Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2006

O Diamante


Só os diamantes são suficientemente duros para cortar outros diamantes.
O polimento e montagem dão-lhes grande valor, brilho, e interesse em joalharia.


Diamante: cristal de átomos de Carbono. É a substância mais dura da natureza, embora tenha pouca tenacidade, ou seja, o diamante tem capacidade de riscar qualquer outra substância, devido à sua dureza, porém, sob pressão ou impacto, quebra-se com facilidade, dada a baixa tenacidade.

O nome vem do grego adhamas, que significa indestrutível. Por isso o adjectivo 'adamantino' também é aceite para referenciar o diamante (o termo mais usado é 'diamantino').

Diamante é um dos alotropos de carbono natural (o alotropo principal que é grafite).

Devido à disposição dos átomos do carbono na sua constituição, todo o diamante no estado bruto (não lapidado) tem formato de octaedro (poliedro de oito faces). 

Octaedro-Animação
 Octaedro - animação


Cada cristal de diamante é constituído de apenas uma molécula, ou seja, o número de átomos de carbono é o seu número de massa é o número n de carbonos que compõem cada molécula.

O Brasil é um dos grande produtores de diamantes, mas perde, actualmente, para a produção das minas nos países do sul do
Continente Africano.

A
Bahia possui uma região rica em diamantes, a Chapada Diamantina (que recebeu o nome por causa da abundância do mineral).


Propriedades

O diamante é um cristal transparente, opticamente isotrópico, com um índice de refractividade de 2,417, uma dispersão de 0,044, e uma gravidade específica de 3,52.


Dureza e estrutura do cristal

Algumas vezes como adamant, é o mais duro material natural conhecido, pontuado como 10 na antiga Escala de Mohs de dureza mineral.

Infelizmente, medir a dureza dos
minerais não é a melhor forma de defini-los, embora o método seja útil para descrevê-los. A Escala de Mohs é apenas um meio grosseiro e instantâneo de comparação entre minerais, não uma medição cientificamente precisa. Mas, apesar das limitações, a Escala de Mohs continua a ser perfeitamente adequada e o método mais comum para uso geral.

A ESCALA DE MOHS  –  A escala de dureza proposta e desenvolvida pelo cientista alemão Friedrich Mohs (1773-1839) vai de 1 a 10. Os minerais de número superior arranham qualquer mineral de número inferior – quanto mais alto o número, mais duro o mineral.

Talco  – o mais mole dos minerais, pode ser arranhado por todos os outros e também com a unha (Escala de Mohs = 1)

Diamante   –  a mais dura substância natural (Escala de Mohs = 10).


Propriedades ópticas

Após a lapidação os micro espelhos internos são capazes de absorver e reflectir a luz branca, o seu brilho não é interferido por outras cores e permanece vivo até mesmo em ambientes extremamente escuros.


Claridade

São avaliados segundo a sua transparência, quanto mais branco mais puro. O seu brilho é proveniente dos padrões criados durante a lapidação, apresentam-se como se fossem centenas de micro-espelhos dentro da gema do minério; estes espelhos absorvem e reflectem a luz branca. Por este motivo o diamante mantém o seu brilho forte até mesmo em ambientes parcialmente escuros.


Cor

Apresentam-se nas mais variadas cores, sendo considerados mais puros segundo o seu grau de brancura. Os diamantes negros são extremamente raros e atingem valores incomensuráveis.Um dos interessantes aspectos do diamantes é que ele não reflecte cores externas.


Simbolismo dos diamantes

Simbolizam em primeiro lugar Status, o poder de ter algo lindo, raro e cobiçado.


Lapidadores de Diamantes Famosos



  • Gabriel Tolkowsky - Um famoso lapidador de diamantes, que cortou dois dos maiores diamantes do mundo, o Diamante Centenário e o Diamante do Jubileu de Ouro. Ele também empreendeu-se em patentear e/ou obter reserva de direitos autoriais sobre vários desenhos de diamantes.

Um dos dez diamantes mais famosos do mundo, o Diamante Centenário foi descoberto em Julho de 1986, na mina Premier, localizada em Transvaal na África do Sul. Pesava, no seu estado bruto, 599,10 quilates. O lapidário Gabi Tolkowsky levou 3 anos junto com a sua equipe de especialista para lapidar o diamante.

Possui 247 facetas, pesa 273,85 quilates e é superado em tamanho apenas pelos diamantes Cullinan I e II, que se encontram nas jóias da coroa britânica. O Diamante Centenário  foi exibido pela primeira vez na Torre de
Londres em 1991.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:01
Link do post | comentar
5 comentários:
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 20:11
Eu que nem sou nada amante de diamantes adorei este esclarecimento sobre essa pedra que tantos por ela matam...............obrigadaAna Luar
(http://omeuladoruim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:luar_zita@msn.com)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 18:24
Olá amigo Filipe,isto dos diamantes,sem duvida pedra linda!mas que se mata por ela e tambem por causa da mesma muita gente passa fome,principalmente na Africa,como diz o ditado que os diamantes são internos... talvéz para algums para mim é uma pedra e continuará a ser,um abraço da Amiga ElisaMaria Elisa
</a>
(mailto:mariaelisaramos@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 18:23
Oi, desculapa a demora mas, estive algum tempo sem o pc e o meu tempo anda, anda, marado ;))) Realmente o diamante é uma pedra rara, poderia ser assemelhado a certas pessoas que se encontam. Fizeste uma pesquisa... vou-te contar... Já pareces eu quando tenho alguns trabalhos. Bem, beijinhos e boa semanalua
(http://blogamizade.blogs.sapo.pt)
(mailto:lua_sol1@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 13:23
Ola gostei muito da visitinha e muito mais por saber que tenho mais um amigo.Fiquei muito feliz por saber que ias pedir por mim ao jesus,eu também faço sempre o meu pedido para que ele olhe pelos meus amiguinhos.Queria-te agradecer por apoiares a campanha do meu mano,porque a segurança das crianças na net é muito importante.
Mil bjinhosPipoka
(http://cantinhodapipoka.blogs.sapo.pt)
(mailto:thunder_girl3@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 12:13
Muito interessante este artigo sobre os diamantes. Como duma pedra se fazem tão belas joias! E o que leverá tanta gente a lutar e até a matar por um diamante? Por muito belo que seja não passa de uma pedra...Luisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags