Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

01
Jul06

Cidade de Petrópolis - Brasil

Praia da Claridade

 
Localização de Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Localização de Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil


Universidade Católica de Petrópolis
 
Universidade Católica de Petrópolis


Petrópolis - Catedral de São Pedro de Alcântara
 
Petrópolis - Catedral de São Pedro de Alcântara


 

Município e cidade de Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro. Área de 774.606 km². População de 302.477 habitantes, em 2004, segundo o IBGE.
 
O município tem cinco distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio, e Posse. Situa-se a 42 km da capital do estado pela rodovia BR-040 e a 463 km da cidade de São Paulo. O seu clima ameno, as suas construções históricas e a abundante vegetação servem como grandes atractivos turísticos. Além disso, a cidade possui um movimentado comércio e serviços além de produção agropecuária (com destaque para a fruticultura) e industrial. A cidade é constantemente chamada de Cidade Imperial, o seu apelido.
 
 
História
 
Petrópolis é talvez o mais notável exemplo dos esforços de imigração europeia para o Brasil no Segundo Reinado. Concebida pelo Major Julio Frederico Koeler, é tida como a primeira cidade projectada do Brasil, composta de um núcleo urbano, a Cidade, (hoje o centro da cidade) rodeado por "Quarteirões Imperiais" que receberam famílias de agricultores, principalmente alemãs mas também açorianas (Açores, oficialmente designados por Região Autónoma dos Açores, são um território autónomo da República Portuguesa, sito no Atlântico nordeste) e, posteriormente, de italianos para as indústrias de tecidos lá instaladas. O notável do projecto de Koeler foi o facto de baptizar os seus quarteirões com o nome da região de onde vinham os seus habitantes (Mosela, Bingen, Woerstadt, Darmstadt, Renânia, etc.) e dispô-los mais ou menos na mesma forma das respectivas regiões na Alemanha. Tais terras pertenciam à Fazenda do Córrego Seco, propriedade pessoal do imperador, donde o nome Petrópolis, cidade de Pedro, e foram arrendadas para Koeler e por este aos imigrantes, resultando num sistema de foro e laudémio [pensão que o foreiro paga ao senhorio directo] recebido pelos herdeiros de Dom Pedro II até a promulgação da Constituição de 1988.
 
Pedro II, "O Magnânimo" (Rio de Janeiro, 2 de Dezembro de 1825 — Paris, 5 de Dezembro de 1891), de nome completo: Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Bragança e Áustria, foi o segundo e último imperador do Brasil. Filho de Dom Pedro I e de Dona Leopoldina de Áustria, nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, e sucedeu a seu pai, que abdicou em seu favor no dia 7 de Abril de 1831 para retomar a coroa de Portugal.
 
D. Pedro I (Queluz, Portugal, 12 de Outubro de 1798 — Queluz, Portugal, 24 de Setembro de 1834) foi o primeiro Imperador do Brasil, de 12 de Outubro de 1822 a 7 de Abril de 1831, e ainda 29.º Rei de Portugal (título herdado de seu pai, D. João VI), durante um período de sete dias (entre 26 de Abril e 2 de Maio de 1826), como D. Pedro IV de Portugal.
 
Em Portugal, é conhecido como "O Rei-Soldado", uma vez que andou combatendo o irmão D. Miguel na Guerra Civil de 1832-34 ou "O Rei-Imperador". É também conhecido, de ambos os lados do Atlântico, como "O Libertador"  — Libertador do Brasil do jugo português; Libertador de Portugal do governo absolutista.

Petrópolis, por estar na Serra dos Órgãos, a mais de 700 metros do nível do mar, a cidade oferecia um clima agradável, principalmente aos diplomatas e outros estrangeiros que habitavam o Rio de Janeiro no século XIX, que nela se refugiavam durante o Verão. Além do frescor, a cidade era notável por não ser vítima das epidemias de febre amarela, obviamente pela impossibilidade de procriação do mosquito transmissor numa temperatura mais baixa, embora isto não fosse percebido na época.
 
Estes factores, mais a proximidade com a capital e a sua posição no caminho que leva à Província de Minas Gerais, deram à cidade um conjunto de palacetes sem igual, dos quais o mais conhecido é a sede da fazenda imperial, hoje o Museu Imperial, o que faz com que se diga que a Avenida Koeler, ladeada por vários tais palacetes e terminando na Catedral de São Pedro de Alcântara, seja a rua mais bela do Brasil. Por outro lado, lá encontram-se construções curiosas como a casa de Verão de Santos Dumont, a "Encantada", a velha casa da família Rocha Miranda na Avenida Ipiranga bem como a casa da mesma família em estilo seiscentista, o qual também define a célebre casa de Lúcio Costa no Bairro de Samambaia.
 
Petrópolis foi palco de acontecimentos e episódios diversos da história do Brasil, como a assinatura do tratado que incorporou o Acre ao Brasil (Acre, estado brasileiro situado no sudoeste da região Norte), do suicídio do escritor austríaco Stefan Zweig e muitas das reuniões que levaram ao Golpe de 1964. Antes de Brasília, funcionava como capital de Verão do Brasil, quando o Presidente da República permanecia no Palácio Rio Negro. Refúgio de artistas, figura nas páginas de Machado de Assis e de Stanislaw Ponte Preta e lá Jorge Amado concluiu o seu "Gabriela Cravo e Canela". Vinicius de Moraes, Gabriela Mistral e Sarah Vaughan estavam entre os seus frequentadores.
 
Como consequência da transferência da capital e do crescimento demográfico do Rio de Janeiro, durante a década de 1970, Petrópolis perdeu consideravelmente a sua importância no contexto político do país.
 
 
Turismo
 
São muitos os pontos turísticos em Petrópolis:
 
-  Museu Imperial de Petrópolis
-  Catedral de São Pedro de Alcântara com o Mausoléu Imperial
-  Palácio Quitandinha
-  Palácio de Cristal
-  Palácio Grão Pará
-  Palácio Rio Negro
-  Casa de Santos Dumont
-  Casa da Princesa Isabel
-  Casa do Visconde de Mauá
-  Casa de Joaquim Nabuco
-  Trono de Fátima
-  Florália
-  Morro Açu (Parque Nacional da Serra dos Órgãos)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D