Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

23
Fev05

Talvez não saiba que...

Praia da Claridade

Cólica...  ah ah ah.....

As cólicas começam por uma dor abdominal de origem situada quase sempre no nível do tubo digestivo. O cavalo tem dor de barriga, "raspa" o solo com as mãos, dá coices, olha o flanco, agita-se, deita-se, rola, transpira, mantém-se em posição de urinar e defecar, exterioriza o pénis (caso do macho), fica em posição de cão sentado e apresenta os olhos vermelhos. Apesar de, na maioria dos casos, serem simples e rapidamente solucionadas, as cólicas são causas frequentes de mortalidade entre os equinos. Para melhor entendermos as causas e origens das cólicas, temos que conhecer a anatomia do aparelho digestivo do cavalo. O estômago do cavalo apresenta duas particularidades: ele é proporcionalmente muito pequeno em comparação ao cavalo adulto (o seu volume não passa os 15 - 16 litros) e sua entrada é formada de um esfíncter chamado cárdia que permanece sempre fechado impedindo o refluxo, ou seja, qualquer regurgitação (volta dos alimentos à boca para melhor mastigação) de gás ou líquido. Assim sendo, o cavalo não pode vomitar. Se, por acaso, ele absorve uma quantidade grande demais de água ou comida, o estômago distende-se e o cárdia fecha-se, o que provoca uma grande dor. Poderá, então, ocorrer ruptura estomacal com consequente morte do animal. A presença de úlceras gástricas sobre a parede estomacal não é rara - sobretudo nos cavalos estressados - e isso pode produzir cólicas reincidentes.
 
Anatomia do Aparelho Digestivo:
 

O intestino delgado é um cilindro bem comprido, bastante móvel (24 metros em média) suspenso na cavidade abdominal pelo mesentério, rico em vasos sanguíneos. As cólicas oriundas dessa parte do intestino são, na maior parte das vezes, muito graves. Podem ser o resultado de uma torção em volta do mesentério, de uma lesão de um vaso por parasitas, de um excesso na alimentação ou de uma infecção. No Garanhão, a passagem de uma asa do intestino delgado na região do testículo provoca uma hérnia inguinal.
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D