Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

14
Out07

Amistad

Praia da Claridade

 
Aguarela contemporânea do Amistad

Aguarela contemporânea do Amistad

Clique aqui para ampliar a imagem


 
Representação contemporânea da revolta

Representação contemporânea da revolta

Clique aqui para ampliar a imagem


 
Réplica do navio Amistad

Réplica do navio Amistad

Clique aqui para ampliar a imagem




O La Amistad (A amizade em castelhano) foi um navio mercante espanhol utilizado no tráfico de escravos.
 
Em 1839, Sengbe Pieh
e outros cinquenta e dois africanos tomaram o controle do navio enquanto estavam acorrentados, matando toda a tripulação mas poupando os navegadores Ruiz e Montez para que eles pudessem pilotar o navio.
 
 
Captura e julgamento
 
Antes da rebelião, o La Amistad iria para Camaguey, em Cuba. Após o levante, os navegadores conseguiram enganar os escravos, que acreditavam que voltariam para Serra Leoa, na África. O navio foi apreendido em 26 de Agosto de 1839, em águas territoriais dos Estados Unidos da América
pelo navio Washington, enquanto a tripulação buscava mantimentos.
 
Depois da captura houve um longo julgamento sobre o destino dos africanos, acusados de assassinato (considerado fora da jurisdição americana), e dos navegadores, que utilizaram documentos de nascença forjados (uma prática comum) e violaram leis internacionais entre a Inglaterra e a Espanha, que proibia a captura de novos escravos (apenas filhos de escravos já nasciam sem liberdade, e portanto eram os únicos que poderiam ser comercializados).
 
A Corte dos E.U.A. concordou que a captura dos africanos fora ilegal, e obrigou a que fossem retornados imediatamente para a África. O presidente Martin Van Buren lançou um recurso de apelação, mas a Corte continuou defendendo a sua decisão. Entretanto, devido à importância do caso decidiu que a Suprema Corte deveria ter a palavra final. A Suprema Corte confirmou a decisão de libertar o grupo.
Fonte: Wikipédia. 
 


 
O Amistad entrou para a história em 1839, quando 53 escravos africanos tomaram de assalto o navio. Nos 200 anos da abolição da escravatura a réplica da embarcação espanhola Amistad está ancorada na Doca de Alcântara, em Lisboa, entre 13 de Outubro e 3 de Novembro de 2007, e pode ser visitada gratuitamente. Consulte aqui.
 



DESCRIÇÃO: A escuna Amistad, representação da original de 1839, está em Lisboa e pode ser visitada até ao dia 21 de Outubro.

 
.............................................................

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D