Domingo, 22 de Janeiro de 2006

O Limão

Limoeiro, Flor e Fruto
Limoeiro, Flor e Fruto 

 
O limão é o fruto do limoeiro (Citrus limon L.), da família das Rutáceas.
 
Também conhecido como limão verdadeiro, é originário da região sudeste da Ásia. Desconhecido para os antigos gregos e romanos, a primeira referência sobre este citrino encontra-se no livro de Nabathae sobre agricultura, datando do século III ou IV. Trazida da Pérsia pelos conquistadores árabes, disseminou-se na Europa. Há relatos de limoeiros cultivados em Génova em meados do século XV bem como referências à sua existência nos Açores em 1494.
 
Séculos mais tarde, os limões foram utilizados pela marinha britânica para combater o escorbuto, já que proporcionavam uma grande quantidade de vitamina C: o sumo do limão contém aproximadamente 500 miligramas de vitamina C e 50 gramas de ácido cítrico por litro. Actualmente é uma das frutas mais conhecidas e utilizadas no mundo.
 
O escorbuto é uma doença que tem como primeiros sintomas hemorragias nas gengivas, inchaço, pouca segurança na fixação dos dentes. É provocada por carências graves de vitamina C na dieta, e era muito comum aparecer nas longas viagens por mar da época das grandes navegações, causando grande número de baixas nas tripulações dos navios.
 
O Limão popularizou-se no Brasil durante a chamada Gripe Espanhola (epidemia gripal de 1918), quando atingiu preços elevados, chegando a ser comprada por dez a vinte mil réis cada unidade.
 
As suas aplicações na vida doméstica são inúmeras. Com o suco da fruta, preparam-se refrigerantes, sorvetes, molhos e aperitivos, bem como remédios, xaropes e produtos de limpeza. Da casca, retira-se uma essência aromática usada em perfumaria e no preparo de licores e sabões.
 
 
Características
 
Híbrido cultivado, as árvores são pequenas (não atingem mais de 6 metros de altura), espinescentes, muito ramificadas, de caule e ramos castanho-claros; as folhas são alternas, oblongo-elípticas, com pontuações translúcidas; as inflorescências são de flores axilares, alvas ou violetas, em cacho. Reproduz-se por estacas de galhos, em solo arenoso e bem adubado, de preferência em regiões de clima quente ou temperado. Propaga-se também por sementes, que requerem solo leve, fértil e bem arejado, em local ensolarado e protegido dos ventos. Frutifica durante todo o ano, em inúmeras variedades, que embora mudem no tamanho e na textura da casca, que pode ser lisa ou enrugada, quanto à cor, variam do verde-escuro ao amarelo-claro, excepto uma das espécies, que se assemelha a uma tangerina.
 
 
Partes usadas
 
Folhas, casca do fruto e suco do fruto.
 
Os que têm cor amarela ou amarelo-esverdeada, são cultivados sobretudo pelo sumo, embora a polpa e a casca também se utilizem em culinária. Os limões contêm uma grande quantidade de ácido cítrico, o que lhes confere um gosto ácido.
 
Os limões e as limas servem-se regularmente como limonada (sumo de limão natural com água e açúcar), ou como adorno para as bebidas tais como Coca-cola com uma rodela dentro ou na borda do copo.
 
 
Curiosidade do Sumo de Limão:
 
A Tinta Invisível
 
A tinta invisível é uma substância que pode ser usada para escrever, que ou é invisível na aplicação ou desaparece rapidamente, e pode subsequentemente ser restaurada por alguns meios. O uso da tinta invisível é uma forma de estenografia, e foi usada em espionagem.
 
As formas mais simples de tinta invisível são suco de limão e leite. Para este tipo de 'tinta fixada por calor', qualquer líquido ácido funciona. Escreva no papel com uma pena, palito de dentes ou um dedo mergulhado no líquido. Uma vez seco, o papel parece em branco. A escrita é feita para aparecer aquecendo o papel, num ferro de passar ou forno, por exemplo.
 
Outros tipos de tinta invisível incluem reacções químicas diferentes, geralmente uma reacção tipo ácido-base (como o papel de litmus) que é similar ao processo mimeográfico.
 
Publicado por: Praia da Claridade às 00:09
Link do post | comentar
1 comentário:
De Anónimo a 22 de Janeiro de 2006 às 16:06
Hoje cheguei tarde à aula mas atendendo a que é um dia especial espero que o Professor não me marque falta...
Interessante este artigo sobre o limão que usamos tanto e de que conhecemos tão pouco.Luisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags