Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

21
Ago05

A Medicina

Praia da Claridade

A Medicina é a área do conhecimento humano ligada à manutenção e restauração da saúde. Ela é, num sentido amplo, a ciência e a prática da prevenção e da cura das doenças humanas. É a área de actuação do profissional formado numa faculdade de medicina.

No entanto, apesar do diagnóstico caber ao médico, podem ser necessários outros profissionais para completar o tratamento até chegar à cura. Existem muitas escolas tradicionais e modernas que contribuem para a cura do doente. São exemplos a Farmácia e Bioquímica (que produz e estuda os medicamentos e realiza exames laboratoriais), a Nutrição (que estuda a acção dos alimentos ou a falta deles sobre o corpo humano), a Psicologia (que estuda as alterações emocionais e comportamentais), a Enfermagem (que estuda e age nos cuidados com o enfermo), a Fisioterapia (que age no sentido de retornar os pacientes ao mais próximo possível de seu estado motor anterior e realizando a reeducação postural global), entre outros.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, saúde não é apenas a ausência de doença. É muito mais do que isso, é o completo bem estar social e económico do indivíduo. Esse é um dos motivos da medicina estar tão intrínseca e historicamente ligada à política.

História da medicina
[Linha do Tempo da medicina e da tecnologia médica].

Hipócrates é considerado o pai da medicina. Viveu cerca de 300 anos antes de Cristo e deixou um legado ético e moral válido até hoje. Precursor do pensamento científico, procurava detalhes nas doenças dos seus pacientes para chegar a um diagnóstico, prescindindo de explicações sobrenaturais apesar da limitação do conhecimento da época. Ainda antes da era cristã, Asclepíades de Bitínia tentou conciliar o atomista (doutrina desenvolvida por Leucipo e Demócrito)  com a prática médica. No primeiro século de era cristã, Cláudio Galeno, outro médico grego, deu contribuições substanciais (baseado em experiências)  para o desenvolvimento da medicina.
Na
Idade Média os religiosos assumiram o controle da arte de curar através de medicamentos e deixaram para os barbeiros, que já lidavam com a navalha, a arte de drenar abcessos e retirar pequenas imperfeições da pele.
A formação de secreções
purulentas era considerada normal e saudável. Em 1865, Louis Pasteur teorizou que as infecções eram causadas por seres vivos. Foi ele o inventor do processo de pasteurização, muito utilizado no leite. Lister, em 1865, aplicou pela primeira vez uma solução anticéptica num paciente com fracturas complexas, com efeito profilático na infecção. Iniciou-se uma nova era. Em 1928 Alexander Fleming descobriu a penicilina ao observar que as colónias de bactérias não cresciam próximo ao mofo de algumas placas de cultura. Surge uma nova era: a dos antibióticos, que permitiu aos médicos curarem infecções antes consideradas mortais. A evolução desde então não parou. A eterna luta do homem contra a morte entrou numa nova etapa, cada vez mais moderna e, infelizmente, cara.

Ciências médicas e profissões médicas

A Medicina tem dois aspectos:  é uma área de conhecimento (isto é, uma ciência)  e é uma área de aplicação desse conhecimento (as profissões médicas). Podemos considerar duas grandes áreas na prática profissional, a medicina (trata da doenças dos seres humanos) e a veterinária (que trata das doenças das outras espécies de animais). Dentro da medicina humana, podemos destacar a odontologia. A Medicina baseada em evidências é uma tentativa de ligar esses dois aspectos (ciência e prática) através do uso do método científico, buscando através de técnicas e pesquisas científicas o melhor tratamento para um determinado paciente.

Às vezes, pode ser difícil distinguir entre ciência e profissão em Medicina. Os vários ramos especializados da Medicina são estudados por ciências básicas especializadas e por correspondentes profissões médicas, igualmente especializadas, que lidam com órgãos, sistemas orgânicos e suas doenças. As ciências básicas da medicina frequentemente são as mesmas de outras áreas da ciência como a biologia, a física, a ciência veterinária e a química.

O médico, quando nos últimos anos da Faculdade de Medicina, realiza estágios em clínica médica, cirurgia geral, pediatria e ginecologia e obstetrícia A medicina tem muitas especializações possíveis e algumas sub-especializações. Existem várias áreas ligadas à saúde: odontologia, psicologia, enfermagem (o cuidado com o paciente doente), farmácia, terapia da fala e da linguagem (fonoaudiologia), fisioterapia, terapia ocupacional, nutrição, protética e bioengenharia.

Ciências básicas, suplementares e relacionadas

  • Anestesiologia estudo da dor e anestesia.
  • Angiologia, englobando a Cirurgia Vascular é a área da medicina que estuda o tratamento das doenças do aparelho circulatório.
  • Anatomia é o estudo da estrutura macroscópica física dos organismos. Estuda as grandes estruturas, o esqueleto, a musculatura, os vasos sanguíneos arteriais e venosos.
  • Bioestatística é a aplicação de estatística ao campo biológico e médico. Ela é essencial ao planeamento, avaliação e interpretação de todos os dados obtidos em pesquisa na área biológica e médica. É fundamental à epidemiologia e à Medicina baseada em evidências.
  • Bioética é o estudo do relacionamento entre biologia, medicina e filosofia, especialmente da disciplina ética e metafísica.
  • Bioquímica é o estudo das reacções químicas que acontecem dentro dos organismos vivos e, levando em conta a estrutura e a função dos componentes celulares e da célula como um todo.
  • Cardiologia é o estudo das doenças relacionadas com o coração.
  • Clínica Médica é a área que engloba todas as áreas não cirúrgicas, sendo subdividida em várias outras especialidades.
  • Cirurgia Geral é a área que engloba todas as áreas cirúrgicas, sendo também subdividida.
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo actua na cirurgia dos órgãos do aparelho digestivo, como o esófago, estômago, intestinos, fígado e vias biliares, e pâncreas.
  • Cirurgia Torácica actua na cirurgia dos pulmões.
  • Cirurgia Cardíaca actua na cirurgia do coração.
  • Citologia é estudo das células individuais e de suas estruturas internas.
  • Dermatologia é o estudo da pele e suas doenças.
  • Endocrinologia é o tratamento das glândulas.
  • Embriologia é o estudo do desenvolvimento dos organismos a partir da união dos gâmetas (gâmetas ou células germinativas masculina e feminina)  são células sexuias, as células sexuais parentais, que dá origem ao ovo ou zigoto que, por sua vez, se desenvolve no embrião.
  • Epidemiologia é o estudo quantitativo dos processos de doenças nas populações humanas. Inclui o estudo das epidemias, das endemias, da bioestatística, dos factores de risco relacionados às doenças entre outros tópicos.
  • Farmacologia é o estudo dos medicamentos, desde sua obtenção até suas acções benéficas e prejudiciais aos organismo.
  • Fisiologia é o estudo do funcionamento normal do organismo.
  • Gastroenterologia é o tratamento do aparelho digestivo.
  • Genética é o estudo dos genes e do seu papel na herança das características paternais e maternais pela descendência. A grande questão da genética nos dias de hoje e da medicina em geral são as células tronco e a clonagem humana.
  • Ginecologia é o estudo do sistema reprodutor feminino.
  • Geriatria é o estudo das doenças do idoso.
  • Hematologia é o estudo dos elementos figurados do sangue (hemácias - glóbulos vermelhos, leucócitos - glóbulos brancos, plaquetas) e da produção desses elementos nos órgãos hematopoiéticos (medula óssea, baço, linfonódos).
  • Histologia é estudo de como as células e o material intercelular se unem para formar os tecidos, como o ósseo, o muscular, o conjuntivo, etc.
  • Imunologia é o estudo das células e moléculas que compõem o sistema imunitário e o seu funcionamento na defesa do organismo contra agentes infecciosos e células cancerígenas.
  • Medicina de Família é a área da medicina que se propõe estudar o indivíduo enquanto ser, inserido num contexto familiar e comunitário, buscando entender como este indivíduo se relaciona com estes grupos sociais e estudando as doenças que o acometem através deste prisma. Trabalha preferencialmente com actividades de prevenção.
  • Medicina nuclear é o estudo imagiológico ou terapia pelo uso de radiofármacos.
  • Microbiologia é o estudo dos microorganismos (protozoários, bactérias, fungos e vírus).
  • Neonatologia é o ramo da Pediatria que estuda e cuida dos recém-nascidos, do nascimento até os 28 dias de idade.
  • Neurociência é um termo que reúne as disciplinas biológicas que estudam o sistema nervoso, especialmente a anatomia e a fisiologia do cérebro humano.
  • Nefrologia é a parte da medicina que estuda e trata clinicamente as patologias do rim, como insuficiência renal.
  • Neurologia é a parte da medicina que estuda e trata o sistema nervoso.
  • Obstetrícia é o ramo da medicina que estuda a reprodução na mulher.
  • Oncologia é a especialidade que estuda os tumores.
  • Otorrinolaringologia é a parte da medicina que estuda e trata as patologias da orelha, nariz, seios paranasais, faringe e laringe.
  • Pediatria é a parte da medicina que estuda e trata o ser em desenvolvimento.
  • Pneumologia é a parte da medicina que estuda e trata o sistema respiratório.
  • Psiquiatria é a aplicação da disciplina da psicologia no cuidado médico
  • Oftalmologia é a parte da medicina que estuda e trata os distúrbios dos olhos e as suas patologias.
  • Ortopedia e Traumatologia é a parte da medicina que estuda e trata as doenças dos ossos e as fracturas.
  • Proctologia é a parte da medicina que estuda e trata os problemas do Intestino Grosso (cólon), sigmóide e doenças do reto, canal anal e ânus.
  • Saúde Pública é a aplicação dos conhecimentos médicos, processados pelos epidemiólogos, com o objectivo de impedir a incidência de doença nas populações.
  • Toxicologia é o estudo dos efeitos das toxinas e venenos vegetais, animais e minerais.
  • Urologia é a parte da medicina que estuda e trata cirúrgica e clinicamente os problemas do sistema urinário.
Especialidades diagnósticas e de imagem

  • Bioquímica Clínica.
  • Microbiologia Clínica preocupa-se com os diagnósticos in vitro de bactérias, fungos, e protozoários.
  • Informática Médica é o campo de estudo relacionado com a vasta gama de recursos que podem ser aplicados na capacidade e utilização da informação biomédica, incluindo a computação médica e o próprio estudo da natureza da informação médica.
  • Radiologia - a radiologia comporta desde a visão do corpo humano através de radiografias simples ou contrastadas, como também a Tomografia Axial Computadorizada.
  • Ultra-sonografia - estudo do corpo humano através dos ultra-sons, que formam sombras e ecos nas estruturas do corpo humano.

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D