Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2005

Amizade...

segundafeira2.gif


Uma mensagem numa bonita página que aconselho:
http://paginas.terra.com.br/lazer/mensagempravoce/semana_chaplin.htm


Amizade0005.GIF

  


A Amizade torna os fardos mais leves,
porque os divide pelo meio.
A Amizade intensifica as alegrias,
elevando-as ao quadrado
na matemática do coração.

A Amizade esvazia o sofrimento,
porque a simples lembrança do amigo
é lenitivo com jeito de talco na ferida.

A Amizade ameniza as tarefas difíceis,
porque a gente não as realiza sozinho.
São dois cérebros e quatro braços agindo.

A Amizade diminui as distâncias.
Embora longe, o amigo seja alguém perto de nós.

A Amizade enseja confidências redentoras:
problema partilhado, percalço amaciado,
felicidade repartida, ventura acrescida.

A Amizade coloca música e poesia
na banalidade do cotidiano.

A Amizade é a doce canção da vida
e a poesia da eternidade.
O Amigo é a outra metade da gente.
O lado claro e melhor.

Sempre que encontramos um amigo,
encontramos um pouco mais de nós mesmos.
O Amigo revela, desvenda, conforta.

É uma porta sempre aberta
em qualquer situação.
O Amigo na hora certa, é sol ao meio dia,
estrela na escuridão.

O Amigo é bússola e rota no oceano,
porto seguro da tripulação.
O Amigo é o milagre do calor humano
que Deus opera no coração.
  
Poema da Autoria de Roque Schneider.

----------------------------------------------------

A  Amizade  é  Indispensável  ao  Nosso  Ser

A amizade é a unica coisa cuja utilidade é unanimemente reconhecida. A própria virtude tem muitos detratores, que a acusam de ostentação e charlatanismo. Muitos desprezam as riquezas e, contentes de pouco, agradam-se da mediocridade. As honras, à procura da qual se matam tanto as pessoas, quantos outros as desdenham até olhá-las como o que há de mais fútil e de mais frívolo? E, assim, quanto ao mais! O que a uns parece admirável, ao juízo doutros nada é. Mas quanto à amizade, toda a gente está de acordo: os que se ocupam dos negócios públicos, os que se apaixonaram pelo estudo e pelas indagações sapientes, e os que, longe do bulício, limitam os seus cuidados aos seus interesses privados: todos enfim, aqueles mesmos que se entregaram todos inteiros aos prazeres, declaram que a vida nada é sem a amizade, por pouco que queiram reservar a sua para algum sentimento honorável.



Ela se insinua, com efeito, não sei como, no coração de todos os homens e não se admite que, sem ela, possa passar nenhuma condição da vida. Bem mais, se é um homem de natureza selvagem, muito feroz para odiar seus semelhantes e fugir do seu contacto, como fazia, diz-se, não sei mais que Timon de Atenas. É preciso ainda que este homem procure um confidente no seio do qual possa verter o seu veneno e o seu ódio. A necessidade da amizade será ainda mais evidente, se ele pudesse admitir que um Deus nos tirasse do seio da sociedade para nos colocar numa solidão profunda, onde, fornecendo-nos em abundância tudo o que a natureza nos pode propinar, nos subtraísse ao mesmo passo a esperança e os meios de ver jamais qualquer face humana.

Qual é a alma de ferro que suportaria uma tal existência e a quem a solidão não tornaria insípidos todos os gozos? Assim tenho por verdadeiras as palavras de Arquitas de Taranto, que entendi recordar a velhos que as ouviram eles próprios de seus pais: «se alguem subir ao céu, e de lá contemplar a beleza do universo e dos astros, todas essas maravilhas deixá-lo-ão indiferente, enquanto que o embasbacarão de surpresa se tiver de contá-las a alguém». Assim, a natureza do homem se recusa à solidão, e parece sempre procurar um apoio: e não o há mais doce que o coração de um terno amigo.

Marcus Cícero, in 'Diálogo sobre a Amizade'

Publicado por: Praia da Claridade às 01:14
Link do post | comentar
2 comentários:
De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2005 às 18:44
Como sabe Filipe a amizade para mim tem muito valor .
È o sentimento mais bonito quando é sincero .
A Amizade não nasce , mas constroi-se.
Os amigos de verdade duram toda uma vida .
Obrigado por ser um deles .
Beijinho grande ( do tamanho do mundo )
IsabelIsabel
</a>
(mailto:nirgaby@netcabo.pt)


De Anónimo a 21 de Fevereiro de 2005 às 23:45
É sempre bom ler sobre o tema "Amizade". Felicitando-te pelo bom gosto, atrevo-me a participar assim: " Graças a um telefonema, a uma visita inesperada, a um encontro casual, a uma pequena surpresa, um amigo dá uma nota de cor ao cinzento do nosso dia-a-dia."-J.R.C.
Beijinhos
AugustinhaAugusta Freitas
</a>
(mailto:ajnfreitas@sapo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags