Domingo, 17 de Dezembro de 2006

Fernando Lopes-Graça

 
Fernando Lopes-Graça
 

 

  

Comemora-se hoje o centenário do seu nascimento.
 
 
Fernando Lopes-Graça (Tomar, 17 de Dezembro de 1906 — Parede, Cascais, 27 de Novembro de 1994) é considerado um dos maiores compositores portugueses do século XX.
 
Biografia
 
Fernando Lopes-Graça nasceu em Tomar a 17 de Dezembro de 1906, cidade sobre a qual escreveria que é onde «o monumento completa a paisagem; a paisagem é o quadro digno do monumento; e a luz é o elemento transfigurador e glorificador da união quase consubstancial da Natureza com a Arte.»
 
Apenas com 14 anos, começou a trabalhar como pianista no Cine-Teatro de Tomar, procedendo ele próprio aos "arranjos" dos trechos que interpretava, tocando peças de Debussy e de compositores russos contemporâneos. Na época, competiam em Tomar as duas bandas rivais: Gualdim Pais e a Nabantina.
 
Em 1923, frequenta o Curso Superior do Conservatório de Lisboa, tendo como professores: Adriano Meira (Curso Superior de Piano), Tomás Borba (Composição) e Luís de Freitas Branco (Ciências Musicais); em 1927, frequenta a Classe de Virtuosidade, onde tem como professor o maior pianista português de todos os tempos: Mestre Vianna da Motta (antigo aluno de Liszt).
 
Em 1928, frequentaria também o curso de Ciências Históricas e Filosóficas na Faculdade de Letras de Lisboa, que viria a abandonar em 1931, em protesto contra a repressão a uma greve académica.
 
Entretanto, funda em Tomar o semanário republicano “A Acção”.
 
Em 1931, conclui o Curso Superior de Composição com a mais alta classificação, concorrendo de seguida a professor do Conservatório, em piano e solfejo, o que lhe viria a ser vedado devido à sua oposição ao regime político, sendo inclusivamente preso e desterrado para Alpiarça (
vila portuguesa pertencente ao Distrito de Santarém).
 
Leccionaria na Academia de Música de Coimbra, vindo a colaborar na Revista Presença, um dos esteios da poesia em Portugal.
 
Em 1937 ganha uma bolsa de estudo para Paris, a qual contudo lhe seria igualmente recusada por motivos políticos. Não obstante, decide partir para França por conta própria, aproveitando para ampliar os seus conhecimentos musicais, estudando Composição e Orquestração com Koechlin.
 
Hoje em dia existe uma escola com o seu nome situada na Parede (freguesia portuguesa do concelho de Cascais) - a Escola Secundária Fernando Lopes-Graça.
 
Como comemoração do centenário do seu nascimento, o Ministério da Educação criou recentemente um sítio de inter-rede cujo objectivo é divulgar a sua biografia, obra discográfica, programação cultural, etc.:
http://www.lopes-graca.com
Fonte: Wikipédia. 
 

..........................
Temas:
Publicado por: Praia da Claridade às 13:02
Link do post | comentar
7 comentários:
De Jofre Alves a 17 de Dezembro de 2006 às 16:21
Caro Filipe: estive ausente do seu blogue durante uma semana, em virtude de ter estado envolvido numa pesquisa no Arquivo da Universidade de Braga, e o ter, por conseguinte, imensa dificuldade de acesso à Internet. E voltei hoje, digo em boa hora, para ver este merecido texto a Fernando Lopes Graça, eminente compositor e musicólogo português. Estreou-se como compositor com as “Variações Sobre Um Tema Popular Português” para piano, em 1929. Boa semana preparatória de Natal.


De soaresesilva a 17 de Dezembro de 2006 às 16:54
Quando pertencia ao Coro da Juventude Musical Portuguesa cantei algumas obras de Fernando Lopes Graça. Música cheia de garra mas muito difícil de interpretar.


De Maria Papoila a 17 de Dezembro de 2006 às 18:08
Um grande compositor que sempre foi perseguido por Salazar pelos seus ideais democráticos. Fernando Lopes Graça partilhou a cela com meu avô materno. Sei muitas cantigas do Novo cancioneiro por ele musicadas.
Beijo


De jo a 17 de Dezembro de 2006 às 18:33
È um compositor de que gosto muito principalmente das suas peças corais. Foi um grande lutador e ajudou muita gente. Abraços


De aldoramira a 17 de Dezembro de 2006 às 20:46
Um homem como Fernando Lopes-Graça o melhor não é falar dele mas ouvir as composições dele. Outro dia estive na rádio a ouvir Luisa Tender (salvo erro era ela que falava dele) sobre a maneira como ele gostaria que fosse tocadas certas coisas, e fiquei maravilhada. Ele foi para Alpiarça onde eu fui criada em criança era uma vila muito contra o regime do salazar.
Beijinhos
Arodla


De Sindarin a 17 de Dezembro de 2006 às 20:54
Olá meu querido Filipe! Venho deixar um grande beijinho e desejar um Feliz e santo Natal para ti e toda a família e que o Ano Novo seja auspicioso e feliz. Parabéns pelo post...Fernando L. Graça um grande senhor da nossa música. Boa semana! Bjs


De Maria Elisa a 17 de Dezembro de 2006 às 22:07
Amigo Filipe!..Não poderia passar este dia,sem te dizer olá?Pois hoje foi um dia cheio para mim,mas como sempre guardo um pedaço para os amigos.
Falar,de FERNANDO LOPES GRAÇA,grande compositor? E que foi mais um a ser perseguido por motivos politícos,pois o nosso País teve grandes génios mas sempre reprimidos peloa suas ideias,mas felismente tudo tem um fim,só é pena que para algums já seja tarde.
Gostei deste teu trabalho de hoje..
Beijo amigo
Maria Elisa


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags