Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2005

Portal do Astrónomo (201)


www.portaldoastronomo.org


NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia
Newsletter n.º 201

Esta semana o Tema do Mês dedicado a Júlio Verne continua o seu percurso pela vida e obra desde extraordinário escritor e visionário.

Se está na zona da grande Lisboa pode dar um pulo à Marina de Cascais e visitar a FASCINIO - 2ª Feira de Astronomia e Ciência do NUCLIO. Esta actividade decorrerá de 16 a 18 de Dezembro na Marina de Cascais.

Pode consultar a programação completa em:

http://www.nuclio.pt/projectos/000047.html


Durante a próxima temos dois eventos celestes dignos de nota:

Primeiro, no dia 17 Mercúrio estará com o máximo de luminosidade, chegando a magnitude -0,5. O planeta mais interior do Sistema Solar será facilmente visível no céu da madrugada, antes do Sol nascer, sendo muito fácil de detectar durante o crepúsculo. Júpiter será também visível, mais brilhante do que Mercúrio, com magnitude -1,8 e mais alto no céu, fazendo um par interessante no céu da madrugada.

O segundo evento significativo acontece no dia 21, às 18h34 UT, hora a que terá inicio o Inverno no hemisfério Norte, e o Verão no hemisfério Sul. Também no dia 21, mas um pouco mais cedo às 2h49 UT, a Lua estará no Apogeu, o ponto da sua órbita mais afastado da Terra, a uma distância de 405 014 Km. Esta poderá ser uma boa oportunidade para fotografar o nosso satélite natural, uma vez que, o apogeu acontece com a Lua com mais de metade da sua face iluminada, enquanto caminha para o quarto-minguante, e dará uma boa foto para ilustrar a diferença de tamanho aparente nos dois extremos da órbita. Alguns dias mais tarde o nosso satélite natural chegará ao quarto-minguante, quando terá 50% da sua face iluminada.
 
---

Spitzer descobre 100 enxames de estrelas

http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=602

Observações realizadas no infravermelho com o telescópio espacial Spitzer (NASA) levaram à descoberta de cerca de 100 enxames de estrelas na direcção do plano da nossa Galáxia. A detecção dos enxames foi essencialmente feita por um método computacional que procura automaticamente nos dados do projecto GLIMPSE características que possam indicar a presença de enxames nas imagens. O futuro estudo destes enxames ajudarão a compreender melhor a estrutura da nossa Galáxia, assim como a formação de estrelas. O facto do Sol se encontrar num braço espiral da Via Láctea torna o estudo do disco da Galáxia uma tarefa árdua devido às nuvens de gás e poeira que limitam a nossa visão do plano da Galáxia; mas ao se observar no infravermelho, o plano galáctico torna-se transparente e os astrónomos podem perscrutar para lá da poeira.


Hubble ajuda a determinar a massa da companheira de Sírio

http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=601

A anã branca mais próxima da Terra, Sírio B, é ofuscada pela luz da estrela mais brilhante do céu nocturno, a sua companheira Sírio A (ou apenas Sírio), uma estrela branco-azulada da constelação de Cão Maior. No entanto, uma equipa internacional de astrónomos utilizou o Telescópio Espacial Hubble (NASA/ESA) para isolar a luz de Sírio B. Os resultados permitiram que fosse determinada com precisão a massa da anã branca, com base na forma como o seu intenso campo gravitacional altera os comprimentos de onda da luz emitida pela estrela. A determinação da massa de anãs brancas tem uma importância fundamental na compreensão da evolução estelar.

Fontewww.portaldoastronomo.org  -  O Portal do Astrónomo.
Publicado por: Praia da Claridade às 16:41
Link do post | comentar
2 comentários:
De Anónimo a 18 de Dezembro de 2005 às 17:43
ERRATA
21,5 do SOL e não SULVô-Zé
</a>
(mailto:martins-ze@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2005 às 17:41
O q eu aprendo consigo.
Não pense q é fácil ver mercúrio mas se fôr madrugador pode experimentatar. Estará a 21 graus e meio do Sul,mas muito baixo. Ou seja enquanto está escuro estará muito baixo é preciso um horizonte totalmente desimpedido p Nascente. Quando fica mais alto já o Sol (que o persegue) começa a iluminar o nosso dia e, apaga mercúrio visto q é muito pequenino e pouco brilhante. Mas nesse mesmo dia Vénus estará super brilhante o seu finissimo quarto minguante terá um brilho de autêntico farol no céu do fim da tarde, para Poente, claro.
um abraçoVô-Zé
</a>
(mailto:martins-ze@sapo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags