrista devido à denúncia de que foi alvo:

"Para ele foi uma traição, ter sido denunciado por um colega de trabalho do Hospital. E contudo, mais tarde, ao cruzar-se com um dos homens que o denunciou, não deixou de o cumprimentar, revelando uma enorme capacidade de perdoar!"

Quando os presos políticos foram libertados, eram vistos como heróis, ele sempre recusou esse estatuto, dado pelo povo. Sobre o tempo que foi preso nunca gostou muito de comentar, dizia "Que haviam pessoas, que sofreram mais do que ele!".

Uma doença dos nervos  (mielopatia),  impediu-o de tocar durante os últimos 11 anos da sua vida.  (a)
Morreu em 23 de Julho de 2004  devido a uma falha renal  -  faz hoje precisamente um ano.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

(a)
Em 1993, foi-lhe diagnosticada uma mielopatia, doença que ataca a estrutura óssea (hérnias na medula) e que o impediu de tocar guitarra desde então. Foi internado na Fundação-Lar Nossa Senhora da Saúde, em Campo de Ourique, Lisboa, onde faleceu às seis de manhã.

Carlos Paredes e os ritmos:
"Os ritmos são ditados pela vida. É evidente que o ritmo do homem urbano é o trânsito, as formas da vida, às vezes a imposição de certa música ou filme. É um ritmo em grande parte ditado por uma máquina e, muito justamente, a música ligeira assimila esse ritmo, não pode é ter a pretensão de dar-nos os ritmos africanos, pois esses são ditados pelas necessidades do homem e não da máquina".

Carlos Paredes e a falta de condições de trabalho:
"Durante anos fiz muitos espectáculos, sem receber remuneração, em circunstâncias técnicas bastante difíceis: más aparelhagens, salas sem condições acústicas, e, muitas vezes, ao ar livre, que me deixavam uma sensação desagradável, pouco estimulante para quem quer fazer um disco nas melhores condições de sonoridade".

Carlos Paredes e a profissionalização:
"Não há condições para ser executante de guitarra portuguesa a tempo inteiro, a não ser em casas de fado. Ser um guitarrista de fado exige uma grande especialização, a minha aprendizagem com as guitarra refere-se a outro tipo de especialização. Não existem condições para a profissionalização de um guitarrista do meu género".

"O meu pai dizia que, quando morresse, queria que lhe partissem a guitarra e a enterrassem com ele. Eu desejaria fazer o mesmo. Se eu tiver de morrer, morrerá comigo a minha guitarra."

O compositor e músico Carlos Paredes legou duas das suas guitarras à cidade de Coimbra.
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D