Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

08
Out05

A Esgrima

Praia da Claridade

Esgrima.jpg


A Esgrima é um desporto que evoluiu da antiga forma de combate, em que o objectivo é tocar o adversário com uma espada ao mesmo tempo que se evita ser tocado por ele. A esgrima moderna pratica-se em recintos cobertos, com os atletas a combater sobre um tapete de 14m por 1,5m e usando um vestuário equipado com sensores que detectam o toque da lâmina do adversário.

As primeiras referências vêm de 1100 a.C. no Egipto. Perdeu um pouco da sua importância com a invenção da pólvora. Foi aí que na Idade Média, os nobres passaram a praticá-la como um desporto. Chegou ao Brasil com esgrimistas franceses e italianos.

Existem três disciplinas de esgrima: florete, espada e sabre, diferindo não só no formato da lâmina mas também nas zonas do corpo onde um toque conta como ponto.

Desde os primeiros jogos olímpicos da era moderna que a esgrima faz parte das modalidades olímpicas, sendo uma das quatro modalidades que fazem parte dos Jogos Olímpicos desde a primeira edição.
A esgrima é também considerada uma arte marcial.
A esgrima é a Arte Marcial do Ocidente.

Touché

No passado, os esgrimistas gritavam touché! (toquei!) para dizer que tinham acertado o adversário. Hoje, cada atleta tem seu grito de guerra para comemorar a vitória. Poucos ainda falam touché!

A pista e a roupa

A pista de esgrima tem catorze metros de comprimento, mais um metro e meio a dois metros de recuo, zonas que também podem ser utilizadas. A largura da pista é de um metro e meio a dois.

Os esgrimistas vestem sempre roupas brancas e máscara protectora. Antes do surgimento dos sensores electrónicos, as armas eram mergulhadas em tinta para facilitar o trabalho dos juízes.

Regras gerais

No florete só vale tocar a ponta da arma do tronco do adversário. Na espada só vale tocar com a ponta em qualquer parte do corpo. No sabre pode-se tocar com a ponta, o corte ou contra-corte da lâmina da arma. A região que deve ser atingida fica da cintura para cima.

Na espada e no sabre, existe o chamado direito de passagem. Quem começa o ataque tem prioridade de tentar o toque. Se errar o ataque ou se o adversário conseguir defender-se, a vantagem passa para o adversário.

A espada e o florete vêm equipados com um sensor na ponta da arma. O do sabre fica dentro do corpo. Quando um esgrimista toca o outro, o sensor faz acender uma luz no aparelho de sinalização. Ele fica numa mesa entre a pista e o árbitro. Também há um árbitro observando a luta e verificando o cumprimento das regras.

Na etapa classificatória são necessários 5 toques ou 4 minutos para se vencer. Na etapa eliminatória são precisos 15 toques ou 9 minutos.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.























Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D