Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

16
Dez06

D. Afonso de Albuquerque

Praia da Claridade

 
Afonso de Albuquerque
 

 
 
 

D. Afonso de Albuquerque (1462?, Alhandra — 16 de Dezembro de 1515, ao largo de Goa), segundo filho de Gonçalo de Albuquerque é um militar e político português que foi uma das principais figuras da expansão portuguesa no Oriente e da afirmação de Portugal como grande potência asiática enquanto Governador da Índia .
 
Biografia
 
Foi educado na corte de D. Afonso V. Em 1476 acompanhou o futuro rei D. João II nas guerras com Castela, esteve nas praças-fortes de Arzila e Larache (Marrocos) em 1489, e em 1490 faz parte da guarda de D. João II, tendo voltado novamente a Arzila em 1495.
 
Em 1503 foi enviado à Índia com o primo Francisco de Albuquerque, comandando cada qual três naus, tendo participado em várias batalhas, erguido a fortaleza em Cochim e estabelecido relações comerciais com Coulão.
 
De regresso ao reino de Portugal, foi bem acolhido por D. Manuel que em 1506 o tornou a enviar ao Oriente em companhia de Tristão da Cunha e nomeando-o governador da Índia na sucessão do vice-Rei D. Francisco de Almeida. Neste posto, conquistou vários portos em Oman acabando por chegar à riquíssima cidade de Ormuz, que tornou tributária de Portugal. Em 1510 toma Goa ao turco Hidalcão. Em 1511 toma Malaca, abrindo aos portugueses o acesso às especiarias das Molucas e ao comércio com a China. Em Fevereiro de 1513 Albuquerque parte para o estreito de Bab-el-Mandebe, tentando tomar Adém sem êxito. Com a construção da fortaleza de Ormuz em 1515 concluiu o seu plano de domínio dos pontos estratégicos que permitiam o controle marítimo e o monopólio comercial da Índia.
 
Em 1514 está na Índia dedicando-se à administração e diplomacia, a concluir a paz com Calecute, a receber embaixadas de reis indianos e a consolidar e embelezar Goa, onde, por meio do casamento de portugueses com mulheres indígenas procura criar uma raça luso-indiana. O seu prestígio chegara ao auge criando as bases do Império Português no Oriente.
 
Calecute (Kozhikkod em malaiala) é uma cidade do estado de Kerala, na costa ocidental da Índia. Tem cerca de 933 mil habitantes.
 
Movimentado porto comercial na costa do Malabar, foi aqui que aportaram Vasco da Gama (1498) e Pedro Álvares Cabral (1500). Este último tentou, sem sucesso, erigir uma feitoria para o comércio de especiarias. A meio desta construção, pereceu, em combate, Pêro Vaz de Caminha.
 
Em 1510, uma tentativa de conquista da cidade seria efectuada, sob o comando do capitão Fernão Coutinho, sem sucesso. O objectivo de estabelecimento de uma feitoria só seria alcançado com Afonso de Albuquerque, que ali ergueu a Fortaleza de Diu (1512), abandonada a partir de 1525, diante do deslocamento do eixo do comércio de especiarias para outros lugares, como Diu. O domínio português foi, à época, substituído pelo dos neerlandeses.
Fonte: Wikipédia. 
 

..........................

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D