Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

10
Dez05

Chocolate

Praia da Claridade



O chocolate é um alimento pastoso e doce ou em forma de bebida feitos a partir do cacau (1). Séculos antes de os espanhóis chegarem às Américas, os astecas já conheciam as favas de cacau. Com elas, faziam um líquido escuro que chamavam de tchocolatl. Em 1502, a ilha de Guanaja, habitada pelos astecas, povo místico e religioso, recebeu a esquadra de Colombo. O navegador foi um dos primeiros europeus a provar o sabor do chocolate. A Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP desenvolveu um chocolate a base de cupuaçu que pertence à mesma família do cacau.


História

O chocolate passou a difundir-se pelo mundo a partir do século XVI, quando o conquistador espanhol Hernán Cortés o conheceu na corte de Montezuma II no México e o levou para a Europa. Naquela época os astecas tomavam-no como uma bebida amarga e fria, preparada a partir da fruta do cacaueiro, árvore nativa das regiões tropicais da América, chamando-se xocolatl ou chocoatl (água amarga), e levava até pimenta e outras especiarias. Ao espalhar-se pela Europa, transformou-se e aprimorou-se. Na Espanha, perdeu a adição de pimenta e recebeu açúcar, canela e baunilha.

No início do século XVII, viajantes e comerciantes introduziram-no na Alemanha, França e Itália. Em 1659, David Chaillou começou a vender em Paris as primeiras tortas de chocolate. Uma década depois o chef Lassagne, que trabalhava para o duque de Plessis-Praslin, criou o primeiro bombom, coberto de caramelo.

Relatos do hábito de tomar essa bebida estimularam os europeus. O aventureiro e sedutor veneziano Casanova (1725-1798) qualificou o chocolate de "elixir do amor". O Marquês de Sade (1740-1814) introduziu-o numa das suas novelas obscenas. Em 1828, o neerlandês Coenraad Van Houten desenvolveu uma máquina revolucionária que separava a pasta de cacau da manteiga. Em 1875, utilizando o leite em pó inventado por seu conterrâneo Henri Nestlé, o suíço Daniel Peter apresentou ao mundo o chocolate ao leite. Na primeira década do século XX, surgiram as grifes internacionais (as "grifes" são alianças entre certos grupos): Neuhaus e Godiva, Callebaut e Cacao Barry, na Bélgica; Fauchon, La Maison du Chocolat e Menier, na França; Kohler e Lindt, Nestlé e Suchard, na Suíça; Van Houten's, nos Países Baixos; Cadbury e Rowntree, na Inglaterra; Milton Hershey, nos Estados Unidos. O Brasil é o único país produtor de cacau que industrializa o próprio chocolate.


Valor Nutritivo

O chocolate é um alimento muito nutritivo. Contém proteínas, gorduras, calorias, cálcio, magnésio, ferro, zinco, caroteno, vitaminas E, B1, B2, B3, B6, B12 e C. Pode ser apresentado em versões ao leite, branco, meio amargo, variando em função do acréscimo em partes diferentes de seus componentes individuais e assim, varia também seu valor calórico, que em qualquer dos casos é elevado.


Outros Aspectos

Na sociedade actual o chocolate possui uma característica interessante servindo como um substituto à linguagem no relacionamento humano, estabelecendo relação de comunicação de laços de amizade, solidariedade e amor. Dar uma caixa de bombons pode significar: "feliz aniversário", "boa viagem", "desculpe-me", "saúde" ou "estou apaixonado por você". Trata-se de um presente difundido no Dia dos Namorados, Dia das Mães e alguns pais também se valem de bombons para recompensar os filhos exemplares. Durante a Páscoa é transformado em coelhos e ovos, símbolos da Ressurreição de Cristo.

(1) - Cacau é o fruto do cacaueiro, Theobroma cacao, planta da família das Sterculiaceae (a mesma do cupuaçu), da qual se faz o chocolate. É conhecida pelos nativos do continente americano há séculos. Os olmecas, maias e astecas já faziam uso das suas sementes. Este último povo chamava o alimento de "xocolatl", que deu origem à palavra chocolate.

A fruta apresenta uma casca grossa e amarela quando madura, e precisa ser quebrada com alguma força para se abrir. Dentro, as sementes estão envolvidas por uma polpa branca de sabor ácido, aproveitada para doces e sucos. Das sementes, ou amêndoa, extrai-se o pó de cacau, de sabor amargo, que é a base para a confecção de chocolate. Para tanto, as amêndoas são secas, torradas e trituradas.

O cacau movimenta a economia da faixa originalmente de Mata Atlântica do litoral da Bahia, onde as árvores podem ser cultivadas sob a sombra das grandes árvores nativas. No entanto, um fungo conhecido como Vassoura-de-bruxa devastou as plantações nas últimas décadas, e a produção brasileira caiu de 470.000 toneladas por ano para as actuais 120.000 toneladas. Hoje o maior produtor mundial de cacau é a Costa do Marfim, com uma produção estimada em 1,3 milhões de toneladas em 2003/2004.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



Gosta de chocolate ?... Mas cuidado...

Leia o meu artigo do dia 9 sobre  Obesidade
















2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D