Domingo, 15 de Maio de 2005

Guerra dos Sete Anos

A Guerra dos Sete Anos foi o primeiro conflito a ter carácter mundial, e o seu resultado é muitas vezes apontado como o ponto fulcral que deu origem à inauguração da era moderna. Ao longo dos sete anos que vão de 1756 e 1763, as grandes potências europeias levam a guerra às suas possessões em todo o mundo. Na Europa, a Inglaterra e a Prússia confrontam-se com as três grandes potências continentais do tempo, França, Áustria e Rússia, e a guerra termina com vantagem para a Prússia, que mantém o controlo sobre a Silésia e se afirma como concorrente da Áustria na liderança dos estados alemães, e a Inglaterra, que consegue vitórias importantes sobre a França, solidificadas no Tratado de Paris, e que lançam as bases do seu futuro império colonial.

A Guerra dos sete anos foi precedida por uma reformulação do sistema de alianças entre as principais potências europeias, a chamada Revolução Diplomática de 1756.

Revolução Diplomática de 1756 é o termo por que ficou conhecida a reformulação do sistema tradicional de alianças entre as nações europeias. Esta nova constelação estratégica marcou o início da Guerra dos Sete Anos (1756-1763), o último grande conflito a envolver as grandes nações europeias antes da Revolução Francesa.

A Áustria era desde há muito um aliado dos Britânicos e hostil para com a França, um aliado da Prússia.

Porém, este sistema de alianças sofreu uma radical alteração em 1756. A surpreendente aliança dos britânicos com a Prússia foi arquitectada em parte por forma a proteger a Hanover eleitoral, uma possessão dinástica dos britânicos no continente.

A Áustria mostrava-se pouco disposta a proteger Hanover de uma possível invasão Francesa ou da Prússia. Consequentemente, os Britânicos aliaram-se em Janeiro de 1756 com a Prússia para assegurar a defesa de Hanover de uma tomada de posse pelos franceses.

A resposta dos Franceses, ultrajados, foi de contrair uma aliança com a Áustria, a que se juntou de seguida a Rússia.

Na constelação posterior à Revolução Diplomática, a França, Áustria, Saxónia, Suécia e Rússia alinharam pelo mesmo lado na Guerra contra a Prússia, Hanover e o Reino Unido. A Guerra dos sete anos foi desencadeada pela tentativa do Áustria dos Habsburgo de voltar a controlar a rica província da Silésia.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicado por: Praia da Claridade às 00:02
Link do post | comentar

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags