Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2006

A Coroa Solar

Ejecção de gás da Coroa Solar Interna
Ejecção de gás da Coroa Solar Interna



A Coroa Solar é o envoltório luminoso do Sol constituído de plasma com aproximadamente dois milhões de graus centígrados. A elevada temperatura provoca uma reacção constante dos átomos que a compõem e que provavelmente produz o vento solar, que é definido como um fluxo contínuo de partículas carregadas ionicamente que influem inclusive no clima terrestre. As partículas da Coroa Solar podem ser electrões e protões além de sub-partículas ou sub-atómicas (as menores porções de matéria-energia  conhecidas).

As variações na Coroa Solar devido à rotação do Sol, e das suas actividades magnéticas, fazem o vento solar ficar variável e instável exercendo influência nos gases ao redor da Estrela e Planetas próximos. As manchas solares e o seu ciclo também afectam o seu comportamento e dimensão. Exemplo do efeito do vento solar são as Caudas Cometárias, que têm a sua orientação conduzida pela direcção do vento solar que também influi nos campos magnéticos planetários, as magnetosferas, pois deflectem as partículas, impedindo-as de chegar às superfícies dos planetas.

A coroa é a camada mais larga e externa da atmosfera solar, medindo aproximadamente 13.000.000 km a partir da fotosfera, não tem limites definidos, pois varia a sua forma e tamanho; esta acompanha o Ciclo Solar. Tem duas regiões, uma interna, outra externa; a primeira denominada coroa K, é formada por um espectro contínuo com raias brilhantes de emissão; a segunda, chamada coroa F, apresenta um espectro idêntico ao espectro de Fraunhofer normal.


O Ciclo Solar ocorre quando grupos de manchas solares ressurgem em intervalos de cerca de 11 anos.


Manchas Solares

As manchas solares são regiões onde ocorre uma redução da temperatura e pressão das massas gasosas no Sol, estando intimamente relacionadas ao seu campo magnético, cuja intensidade média é de 1 Gauss, chegando a milhares de Gauss próximo a elas. Quanto maior a sua quantidade, maiores são as alterações na ionosfera terrestre, influindo nas comunicações de rádio no planeta Terra.


Composição

Como a composição do Sol é basicamente hidrogénio em forma de plasma, a sua rotação é diferenciada, sendo de 30 dias nos pólos e 26 dias no equador. Durante a rotação, as linhas do campo magnético comprimem-se e, por consequência, carregam o plasma junto até à sua compressão máxima, aumentando dessa forma a pressão e temperatura até à ruptura da massa e a libertação da energia comprimida em forma de explosões, expulsando a matéria da fotosfera em direcção das linhas, com consequente queda de temperatura e pressão após a libertação da energia acumulada. Nas regiões em que os laços magnéticos saem e retornam à fotosfera, estes possuem polaridades magnéticas opostas e assim surgem as manchas, com temperatura média de 4300 Kelvin, enquanto que, normalmente, na sua superfície, o Sol tem cerca de 6.000 K nas regiões ausentes de manchas.


Aparência das manchas solares

As manchas solares são de coloração avermelhada, e não negras como as vemos. Esta ilusão de óptica dá-se por causa do contraste com as regiões vizinhas.


Comportamento

As manchas podem surgir isoladas ou em grupos, o campo magnético associado é bem mais intenso no período conhecido como ciclo solar (de onze anos). O tamanho das manchas solares é bem diversificado, geralmente maiores que o nosso planeta. Elas são medidas em termos de milionésimos da área visível do Sol.
Uma mancha é considerada grande quando mede entre 300 e 500 milionésimos do disco solar. A maior já registada foi em 1947, com 6.132 milionésimos - quase 1/7 do disco solar.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:11
Link do post | comentar
2 comentários:
De Anónimo a 7 de Fevereiro de 2006 às 17:35
...o que se aprende consigo.
Para ver as manchas solares (acabo de ver na net a imagem do Sol sem uma única pintinha-estamos nessa fase dos tais 11 anos), basta comprar um filtro para a sua luneta. Ou de vidro, caros, ou igual aos meus. Uma folha especial que parece a "prata dos chocolates" e com cartolina e cola fazer um (1 folha A4=25€).N esquecer um para o buscador ou tapa-lo.Para ver os "penachos" tem de ser com um filtro que custa umas quantas vezes a sua luneta(+-400/600€).Vô-Zé
</a>
(mailto:martinsze@oniduo.pt)


De Anónimo a 7 de Fevereiro de 2006 às 15:34
Que complexo é o nosso Universo! Passei a saber mais umas coisas sobre o sol que é a fonte da nossa vida.Luisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags