Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

PRAIA DA CLARIDADE

Figueira da Foz - Portugal

14
Mai05

Reciclagem

Praia da Claridade

Reduzir, Reutilizar e Reciclar...

O funcionamento normal da nossa sociedade origina uma produção de resíduos sólidos urbanos, vulgarmente chamados lixo, em grande quantidade.

É nossa obrigação reduzir a quantidade de lixo que produzimos individualmente e promover a reutilização de objectos que já não nos sejam úteis como livros, móveis, roupas, electrodomésticos vulgares e até computadores.

A política de Gestão de Resíduos Sólidos tem como principal objectivo a redução dos resíduos, encaminhando os inevitavelmente produzidos para processos de reciclagem e reutilização.

A reciclagem é uma das melhores formas de valorizar os resíduos uma vez que os devolve aos circuitos de utilização. O sucesso deste processo reside na qualidade da matéria prima, logo está intimamente ligado com o modo como colaboramos diariamente com a recolha selectiva.

O que não for recolhido selectivamente de modo a ser reaproveitado será colocado em aterros sanitários, incinerado ou simplesmente abandonado em lixeiras a céu aberto. Cada solução destas contribui em grau crescente de impacte ambiental negativo para a alteração/degradação do nosso ecossistema.

Estão à nossa disposição Ecopontos, para papel e cartão, embalagens, vidro e pilhas, distribuídos pelas localidades e Ecocentros, abrangendo várias localidades. Existem também empresas privadas que recebem outros materiais como madeira, desperdícios da construção civil e até estores fora de uso.

As Câmaras Municipais são actualmente uma fonte bastante rica de informação. Quanto desejar deitar fora objectos volumosos informe-se antecipadamente sobre o dia de recolha.

Estão em actividade Instituições de Solidariedade Social que desenvolveram processos muito eficazes de recolha e reparação/reutilização de vários objectos.

O seu cuidado vai provocar uma grande diminuição do volume daqueles saquinhos que costuma colocar no lixo e melhorar visivelmente a nossa qualidade de vida.

CASA

A organização das nossas casas contempla sempre a tarefa desagradável de "despejar" o lixo. O sucesso da recolha selectiva depende da nossa capacidade para gerir os resíduos que produzimos até à sua colocação no Ecoponto ou Ecocentro mais próximo.

Para facilitar a separação do lixo doméstico deve manter quatro espaços separados:

- depósito de matérias orgânicas e outros desperdícios não recicláveis;
- depósito de embalagens de vidro (boiões, garrafas, garrafões e frascos de bebidas, conservas, molhos, compotas, leite, iogurtes, temperos, etc.), lavadas e secas.
- depósito de embalagens de cartão complexo (bebidas), plástico (garrafas, garrafões e frascos de bebidas, produtos de higiene e detergentes, sacos, invólucros, copos descartáveis) ou metal (conservas e enlatados), limpas e espalmadas;
- caixote de cartão inutilizado para colocação e transporte de papel e cartão (listas telefónicas, jornais, revistas, embalagens de cartão liso, compacto ou canelado, caixas de ovos, sacos de papel e papel de embrulho) devidamente espalmados.

As preocupações com os resíduos sólidos domésticos estão intimamente ligados com a produção de resíduos líquidos e com o consumo desnecessário de energia.
As recomendações seguintes traduzem pequenos hábitos que podem contribuir para diminuir o impacte ambiental provocado por cada um de nós.

Na Cozinha

- utilizar sacos de plástico velhos para colocar o lixo;
- utilizar um coador para chá eliminando as saquetas;
- rolos e guardanapos de papel devem ser substituídos por panos de cozinha, toalhas e guardanapos de pano;
- substituir a folha de alumínio e a película aderente por recipientes não descartáveis;
- garrafas de vidro de azeite são recicláveis, mas as garrafas de plástico de óleos não podem ser colocadas no Ecoponto;
- os restos de comida (cascas de fruta, folhas de chá) podem ser colocados num compostor e transformados em fertilizante.

Na Casa de Banho

- substituir os aerossóis por sticks, bisnagas ou pulverizadores de compressão uma vez que aproveitam melhor a embalagem;
- eliminar a utilização de desinfectantes permanentes nas sanitas;
- utilizar papel higiénico 100% reciclado e não branqueado com cloro;
- a máquina de barbear eléctrica apresenta maior eficiência energética (consome menos energia e também produz menos resíduos) do que as máquinas normais com creme e lâminas descartáveis.
- preferir pastas de dentes em gel que não contenham dióxido de titânio;
- entregar os medicamentos fora de prazo no Ecocentro mais próximo ou na farmácia.

Na Sala

- os papéis que não forem colocados no ecoponto podem ser queimados na lareira, em substituição dos acendedores;
- separar as revistas e jornais antigos e a publicidade, retirando os componentes não recicláveis;
- utilizar lâmpadas fluorescentes (consomem menos energia e duram mais tempo) e desligar os aparelhos eléctricos quando se ausentar;
- reduzir a utilização de pilhas ou preferir as recarregáveis.

No Quarto

- identificar as roupas fora de uso (incluindo toalhas, cobertores e roupas de uso pessoal) procurando oferecê-las a familiares ou instituições de solidariedade social ou transformando-as em panos para limpeza da casa.

Os materiais mais volumosos como electrodomésticos, soalhos, divisórias, móveis e até ramos de árvores devem ser entregues no Ecocentro da área de residência.

Fonte: http://www.geocities.com/anamatrena/

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D