Terça-feira, 31 de Janeiro de 2006

SOS e Código Morse


SOS é a sigla enviada em código morse em situações de emergência. Consiste de três pontos (a letra "S"), três traços (a letra "O") e novamente três pontos: ...---... (oralmente diz-se "di di dida da da di di di").

Não significa "Save our Souls" ou "Save our Ship" como correntemente é dito, mas porque a combinação dos três pontos, seguidos de três traços, seguidos de três pontos, é facilmente reconhecível numa transmissão em código morse, mesmo com interferências.


História

Este sinal foi primeiramente adoptado pelo governo da Alemanha nas regulamentações de rádio em 1 de Abril de 1905, e começou a ser um padrão mundial quando foi aceite na segunda International Radiotelegraphic Convention, firmada em 3 de Novembro de 1906 e tornando-se efectiva em 1 de Julho de 1908 (em substituição ao sinal CQD).

O primeiro navio a enviar um SOS pelo rádio foi o Arapahoe em 1909. Ele estava perdido ao norte do continente americano.


O fim do SOS

Em Janeiro de 1999 foi oficialmente aposentado o serviço de telegrafia Morse nas comunicações marítimas. A Autoridade de Segurança Marítima da Austrália foi a última organização internacional a deixar de reconhecer oficialmente o sistema. A Rádio Melbourne realizou a transmissão final em código Morse no seu Serviço Móvel Marítimo às 23:59 UTC do dia 31 de Janeiro de 1999.


Código Morse

O código morse é um sistema de representação de letras, números e sinais de pontuação através de um sinal codificado enviado intermitentemente. Foi desenvolvido por Samuel Morse e Alfred Vail em 1835, criadores do telégrafo eléctrico (importante meio de comunicação a distância), dispositivo que utiliza correntes eléctricas para controlar electroímanes que funcionam para emissão ou recepção de sinais.

Uma mensagem codificada em Morse pode ser transmitida de várias maneiras em pulsos (ou tons) curtos e longos:

  • pulsos eléctricos transmitidos em um cabo;
  • ondas mecânicas  (perturbações sonoras);
  • sinais visuais  (luzes acendendo e apagando);
  • ondas electromagnéticas  (sinais de rádio);

Este sistema representa letras, números e sinais de pontuação apenas com uma sequência de pontos, traços, e espaços.

Samuel Morse
Samuel Morse é o famoso inventor do código morse e do telégrafo.



O norte-americano Samuel Morse nasceu em Charlestown, Massachusetts, em Abril de 1791. Aos quatro anos de idade mostrava grande interesse pelo desenho e, aos 14, ganhava o seu próprio dinheiro fazendo desenhos dos seus amigos e pessoas da cidade.

Ainda na época de colégio, Morse escreveu uma carta aos pais dizendo que queria tornar-se um pintor. Os pais, preocupados com o futuro do filho, preferiram transformá-lo num vendedor de livros. Foi o que acabou por acontecer: Morse passou a vender livros e pintava à noite. Ante a persistência do artista, os pais decidiram mandar o filho para Londres para que estudasse artes na Royal Academy.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:19
Link do post
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags