Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005

D. Leonor de Portugal


D. Leonor de Portugal, Rainha de Portugal (ou Leonor de Viseu; 2 de Maio de 1458 - 17 de Novembro de 1525) foi uma princesa portuguesa da casa de Avis e Rainha de Portugal desde 1481 até 1495, pelo seu casamento com João II de Portugal.

Leonor era filha do príncipe D. Fernando, Duque de Viseu e Condestável do Reino (filho do rei Duarte I de Portugal) e de Beatriz, também ela uma princesa de Avis. Entre os seus irmãos contavam-se Manuel, Duque de Beja, e Diogo, Duque de Viseu.

Em 1481, casou-se com o rei D. João II, o qual era seu primo pelo lado paterno e materno. Mesmo após a morte do rei, em 1495, a rainha mãe continuou a ser conhecida como Rainha D. Leonor até à sua morte, sendo bastante respeitada na corte.

Teve dois filhos de João, um morto à nascença, e outro (D. Afonso de Portugal), presumível herdeiro do trono, morto num suspeito acidente de cavalo na valada de Santarém, em 1491. O rei teve um bastardo de uma outra senhora da corte (Ana de Mendonça) antes do seu casamento com a rainha D. Leonor, o duque de Aveiro e Coimbra, Jorge de Lencastre. Tentou então por todos os meios legitimar o filho, no que foi impedido pela esposa, que terá obrigado o rei a perfilhar como filho e a designar como herdeiro do trono português o seu irmão D. Manuel - o varão legítimo mais próximo do rei, que subiria ao trono em 1495 após a sua morte, como D. Manuel I, O Venturoso.

Esteve na origem da fundação do Hospital Termal das Caldas da Rainha; a própria cidade foi fundada por si, e recebeu o nome em sua honra; o escudo de armas reflecte ainda o brasão de João II e de Leonor.

Faleceu no Paço de Xabregas. Quis ficar sepultada no Convento da Madre de Deus (1), em campa rasa, num lugar de passagem, para que todos a pisassem, gesto de humildade que comoveu a nação.

(1) - O Convento da Madre de Deus situado na zona oriental de Lisboa; o Museu Nacional do Azulejo encontra-se sedeado no antigo Convento da Madre de Deus, outrora pertença da Ordem de Santa Clara. Mandado construir em 1509 pela Rainha D. Leonor de Lencastre, mulher do Rei D. João II, só em cerca de 1550 é construída a actual igreja da Madre de Deus, por ordem de El Rei D. João III, sendo posteriormente decorada já nos reinados de D. Pedro II, D. João V e D. José entre finais do séc. XVII e meados do séc. XVIII. Neste templo, a talha e os azulejos constituem um dos melhores exemplos do Barroco em Portugal. Actualmente, a igreja da Madre de Deus é parte integrante do Museu Nacional do Azulejo, importante guardador de memórias da Cultura Portuguesa.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:12
Link do post | comentar
1 comentário:
De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 02:34
De madrugada na ronda pelos blogues, uma espreitadela aqui. Está diferente e atractivo. Gostei.Jofre Alves
(http://couramagazinefoto.blogs.sapo.pt)
(mailto:jofrealves@sapo.sapo)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags