Sábado, 16 de Setembro de 2006

O Ozono

 
16 de Setembro
Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozono

 
Buraco na camada de ozono em 01 de outubro de 2001. Cortesia NASA. 
 
Buraco na camada de ozono em 01 de outubro de 2001. Cortesia NASA.
 
 

O Ozono é de composição molecular (O3), forma-se quando as moléculas de oxigénio (O2) se rompem devido à radiação ultravioleta e os átomos separados se combinam individualmente com outras moléculas de oxigénio.
 
Ozonosfera
 
A camada de ozono situa-se entre 16 a 30 quilómetros de altitude. Nesta região a camada é tão rarefeita que, se fosse comprimida à pressão atmosférica ao nível do mar, a sua espessura não ultrapassaria três milímetros. Esta camada tem a propriedade de absorver a radiação ultravioleta do Sol, por este motivo, sem a protecção do Ozono, as radiações causam graves danos aos organismos vivos que habitam a superfície do planeta Terra.
 
O que é Ozono
 
O Ozono (O3), é uma variedade alotrópica do elemento oxigénio (O), que ao invés de dois átomos contém três. A sua coloração é azul pálida. Este gás é extremamente oxidante e reactivo e a sua ocorrência natural é em pequenas quantidades na estratosfera.
 
Produção, liquefacção, solidificação e decomposição
 
Para produzir Ozono artificialmente, o processo dá-se com a passagem de um arco voltaico de alta tensão através de uma corrente de Oxigénio ou ar seco. A composição química do Ozono foi estabelecida em 1872. Naquela época descobriu-se que é cinquenta por cento mais denso que o oxigénio. O gás liquefaz-se à temperatura de -112° C, o seu congelamento dá-se a -251,4° C e a sua decomposição ocorre acima de 100° C, ou em temperatura ambiente quando usados catalisadores. Liquefeito, a sua coloração é azul-escura.
 
Existem vários métodos para a obtenção do Ozono industrial, um destes é a liquefacção, onde se utiliza uma mistura de Oxigénio-Ozono. No processo, esta separa-se em duas camadas, das quais a mais densa contém cerca de 75% de Ozono. Devido à sua extrema instabilidade e reactividade, os processos de produção são extremamente delicados e trabalhosos.
 
Utilização comercial
 
Na indústria, o Ozono é utilizado em misturas com outros gases devido à sua poderosa capacidade como agente oxidante, sobretudo na transformação de alcenos em aldeídos, cetonas ou ácidos carboxílicos. Também é um poderoso germicida, empregado na esterilização de água potável e na remoção de sabores e odores indesejáveis. Também serve como agente branqueador para compostos orgânicos.
 
Ocorrência na Atmosfera
 
Sabe-se que na atmosfera, a maior ocorrência de ozono natural se dá entre trinta e cinquenta quilómetros de altitude. No final do século XX foram constatadas formações e ampliações de buracos na camada de ozono, principalmente sobre o Pólo Sul. Acredita-se que grande parte do aumento do buraco da camada de Ozono, ocorre pelo uso desenfreado de produtos à base clorofluorcarbonetos (CFCs) e hidrocarbonetos alifáticos halogenados (halons), que liberam gases destruidores do Ozono.
 
Ozono como poluente
 
Curiosamente o ozono presente na troposfera é um perigoso poluente que, para além de provocar problemas respiratórios e o smog, degrada tecidos e danifica plantas, o que contrasta com o papel protector que geralmente é atribuído ao ozono estractosférico. O Ozono é produzido, principalmente, por motores. Isso inclui tanto os motores a combustão como os eléctricos.
 
Névoa seca (também conhecida por haze, smog ou nevoeiro fotoquímico) é formada quando há a condensação de vapor de água, porém, em associação com a poeira, fumaça e outros poluentes, o que dá um aspecto acinzentado ao ar. É muito comum a ocorrência desse fenómeno nas grandes cidades e metrópoles, sobretudo nos dias frios de Inverno, quando ocorrem associados à presença de uma inversão térmica.
Fonte: Wikipédia.
 
 
Temas:
Publicado por: Praia da Claridade às 00:10
Link do post
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags