Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

26
Jan07

Fortaleza, Farol e Capela da Guia (Macau)

Praia da Claridade

 
A Capela e o Farol da Guia, localizados no interior da Fortaleza da Guia

A Capela e o Farol da Guia, localizados no interior da Fortaleza da Guia

Clique aqui para ampliar a imagem





A Fortaleza da Guia, a Capela de Nossa Senhora da Guia e o Farol da Guia simbolizam o passado marítimo, militar e missionário de Macau. Estes 3 edifícios de grande valor, situados na colina mais alta de Macau (a Colina da Guia), são incluídos na Lista dos monumentos históricos do "Centro Histórico de Macau", por sua vez incluído na Lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO.
 
 
Fortaleza da Guia
 
A construção da Fortaleza da Guia foi terminada em 1622. Em 1638, ela foi ampliada para aumentar a capacidade defensiva. Durante a tentativa holandesa de invasão a Macau (1622), ela desempenhou, juntamente com a Fortaleza do Monte, um papel fundamental e importantíssimo na defesa da Cidade.
 
Ela tem uma área de 800 m2, eleva-se a 90 metros acima do nível médio das águas do mar e apresenta uma planta trapezoidal. Está equipada com um posto de sentinela, cisternas, um depósito de munições e uma torre de vigia.
 
No interior desta importante estrutura de defesa, encontram-se a Capela de Nossa Senhora da Guia, construída por volta de 1622, e o Farol da Guia, o primeiro farol do Extremo Oriente, construído em 1865.
 
Dentro da fortaleza, perto do Farol e da Capela da Guia, existe uma rede de túneis subterrâneos que, antigamente, tinham o objectivo de proteger a guarnição militar desta fortaleza dos ataques aéreos. Serviam também de instalações militares com os seus próprios geradores de energia eléctrica, salas de descanso e depósitos de combustíveis e de mantimentos. O túnel mais comprido tem 456 metros e o mais curto apenas 47.
 
A fortaleza, até à saída da Guarnição Militar Portuguesa de Macau (1976), manteve-se como uma zona de reserva militar, de entrada restrita. Só no dia 25 de Agosto (dia de "Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior") e no dia do Culto dos Antepassados (ou também chamada, em chinês, de "Chong Yeong") é que era permitido a entrada de fiéis para a Capela, dedicada a Nossa Senhora da Guia. Depois de 1976, a fortaleza, incluindo os túneis subterrâneos, foi aberta ao público e tornou-se uma atracção turística.
 
Na fortaleza, próximo do Farol, existe um poste onde é içado o aviso de aproximação de tufões. Antigamente, os avisos da aproximação das tempestades eram feitos pelo toque do sino da torre da capela.
 
 
Capela de Nossa Senhora da Guia
 
A Capela de Nossa Senhora da Guia, também chamada de Ermida de Nossa Senhora da Guia, foi construída por volta de 1622 no interior de Fortaleza da Guia. Originalmente, esta ermida era administrada por freiras clarissas, que residiram no local até à fundação do Convento de Santa Clara. Algumas lendas locais contam que, durante a tentativa de invasão holandesa (1622), a imagem da Virgem Maria saiu da capela e estendeu o manto para afastar as balas dos inimigos. Nesta ermida, foram sepultados alguns missionários do séc. XVII.
 
A fachada da capela é de cor branca e simples, com um frontão triangular assente sobre pilastras de cor amarela. Esta pequena capela, de nítido traçado português, é composta por um pequeno coro-alto, situado por cima da zona da entrada, e por uma nave de 16m por 4,7 m. As suas grossas paredes, decoradas com pinturas murais, sustentam a abóbada interior. O telhado, em forma de arco, está coberto com telhas tradicionais vermelhas, feitas de cera.
 
Em 1998, durante a realização de trabalhos de manutenção, foram descobertas pinturas murais no seu interior. Estas pinturas foram tapadas por camadas de cal, depositadas ao longo de quase dois séculos. Estes frescos ilustram personagens bíblicas e as suas respectivas histórias, e também ilustram figuras de estilo chinês (ex: morcegos, leões de pedra, bonsai...). É a única capela existente no Sul da China com pinturas decorativas no interior, representando perfeitamente um exemplo da dimensão multicultural de Macau (um lugar onde a cultura ocidental e oriental se encontram e convivem harmoniosamente).
 
 
Farol da Guia
 
O Farol da Guia é o primeiro e o mais antigo farol do Extremo Oriente. Em 1864, começou a construção deste farol e, no dia 24 de Setembro de 1865, entrou finalmente em serviço. Uma tempestade, em Setembro de 1874, causou grandes danificações a esta torre de grande importância. Seguiu-se rapidamente as obras de restauro e foi-lhe adicionado um novo mecanismo. Entrou novamente em serviço no dia 29 de Junho 1910. Hoje, ele continua a funcionar.
 
O Farol, situado nas proximidades da Capela de Nossa Senhora da Guia e no interior da Fortaleza, tem uma altura de 15 metros. A base do farol tem um diâmetro de 7 m e o topo um diâmetro de 5 metros. No topo foi construído uma área circular de observação, na qual está instalada a lanterna do farol. Uma escadaria em espiral, situada no interior da estrutura, conduz as pessoas ao transmissor de luz. A torre de 3 andares, pintada de branco, tem um exterior rústico e simples, em harmonia com a Capela.
 
A sua localização (113º 55” Leste e 21º 11” Norte) foi adoptada como as coordenadas geográficas oficiais de Macau.
Fonte: Wikipédia. 
 

.......................

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D