Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005

Humor...



Um avião com a Gripe das Aves

Publicado por: Praia da Claridade às 00:22
Link do post | comentar | ver comentários (3)

A Serra da Estrela



O cume da Serra da Estrela


A Serra da Estrela é a maior elevação de Portugal Continental, e a segunda maior em território da República Portuguesa (apenas o Pico, nos Açores, a supera). Tem 1993 metros de altitude. Julga-se que corresponda à elevação a que os tratadistas romanos da Antiguidade chamavam de Montes Hermínios, e ter sido o berço do guerreiro lusitano (1) Viriato (2).

O ponto mais alto situa-se no concelho de
Seia, distrito da Guarda e a localidade mais alta de Portugal é Penhas Douradas. Na Serra da Estrela tem lugar o Parque Natural da Serra da Estrela.

A real altitude da serra da Estrela, no seu cume, é de 1993 m, conforme rectificações introduzidas por medições realizadas pelo Instituto Geográfico do Exército, já surgidas em folha à escala 1:25.000 que editou em 1993 (folha de Seia). Assim, a altitude correntemente aceite de 1991 m, ainda muito divulgada, deve ser abandonada.


(1) - Os Lusitanos são vistos como os antepassados dos
Portugueses. Eram um povo celtibérico que viveu na parte ocidental da Península Ibérica. Primeiramente, uma única tribo que vivia entre os rios Douro e Tejo. Ao norte do rio Douro limitavam com os Galaicos e Astures na província romana da Galécia, ao sul com os Béticos e ao oeste com os Celtiberos na área mais central da Hispânia Tarraconensis.
A figura mais notável entre os lusitanos foi
Viriato, um dos seus líderes no combate aos romanos.

(2) - Viriato (
180 a.C. - 139 a.C.) foi um dos líderes da tribo lusitana que confrontou os romanos na Península Ibérica. Ele foi traído por um punhado de seguidores por dinheiro. Contudo, depois de Viriato morrer, os seus seguidores foram mortos ou escravizados.Viriato, um pastor e caçador nos altos montes da Lusitânia, actual Serra da Estrela, de onde era natural, foi eleito chefe dos lusitanos.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:16
Link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2005

O Grand Canyon



O Grand Canyon, cortado pelo Rio Colorado



O Grand Canyon é um acidente geográfico (desfiladeiro) dos Estados Unidos da América. É uma depressão que o rio Colorado moldou durante milhares de anos à medida que as suas águas percorriam o leito, aprofundando o mesmo, ao longo de 446 km. Chega a medir entre 6 e 29 km de largura e atinge profundidades de 1600 metros. Cerca de 2000 anos da história geológica da Terra foram expostos pelo rio, à medida que este e os seus afluentes vão expondo camada após camada de sedimentos.

Sedimento: material sólido, formado por grãos de minerais, rochas preexistentes ou matéria orgânica, que está em suspensão, está sendo transportado ou foi movido do seu lugar de origem pela água, gelo ou vento e que foram depositados na superfície acima ou abaixo do nível do mar ou rio. Os processos pelos quais os sedimentos são formados e transportados ocorrem na superfície ou próximo a ela. As rochas sedimentares são formadas pela acumulação e litificação dos sedimentos. Os sedimentos são classificados de acordo com o tamanho de grão. Litificação é um conjunto complexo de processos que convertem sedimentos em rocha consolidada.

O Grand Canyon foi visto pela primeira vez por um Europeu em 1540, o espanhol Garcia Lopez de Cardenas. A primeira expedição científica ao desfiladeiro foi dirigida pelo Major John Wesley Powell no final da década de 1870. Powell referiu-se às rochas sedimentares expostas no desfiladeiro como "páginas de um belo livro de histórias". No entanto, a área era já ocupada por americanos nativos que estabeleciam povoados ao longo do desfiladeiro.

É considerado uma das sete maravilhas naturais do mundo e um ponto turístico visitado por milhares de turistas anualmente, gerando receita para as cidades e populações ribeirinhas ao desfiladeiro.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:18
Link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 22 de Novembro de 2005

Letras de canções para recordar

Cavalgada

Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida

Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope
Vou atender aos meus apelos
Antes que o dia nos sufoque

Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço
Depois de toda cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço

Sem me importar se neste instante
Sou dominado ou se domino
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino

Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer

E na grandeza deste instante
O amor cavalga sem saber
E na beleza desta hora
O sol espera pra nascer.

Roberto Carlos

Publicado por: Praia da Claridade às 00:22
Link do post | comentar | ver comentários (6)

Sé Velha de Coimbra



Sé Velha de Coimbra



A Sé Velha de Coimbra situa-se no Largo da Sé Velha, freguesia de Almedina, foi começada em 1139, sucedendo a crucial Batalha de Ourique.


História

É a mais importante igreja da mais histórica cidade portuguesa do período: Coimbra. A sua iniciativa, essencialmente régia, deve ser repartida com o bispo D. Manuel Salomão, sucedendo o bispo Bernardo, que morrerá em 1146. De 1162 e 1172 o novo bispo construirá o essencial da crasta, que obrigava a procurar importantes recursos, de tal forma que acabará por resignar naquela data, bem perto da conclusão do templo, que recebe já, em 1182 o corpo de Bernudos, seu sucessor, e permite que aí seja feito o coroamento de Sancho I em 1185. Os trabalhos de construção prolongar-se-iam até 1320, sendo poucas as modificações ulteriores, sobretudo dos séculos XVI e XVIII. Para além de Roberto, sabe-se que foram responsáveis pelas obras da Catedral coimbrã os mestres Bernardo de origem francesa, e Soeiro, que depois terá trabalhado em várias obras da diocese do Porto.


Caracterização arquitectónica

Grande templo tipo fortaleza, de fortes paredes em cantaria, fechadas como muralhas, ameado no topo e possuindo um corpo avançado no centro da fachada com uma torre é acessível por uma escadaria, dada a sua difícil implantação num terreno em declive, sobre um alto embasamento que permite a sua orientação; tem um fundo portal rasgado ao centro, com quatro arquivoltas assentes num complexo sistema de colunelos simples e duplos, pilastras e capitéis densamente decorados. Em cima, um janelão central do mesmo tipo ilumina o corpo, sendo mais baixo e também com quatro arquivoltas. As duas portas laterais a norte são agora quinhentistas, de cunho renascença, dando para a nave lateral a porta Especiosa - em três andares tipo retábulo - enquanto no transepto se abre a de porta de Santa Clara.

O interior é de três naves e cinco tramos, com o transepto pouco desenvolvido, sendo a cabeceira formada por abside e dois absidíolos. A cobertura é feita por abóbada de canhão na nave central e transepto, e por abóbada de aresta nas naves laterais, mais baixas e suportando um trifório, assentes em capitéis decorados sobre colunas, adossados em feixes criciformes nos pilares. O arco cruzeiro é encimado por uma torre-lanterna quadrangular, de interior abobadado. O exterior é animado por janelas, algumas maineladas, abertas a nível elevado, enquanto no transepto se desenham arcarias cegas. A cabeceira conserva as janelas com colunelos e capitéis, tendo a capela-mor dois andares (que são três no interior, sendo os dois inferiores ornados de arcadas cegas) e as laterais apenas um, sempre com a cornija assente em modilhões decorados. O claustro, construído durante o reinado de Afonso II é já gótico, com modificações setecentistas, encontrando-se no lado sul do templo. Possui planta quadrada, com um só andar, cada face possui cinco arcos quebrados, envolvendo cada qual um par de arcos geminados de volta perfeita, rasgando-se em cada bandeira uma pequena rosácea. Os tramos são quadrados, com as naves abobadadas, sendo os arcos torais ogivais muito apontados e os cruzeiros de volta inteira. Os capitéis dos arcos são de cesto delgado, maioritariamente com decoração vegetalista. O feito mais interessante de toda a obra são os cantos da quadra: aí dá-se o encontro de duas arcadas góticas que mutuamente se interrompem a meia altura, criando um efeito original.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:19
Link do post | comentar
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005

Televisão



Televisão dos anos 50



   21 de Novembro: Dia Mundial da Televisão</strong>

Televisão  do grego téle, longe + visão, televisão quer dizer ver longe. Sistema electrónico de transmissão de imagens e som de forma instantânea, funciona a partir da análise e conversão da luz e do som em ondas electromagnéticas e da sua reconversão num aparelho que recebe o mesmo nome do sistema ou pode também ser chamado de aparelho de TV. O aparelho de TV capta as ondas electromagnéticas e, através dos seus componentes internos, converte-as novamente em imagem e som.


História da Tecnologia

O primeiro sistema semi-mecânico de
televisão analógica foi demonstrado em Fevereiro de 1924 em Londres por John Logie Baird com uma imagem do desenho animado  Felix the Cat  -  O Gato Félix - e, posteriormente, imagens em movimento em 30 de Outubro de 1925. Um sistema electrónico completo foi demonstrado por Philo Taylor Farnsworth em 1927. O primeiro serviço analógico foi a WGY em Schenectady, Nova Iorque, inaugurado em 11 de Maio de 1928.

Os primeiros aparelhos de televisão eram rádios com um dispositivo que consistia num tubo de
néon com um disco giratório mecânico (disco de Nipkow) que produzia uma imagem vermelha do tamanho de um selo postal. O primeiro serviço de alta definição apareceu na Alemanha em Março de 1935, mas estava disponível apenas em 22 salas públicas. Uma das primeiras grandes transmissões foi a das Olimpíadas de 1936, em Berlim. O uso da televisão aumentou enormemente depois da Segunda Guerra Mundial devido aos avanços tecnológicos surgidos com a guerra e à renda adicional disponível (aparelhos de TV nos anos 30 custavam o equivalente a US$ 7000 actuais (2001) e havia pouca programação disponível).

A televisão em cores surgiu em 1954, na rede americana NBC. Um ano antes o governo americano aprovou o sistema de transmissão em cores proposto pela CBS, mas quando a RCA apresentou um novo sistema que não exigia alterações nos aparelhos antigos em preto e branco, a CBS abandonou sua proposta em favor da nova.


Tipos de Aparelhos

A televisão na sua forma original e até hoje mais popular, envolve a transmissão de
som e imagens em movimento por ondas de radiofrequência (RF), que são captadas por um receptor (o televisor). Neste sentido, é uma extensão do rádio.Tendo início na década de 2000, a televisão moderna divide-se em três tendências distintas:


  • Aparelhos de TV somente.
  • Sistemas integrados com aparelhos de DVD e/ou videocassetes VHS montados no próprio televisor (geralmente modelos menores com telas até 17 polegadas, pois a ideia é ter um sistema portátil completo);
  • Sistemas independentes com tela grande (monitor de vídeo, rádio, sistema de som) para o usuário montar as peças como um home theater. Este sistema interessa aos videófilos e cinéfilos que preferem componentes que podem ser trocados separadamente.

Há vários tipos de monitores ou ecrãs de vídeo usados em equipamentos de TV modernos. Os mais comuns são os CRTs até 40 polegadas diagonais. A maior parte das TVs de tela grande (até mais de 100 polegadas) usa tecnologia de projecção. Três tipos de sistemas de projecção são usados em TV: tubos de raios catódicos (CRT), LCD (cristal líquido) e circuitos integrados (Chips ) de imagem reflectida. Avanços recentes trouxeram telas planas às TVs que usam tecnologia de cristal líquido LCD de matriz activa ou Displays de plasma. TVs de tela grande e plana têm apenas 4 polegadas de espessura e podem ser penduradas na parede como um quadro. Elas são muito atraentes e economizam espaço, mas ainda custam extremamente caro.


Teledifusão

Há vários tipos de sistemas de teledifusão:

  • Televisão terrestre


    • NTSC, PAL, PAL-M, PAL2, SECAM usando sinal analógico

  • Sistemas de transmissão do som
  • NICAM, MTS
  • Via satélite usando sinal digital
  • TV a cabo

    • há tanto sistema analógico quanto digital.

  • Novas tecnologias: Televisão digital (DTV) -- TV de Alta Definição (HDTV) -- Pay-per-view -- Web TV -- programação sob encomenda.

Programação é a transmissão nas estações de televisão (por vezes chamada de canais) que são frequentemente dirigidos a uma determinada audiência. Há muitas notícias, desporto, estações de filmes e estações tais como as cadeias da MTV e da BBC que são vistas por diversos países.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicado por: Praia da Claridade às 00:09
Link do post | comentar
Domingo, 20 de Novembro de 2005

Direitos da Criança


Em 20 de Novembro de 1959,  a  ONU  fez  a

Declaração dos Direitos da Criança,

com 10 artigos:


1 -  A criança deve ter condições para se desenvolver física, mental,
       moral, espiritual e socialmente com liberdade e dignidade.

2 -  A criança tem direito a um nome e uma nacionalidade, desde o seu
        nascimento.

3 -  A criança tem direito à alimentação, lazer, moradia e serviços
        médicos adequados.

4 -  A criança deve crescer amparada por seus pais e sob sua
        responsabilidade, num ambiente de afecto e de segurança.

5 -  A criança prejudicada física ou mentalmente deve receber
        tratamento, educação e cuidados especiais.

6 -  A criança tem direito a educação gratuita e obrigatória, ao menos
        nas etapas elementares.

7 -  A criança, em todas as circunstâncias, deve estar entre os
        primeiros a receber protecção e socorro.

8 -  A criança deve ser protegida contra toda forma de abandono e
        exploração. Não deverá trabalhar antes de uma idade adequada.

9 -  As crianças devem ser protegidas contra prática de discriminação
        racial, religiosa, ou de qualquer índole.

10 - A criança deve ser educada num espírito de compreensão,
         tolerância, amizade, fraternidade e paz entre os povos.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:09
Link do post | comentar
Sábado, 19 de Novembro de 2005

O Xadrez

Tabuleiro_XADREZ.jpg
Tabuleiro, peças em estilo Staunton e relógio


Dia Internacional do Xadrez


O jogo de xadrez é um jogo de tabuleiro que tem alguns milhares de anos. Em geral, acredita-se que o xadrez teve sua origem no jogo Chaturanga, na Índia. Este foi para o oriente e tornou-se Xiangqi (xadrez chinês) na China, e Shogi no Japão. Migrou para o Ocidente através da Pérsia e da expansão islâmica, com o nome de Shatranj, e difundiu-se por toda a Europa durante a Idade Média.

O xadrez é especialmente popular por sua complexidade. Estima-se que o número de posições legais no xadrez é cerca de 1043; o número de jogadas possíveis é muito maior e excede em muito o número de partículas do universo visível.

Há muitas variações do xadrez: xadrez rápido, versões para três ou quatro jogadores, FischerRandom (a ordem das peças na primeira e oitava colunas são aleatórias), etc.…

Em Maio de 1997, um computador (Deep Blue, programado pela IBM) derrotou o então campeão mundial Garry Kasparov pela primeira vez.

Em Outubro de 2002, num evento semelhante, Vladimir Kramnik (actual campeão mundial) empatou com o programa de computador Deep Fritz, numa série de oito partidas, no evento que ficou conhecido como Brains in Bahrain.

Há diversos locais na Internet para se jogar xadrez. Um dos mais antigos, e que permite que se jogue xadrez gratuitamente, é o
Freechess.

Existem 170 setilhões (1,7 × 1023) de maneiras de se fazer os dez primeiros movimentos numa partida de xadrez.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:20
Link do post | comentar
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005

Portal do Astrónomo (197)


www.portaldoastronomo.org


NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia
Newsletter n.º 197

O Tema do Mês dedicado a Orionte fala esta semana sobre alguns dos objectos interessantes que se podem observar nesta constelação.

Durante a próxima semana a Lua vai ficando progressivamente menos iluminada, passando pela fase de Quarto-Minguante, quando tem apenas 50% da sua face iluminada, no próximo dia 23, às 221h11 UT.
Mas antes de chegar a Quarto-Minguante, vamos ter oportunidade de observar uma conjunção entre o nosso satélite natural e o planeta dos anéis, Saturno, que aos poucos começa a deixar-se observar. Assim, na noite de 21 para 22 de Novembro, menos de 4º vão separar os dois astros no céu, uma brilhante Lua com 66% da sua face iluminada, e um mais modesto Saturno, com magnitude 0,2 e apenas 18,94" de diâmetro equatorial. Esta conjunção será visível a olho nu, ou com binóculos, sendo possível ainda observar o enxame aberto M44, em Caranguejo caso utilize uns binóculos de baixa ampliação.

---

Líquenes sobrevivem no espaço

http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=594

De acordo com os resultados de uma experiência realizada durante a missão Foton-M2 (ESA), os líquenes, uma associação simbiótica de fungos e algas clorofíceas, têm a capacidade de resistir a uma exposição total às duras condições ambientais do espaço aberto, especialmente aos elevados níveis de radiação ultravioleta. Na procura de organismos vivos em outros planetas, ou no estudo da possibilidade de transferência de vida entre planetas, os investigadores têm centrado as suas pesquisas nas bactérias, que são organismos muito mais simples que os líquenes. Esta descoberta vem, assim, abrir novos horizontes para experiências futuras.

Remanescentes de supernovas criam ilusão

http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=595

Observações de DEM L316 realizadas pelo Observatório de Raios-X Chandra (NASA) mostraram que este objecto é o remanescente de duas supernovas distintas. Os dados obtidos em diferentes comprimentos de onda dos raios-X revelaram que a composição química das duas bolhas é totalmente distinta, o que implica que cada bolha é o remanescente de um certo tipo de supernova. Num dos casos, trata-se de um remanescente de supernova do Tipo Ia, e no outro, do Tipo II. A diferença de idade das estrelas que estão na origem de cada tipo de supernova faz com que o facto dos dois remanescentes estarem próximos um do outro seja um puro acaso.

Fonte:  www.portaldoastronomo.org  -  O Portal do Astrónomo.
Publicado por: Praia da Claridade às 22:58
Link do post | comentar | ver comentários (1)

O Sol da Meia Noite


É um fenómeno que ocorre em altas latitudes, acima de 66,5 graus, isto é, dentro dos círculos árctico ou antárctico, na Lapónia ou na Antárctica, quando o Sol não se põe durante pelo menos 24 horas. Isso acontece porque a inclinação do eixo da Terra em relação ao plano de sua órbita faz com que o Sol incida quase perpendicularmente sobre os pólos, em posições que se alternam de seis em seis meses. Nos pólos propriamente ditos, tanto o dia solar quanto a noite duram teoricamente um semestre. A passagem para o dia ou para a noite polar acontece nos equinócios - quando a duração das horas de sol é igual em toda a Terra.

É só nos meses de Março e Setembro que o dia e a noite duram aproximadamente 12 horas. No Verão não há pôr-do-sol durante 67 dias, fenómeno que dá origem ao sol da meia noite.

Na região da Lapónia, durante o escuro Inverno, o sol permanece abaixo da linha do horizonte durante 51 dias, o que dá origem ao fenómeno da noite polar, a que os finlandeses chamam, na língua deles, "kaamos".

Mesmo no sul do país o sol brilha em Dezembro só umas quatro horas por dia e o pôr-de-sol de Junho não chega a escurecer a noite.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:19
Link do post | comentar | ver comentários (2)

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags