Domingo, 27 de Agosto de 2006

O Caminho de Ferro Transiberiano

 
Complemento ao meu artigo "A Rota da Seda"
 
 
A Transiberiana em vermelho, e a linha Baikal Amur em verde. Note o Lago Baikal entre as duas.
 
A Transiberiana em vermelho, e a linha Baikal Amur em verde.
Note o Lago Baikal entre as duas.
 
A marca do quilómetro 9288, no final da linha, em Vladivostok.
 
A marca do quilómetro 9288, no final da linha, em Vladivostok
 
 

O Caminho de Ferro Transiberiano ou simplesmente Transiberiana, construída entre 1891 e 1916, é uma rede ferroviária ligando a Rússia europeia com as províncias russas do extremo oriente. Com 9289 km (5772 milhas) e atravessando 8 fusos horários, é a mais longa ferrovia do mundo.
 
A rota principal é a "Linha Transiberiana", que sai de Moscovo para Vladivostok (nas margens do mar do Japão), passando por Nizhny Novgorod no Volga, Perm no rio Kama, Ekaterinenburg nos Urais, Omsk no rio Irtysh, Novosibirsk no rio Ob, Krasnoyarsk no rio Yenisei, Irkutsk perto da extremidade sul do Lago Baikal, Chita e finalmente Khabarovsk. (De 1956 a 2001 o comboio chegava via Yaroslavl em vez de Nizhny Novgorod). Em 2002 a electrificação foi finalizada. Cerca de 30% das exportações russas viajam por esta linha.
 
Uma segunda linha é a Linha Transmanchuriana, que coincide com a Transiberiana até Tarskaya, algumas centenas de quilómetros a leste do lago Baikal (ver imagem). De Tarskaya a Transmanchuriana dirige-se para o sudeste, China adentro, terminando o seu percurso em Pequim.
 
A terceira linha é a Linha Transmongoliana, que coincide com a Transiberiana até Ulan Ude, na margem oriental do Baikal. De Ulan-Ude a Transmongoliana dirige-se para o sul, em direcção de Ulaanbaatar, para depois dirigir-se ao sudeste, em direcção a Pequim.
 
Em 1991, uma quarta rota indo mais longe para o norte foi finalmente terminada, depois de mais de 50 anos de trabalhos esporádicos. Conhecida como a Linha Baikal Amur (em verde no mapa), esta extensão inicia-se da Linha Transiberiana, a várias centenas de quilómetros a oeste do Lago Baikal, e passa pelo lago na sua extremidade norte. Chega ao Pacífico a nordeste de Khabarovsk, em Sovetskaya Gavan (i.e., Porto Soviético, também conhecida como Sovgavan, Sovietgavan e, antigamente, Imperatorskaya Gavan, i.e., Porto Imperial). Apesar desta rota dar acesso à sensacional costa norte do Baikal, ela também passa por algumas zonas de acesso restrito.
Fonte: Wikipédia.

Publicado por: Praia da Claridade às 01:05
Link do post | comentar
6 comentários:
De soaresesilva a 27 de Agosto de 2006 às 16:26
Se o comboio fosse confortável, com aquecimento, comida a bordo e uma boa cama, era uma viagem que gostaria de fazer!!!!!


De Paola Vannucci a 27 de Agosto de 2006 às 17:50
ADOROOOOOOOOOOO PASSAR POR AQUI POIS APRENDNO MUITO COMTODAS AS SUAS POSTSGENS, LEMBRO DO MEU TEMPO DE ESCOLA, AMO MUITO VC


PAOLA


De Ricardo a 27 de Agosto de 2006 às 21:54
Esta é de facto uma, senão a mais fascinante linha de caminho de ferrodo mundo.
Atravessa praticamente todo o continente asiático, unindo uma infinidade de culturas.
Por acaso não sabia da varias bifurcações e variações desta linha. Muito interessante.
Fazer esta viagem, deve ser ultra construtivo em termos pessoais e humanos. Imagino as paisagens magnificas que esta linha deve atravessar e os diferentes povos servidos pela mesma.
Concordo com a Paola vannuci. Sempre adorei história e este é um ponto obrigatorio diário para quem como eu não tem tempo para se agarrar aos livros.
Esper que continue por muito tempo.
Um abraço




De jo a 27 de Agosto de 2006 às 23:27
Que viagem maravilhosa deve ser. Adoro andar de comboio!
Abraço


De Humberto Malaquias a 2 de Maio de 2008 às 03:14
Gostaria de saber mais detalhes sobre a viagem Moscou-Vladivostok, pois estou começando a me preparar prar fazê-la em 2010.
Podemos ir trocando e-mails com minhas dúvidas e questionamentos para que eu possa me preparar
melhor?
Fico no aguardo.
Estou no Brasil-SP
Um abraço


De Praia da Claridade a 2 de Maio de 2008 às 14:04
Agradeço a visita a este meu blog.
Não tenho mais detalhes sobre a viagem Moscou-Vladivostok, mas no Google encontrará muita informação que pode ser útil, consultando a frase: viagem Moscou-Vladivostok
Bom fim de semana.
Um Abraço


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags