Terça-feira, 14 de Março de 2006

A Sereia

Ulisses enfrentado as sereias, em óleo sobre tela de Herbert James Draper
Ulisses enfrentado as sereias, em óleo sobre tela de Herbert James Draper


A Sereia ou Sirene  é um ser mitológico, metade mulher e metade peixe (ou pássaro, segundo vários escritores e poetas antigos). Filhas do rio Achelous e da musa Terpsícore. Não confundir com Hárpias.

Hárpias eram seres com corpo de pássaro e rosto de mulheres. Filhas de Thaumas e Elektra. Originalmente eram belas e mais tardes consideradas horrendas de nojentas, como citadas na Eneida de Virgílio. Os seus nomes eram Aelo (a borrasca), Ocípite (a rápida no voo) e Celeno (a obscura).

Diz a lenda que as sereias habitavam os rochedos entre a ilha de Capri e a costa da Itália. Cantavam com tanta doçura que atraíam os tripulantes dos navios que passavam por ali. Ao aproximarem-se, eles eram devorados. Ulisses, personagem do poema Odisseia de Homero), só conseguiu salvar-se porque colocou cera nos ouvidos e se amarrou ao mastro do navio.
 
Algumas das sereias citadas na literatura clássica são:

>  Pisinoe  (Controladora de Mentes - mind controller)
>  Thelxiepia  (Cantora que Enfeitiça - enchanting singer)
>  Ligeia  (Doce Sonoridade - sweet sounding)
Aglaope, Leucosia, Parthenope.

Parthenope ou Parténope é uma personagem fictícia, uma sereia pertencente à Mitologia grega e que, segundo esta, Parthenope teria fundado a cidade de Nápoles na Itália. O nome da sereia serviu de inspiração, inclusive, para o nome um estabelecimento de Nápoles. Parténope era também o nome antigo de Nápoles.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:15
Link do post | comentar
6 comentários:
De soaresesilva a 14 de Março de 2006 às 13:06
É sempre um tema fascinante este das sereias! Ainda agora perguntamos: será que existem realmente? O mar tem tantas magias e encantos porque não ter também sereias? O quadro também é lindíssimo!


De aldora a 15 de Março de 2006 às 00:01
Olá Filipe
Não me lembro onde, mas uma vez li que havia uns passaros que tinham um cantar pareciam mulheres a cantar, daí a ideia dos marinheiros antigos que os ouviam pensarem serem sereias.
Tenho andado fugida pois com a Primavera a chegar, tenho muito para jardinar, porque no inverno custa um pouco fazer isso. Ninguém cá em casa parece gostar desse trabalho, mas gostam de ver tudo bonito e com flores, eu este ano e pela primeira vez resolvi ir contra os meus principios, de não matar lesmas, estava a ser por demais, A comerem tudo o que é bonito, fartei-me resolvi dar-lhes fim, dantes ía as colocar na quinta mais longe agora que o Sr. da Esfera me perdoe mas pus remédio para lhes dar sumiço, sinto um pouco de pena delas mas também estava a ficar farta.
Beijinho
Aldora



De aldora a 15 de Março de 2006 às 00:02
Olá Filipe
Não me lembro onde, mas uma vez li que havia uns passaros que tinham um cantar pareciam mulheres a cantar, daí a ideia dos marinheiros antigos que os ouviam pensarem serem sereias.
Tenho andado fugida pois com a Primavera a chegar, tenho muito para jardinar, porque no inverno custa um pouco fazer isso. Ninguém cá em casa parece gostar desse trabalho, mas gostam de ver tudo bonito e com flores, eu este ano e pela primeira vez resolvi ir contra os meus principios, de não matar lesmas, estava a ser por demais, A comerem tudo o que é bonito, fartei-me resolvi dar-lhes fim, dantes ía as colocar na quinta mais longe agora que o Sr. da Esfera me perdoe mas pus remédio para lhes dar sumiço, sinto um pouco de pena delas mas também estava a ficar farta.
Beijinho
Aldora



De aldora a 15 de Março de 2006 às 00:02
Olá Filipe
Não me lembro onde, mas uma vez li que havia uns passaros que tinham um cantar pareciam mulheres a cantar, daí a ideia dos marinheiros antigos que os ouviam pensarem serem sereias.
Tenho andado fugida pois com a Primavera a chegar, tenho muito para jardinar, porque no inverno custa um pouco fazer isso. Ninguém cá em casa parece gostar desse trabalho, mas gostam de ver tudo bonito e com flores, eu este ano e pela primeira vez resolvi ir contra os meus principios, de não matar lesmas, estava a ser por demais, A comerem tudo o que é bonito, fartei-me resolvi dar-lhes fim, dantes ía as colocar na quinta mais longe agora que o Sr. da Esfera me perdoe mas pus remédio para lhes dar sumiço, sinto um pouco de pena delas mas também estava a ficar farta.
Beijinho
Aldora



De aldora a 15 de Março de 2006 às 00:03
Olá Filipe
Não me lembro onde, mas uma vez li que havia uns passaros que tinham um cantar pareciam mulheres a cantar, daí a ideia dos marinheiros antigos que os ouviam pensarem serem sereias.
Tenho andado fugida pois com a Primavera a chegar, tenho muito para jardinar, porque no inverno custa um pouco fazer isso. Ninguém cá em casa parece gostar desse trabalho, mas gostam de ver tudo bonito e com flores, eu este ano e pela primeira vez resolvi ir contra os meus principios, de não matar lesmas, estava a ser por demais, A comerem tudo o que é bonito, fartei-me resolvi dar-lhes fim, dantes ía as colocar na quinta mais longe agora que o Sr. da Esfera me perdoe mas pus remédio para lhes dar sumiço, sinto um pouco de pena delas mas também estava a ficar farta.
Beijinho
Aldora



De arodla2006 a 15 de Março de 2006 às 00:04
Olá Filipe
Não me lembro onde, mas uma vez li que havia uns passaros que tinham um cantar pareciam mulheres a cantar, daí a ideia dos marinheiros antigos que os ouviam pensarem serem sereias.
Tenho andado fugida pois com a Primavera a chegar, tenho muito para jardinar, porque no inverno custa um pouco fazer isso. Ninguém cá em casa parece gostar desse trabalho, mas gostam de ver tudo bonito e com flores, eu este ano e pela primeira vez resolvi ir contra os meus principios, de não matar lesmas, estava a ser por demais, A comerem tudo o que é bonito, fartei-me resolvi dar-lhes fim, dantes ía as colocar na quinta mais longe agora que o Sr. da Esfera me perdoe mas pus remédio para lhes dar sumiço, sinto um pouco de pena delas mas também estava a ficar farta.
Beijinho
Aldora



Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags