Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Revolução dos Cravos

 

O golpe de estado militar do dia 25 de Abril de 1974 derrubou, num só dia, o regime político que vigorava em Portugal desde 1926, sem grande resistência das forças leais ao governo, que cederam perante a revolta das forças armadas. Este levantamento é conhecido por Dia D, 25 de Abril ou Revolução dos Cravos. O levantamento foi conduzido pelos oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Considera-se, em termos gerais, que esta revolução trouxe a liberdade ao povo português (denominando-se "Dia da Liberdade" o feriado instituído em Portugal para comemorar a revolução).
Fonte: Wikipédia 

Mais desenvolvimento no post já publicado aqui
 
 
Há muitas pessoas que desconhecem a nossa HISTÓRIA...
 
Observe este vídeo:
 

 




 
A reportagem, em vídeo, no dia 25 de Abril de 1974:


 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (46)
Domingo, 30 de Março de 2008

O Alasca foi vendido

 





Em 1867, os Estados Unidos da América compraram à Rússia o território do Alasca. Esta compra foi feita pelo Secretário de Estado americano William Henry Seward. O território comprado tem cerca de 1 600 000 km² (600 000 milhas quadradas) constituindo o actual estado americano do Alasca, um dos 50 Estados dos Estados Unidos da América e o maior em extensão territorial. O Alasca é o Estado mais escassamente povoado dos Estados Unidos. Relativamente isolado do restante país é considerado parte dos Estados do Pacífico, conjuntamente com a Califórnia, Havai, Oregon e Washington.
 
  
Situação antes da compra
 
O Império Russo estava em dificuldades financeiras e em vias de perder o território alasquense, sem compensação, em algum futuro conflito, sobretudo para o rival da época, o Império Britânico que detinha o vizinho Canadá e a possante Royal Navy poderia facilmente tomar o controlo das costas, de defesa difícil para a Rússia. O Czar Alexandre II decidiu então vender o território aos Estados Unidos e encarregou o seu embaixador, o barão Edouard de Stoeckl, de abrir negociações com o Secretário de Estado William Seward, de quem era amigo, no início de Março de 1867.
 
As negociações concluíram após discussões que duraram uma noite inteira e a assinatura do tratado foi feita às 4 horas da manhã de 30 de Março, faz hoje 141 anos, com um preço de compra de 7 200 000 dólares americanos (equivalente a cerca 1.670 milhões de dólares a preços de 2006). A opinião pública americana foi muitíssimo desfavorável a esta compra, à época vista como ridícula.
Fonte: Wikipédia. 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (23)
Quinta-feira, 20 de Março de 2008

Páscoa: este ano é muito cedo !

 




A Páscoa é sempre o primeiro Domingo depois da primeira lua cheia depois do equinócio de Primavera (20 de Março). Esta datação da Páscoa baseia-se no calendário lunar que o povo hebreu usava para identificar a Páscoa judaica, razão pela qual a Páscoa é uma festa móvel no calendário romano.
 
Este ano a Páscoa acontece mais cedo do que qualquer um de nós irá ver alguma vez na sua vida! E só os mais velhos da nossa população viram alguma vez uma Páscoa tão temporã (mais velhos do que 95 anos!).
 
1 - A próxima vez que a Páscoa vai ser tão cedo como este ano (23 de Março) será no ano 2228 (daqui a 220 anos). A última vez que a Páscoa foi assim cedo foi em 1913.
 
2 - Na próxima vez que a Páscoa for um dia mais cedo, 22 de Março, será no ano 2285 (daqui a 277 anos). A última vez que foi em 22 de Março foi em 1818.  Por isso, ninguém que esteja vivo hoje, viu ou irá ver uma Páscoa mais cedo do que a deste ano.
 
Votos de Páscoa Feliz !

... Hoje, 20 de Março, também começou a Primavera no Hemisfério Norte, tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.


 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (16)
Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Feliz Dia de São Valentim !

 
Neste Dia de São Valentim, um santo católico que dá nome ao Dia dos Namorados em muitos países...
 
... O Lenço dos Namorados


O lenço dos namorados é um lenço fabricado a partir de um pano de linho fino ou de lenço de algodão, bordado com motivos variados. É uma peça de artesanato e vestuário típico do Minho, sendo usado por mulheres com idade de casar.
 
Era hábito a rapariga apaixonada bordar o seu lenço e entregá-lo ao seu amado quando este se fosse ausentar. Nos lenços poderiam ter bordados versos, para além de vários desenhos, alguns padronizados, tendo simbologias próprias.
 
Era usado como ritual de conquista. Depois de confeccionado, o lenço acabaria por chegar à posse do homem amado, que o passaria a usar em público como modo de mostrar que tinha dado início a uma relação. Se o namorado (também chamado de conversado) não usasse o lenço publicamente era sinal que tinha decidido não dar início a ligação amorosa.
 
É provável que a origem dos "Lenços de Namorados", também conhecidos por "Lenços de Pedidos" esteja intimamente ligada aos lenços senhoris dos séculos XVII - XVIII, que posteriormente foram adaptados pelas mulheres do povo, adquirindo os mesmos, consequentemente, um aspecto mais popular.
 
Existe actualmente uma comissão técnica que funciona como órgão avaliador e de certificação deste tipo de artesanato regional.
 
 
ADERE - lenços de namorados com imagens - veja aqui
 
Lenços de namorados com nova imagem:
- Jornal de Notícias - 30 de Junho de 2004 - veja aqui.
  
Pegue na agulha e borde um LENÇO DE NAMORADOS:
- Notícias Magazine - 14 de Fevereiro de 1999 - veja
aqui.
Fonte: Wikipédia. 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (27)
Sábado, 26 de Janeiro de 2008

Descoberta da Vacina

 
Edward Jenner (17 de Maio de 1749 - 26 de Janeiro de 1823, faleceu faz hoje 185 anos) foi um naturalista e médico inglês que exercia a profissão de clínico em Berkeley, Gloucestershire, e que ficou conhecido pela invenção da vacina da varíola - a primeira imunização deste tipo na História.
 
 
Descoberta da Vacina
 
Em 1789 Jenner observou que as vacas tinham nas tetas feridas iguais às provocadas pela varíola no corpo de humanos. Os animais tinham uma versão mais leve da doença, a varíola bovina, ou bexiga vacum.
 
Ao observar que as mulheres responsáveis pela ordenha quando expostas ao vírus bovino tinham uma versão mais suave da doença, ele recolheu o líquido que saía destas feridas e passou-o em cima de arranhões que ele provocou no braço de um garoto. O menino teve um pouco de febre e algumas lesões leves, tendo uma recuperação rápida.
 
A partir daí, o cientista pegou o líquido da ferida de outro doente com varíola e novamente expôs o garoto ao material. Semanas depois, ao entrar em contacto com o vírus da varíola, o pequeno passou incólume à doença. Estava descoberta assim a propriedade de imunização (o termo vacina seria, portanto, derivado de vaca, no latim).

 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (11)
Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

Daguerreótipo

 
Louis Daguerre e o Daguerreótipo




O daguerreótipo é um processo fotográfico feito sem uma imagem negativa.
 
 
História:
 
Esta técnica fotográfica foi criada pelo francês Louis Daguerre em 1837 e anunciada em 1839. Foi declarado pelo Governo Francês como domínio público.
 
Com a invenção deste novo processo de reprodução da realidade, as artes plásticas adquiriram muito mais liberdade de criação, visto que não precisavam ater-se ao real, criar cópias deste. Paralelamente ao surgimento do daguerreótipo, acontecia na Europa, e principalmente na França, o Impressionismo, que trazia técnicas inovadoras de pintura por meio da luz.
 
Método daguerreótipo:
 
Uma lâmina de cobre prateada, comprada pronta, é sensibilizada com vapor de iodo, formando iodeto de prata sobre a lâmina. Expondo por cerca de 20 a 30 minutos essa lâmina na câmara escura, obtém-se uma imagem latente que pode ser revelada pelo vapor de mercúrio. O mercúrio adere às partes do iodeto de prata afectadas pela luz. O fixador utilizado é uma solução de hipossulfito de sódio e, após a sua aplicação, a lâmina é lavada.
 
O resultado é um positivo ricamente detalhado, e sua superfície é tão delicada que tem de ser protegida com um cristal e hermeticamente fechada, evitando o contacto com o ar.
 
 
Louis-Jacques-Mandré Daguerre (18 de Novembro de 1787, Cormeilles-en-Parisi, Val-d'Oise, França — 10 de Julho de 1851, Bry-sur-Marbe, França) foi um comerciante e pesquisador francês, tendo sido o primeiro a conseguir uma imagem fixa pela acção directa da luz (1835 - o daguerreótipo).
 
A descoberta decisiva coube a Louis Daguerre, que em 1835 apanhou uma placa revestida de prata sensibilizada com iodeto de prata, e que apesar de exposta não apresentara sequer vestígios de imagem, guardou-a displicentemente num armário e ao abri-lo no dia seguinte, encontrou uma imagem revelada. Em 1837, ele já havia padronizado o processo que ainda tinha grandes problemas, longo tempo de exposição (15 a 30 minutos), a imagem era invertida e o contraste era muito baixo. Em 1839, Daguerre vendeu a sua invenção ao governo Francês.
 
Conta-se que em 2 de Janeiro de 1839 Louis Daguerre terá tirado a primeira foto da Lua.
Fonte: Wikipédia. 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (24)
Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Feliz Ano de 2008 !

 
Fogo de artifício




O Ano-Novo é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas culturas que têm calendários anuais celebram o "Ano-Novo". A celebração do evento é também chamada réveillon, termo oriundo do verbo réveiller, que em francês significa "despertar".
 
A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1º de Janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces - uma voltada para frente e a outra para trás.
 
 
Celebrações modernas de Ano-Novo
 
1º de Janeiro
:
Culturas ocidentais nas quais o ano começa em Janeiro
  • Em Nova Iorque a celebração mais famosa de Ano-Novo é a de Times Square - onde uma bola gigante começa a descer às 23 horas e 59 minutos até atingir o prédio em que está instalada, marcando exactamente zero hora (00:00:00).
  • No Rio de Janeiro a celebração mais famosa é a dos fogos de artifício em Copacabana. Milhares de cariocas e turistas juntam-se nas ruas à beira-mar e nas praias para assistirem ao interminável espectáculo, que começa prontamente à meia-noite do novo ano.
  • Na Escócia há muitos costumes especiais associados ao Ano-Novo - como a tradição de ser a primeira pessoa a pisar a propriedade do vizinho, conhecida como first-footing (primeira pisada). São também dados presentes simbólicos para desejar boa sorte, incluindo biscoitos.
  • Em muitos países, as pessoas têm o costume de soltar fogos de artifício em suas casas, como é o caso do Brasil, dos Países Baixos e de outros países europeus.
  • Muitas pessoas tomam decisões de Ano-Novo, ou fazem promessas de coisas que esperam conseguir no novo ano. Elas podem desejar perder peso, parar de fumar, economizar dinheiro e arrumar um amor para suas vidas.
 
Algumas tradições em Portugal:
 
- Comer doze passas ao som das doze badaladas, e, ao mesmo tempo, pedir doze desejos para o novo ano. Dá sorte!
- Ter uma moeda na mão à meia-noite. Dá dinheiro.
- Ouvir foguetes às zero horas.
- Subir a uma cadeira. Dá poder e altura: tudo de bom.
- Vestir cuecas novas azuis dá sorte. Vermelhas: paixão.
 
Depois bebe-se champanhe ou Vinho do Porto e vai-se para a rua bater em tachos e fazer barulho com gritos e assobios. É para espantar os maus espíritos do Ano Velho! 




 
 
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Lua Azul

 
Lua Cheia

Lua Cheia

Clique aqui para ampliar a imagem




O termo Lua Azul refere-se comummente à segunda Lua Cheia que ocorre num mesmo mês. A frequência de acontecimento é de 1 vez a cada 2 ou 3 anos.


O que é?

O fenómeno é raro e não acontece todos os anos. A última vez ocorreu dia 31 de Maio de 2007. Se você acha que Lua Azul é a cor com que nosso satélite será visto no céu, enganou-se. Lua Azul não é nada além do nome dado à Lua cheia que acontece duas vezes no mesmo mês. O facto dá-se devido ao ciclo lunar de 29.5 dias, o que torna perfeitamente possível que num mesmo mês a sua fase se apresente cheia por duas vezes, sendo Fevereiro o único mês impossível de se ter a Lua Azul, mesmo em anos bissextos. Inclusive é possível um ano não ter Lua Cheia no mês de Fevereiro. Nesses anos, acontece uma Lua Cheia no final de Janeiro e a outra no início de Março, ou seja 2 Luas Azuis no mesmo ano, em Janeiro e Março. Isto ocorre em média a cada 35 anos.

Cada ano do calendário contém doze ciclos lunares cheios, mas sobram aproximadamente onze dias para poupar. Os dias extras acumulam, de modo que, a maioria de anos tem doze luas cheias, mas a cada dois ou três anos, um ano tem as treze luas cheias. Na média, isto acontece uma vez cada 2.72 anos.


Problema de Zona do Tempo

A Lua Cheia acontece simultaneamente para todos os países, más o horário nem a data são iguais. Por exemplo: uma noite do dia 31 de Agosto na Europa já é manhã do dia 1 de Setembro na Nova Zelândia. Então se acontecesse uma Lua Azul no dia 31 de Agosto para um país na Europa, não seria Lua Azul no dia primeiro na Nova Zelândia, que iria ocorrer no final do mês de Setembro.


História

De acordo com alguns historiadores, o nome Lua Azul foi criado no século XVI, por algumas pessoas que ao observar a Lua, a viam azulada. Outras, no entanto, diziam que era cinza. Muitas discussões ocorreram até se concluir que era impossível a Lua ser azul. Esse facto criou uma espécie de expressão linguística, e "Lua Azul" passou a ser sinónimo de algo impossível ou difícil. O termo ganhou força principalmente nos EUA e algumas frases como "só me caso com você se a lua estiver azul", popularizaram-se rapidamente.

Foi com esse significado de "nunca" ou "raro", que o termo foi usado para designar as duas luas cheias que ocorrem no mesmo mês, uma coisa rara, que não acontece sempre.

O primeiro registo sobre Lua Azul que se tem é de um panfleto escrito na língua inglesa que dizia assim: "If they say the moon is blue, we must believe that it is true". Algo como: "Se eles dizem que a lua é azul, nós devemos acreditar que isso é real".

A expressão "once in a blue moon" é usada para descrever algo que ocorre muito raramente.

Historicamente a Lua Azul era a terceira Lua Cheia que acontecia num quarto do ano que houvesse quatro Luas Cheias. Normalmente um quarto do ano tem 3 Luas Cheias. Sendo esses quartos de ano iniciados entre os dias 20 e 21 ou 21 e 22 de Março, devido aos anos bissextos coincidente com a data de equinócio, que dão origem as estações do ano.

Um erro de publicação em época mais recente (1946) fez-se entender que a Lua Azul seria a segunda Lua Cheia que acontecesse num mesmo mês. E mesmo depois de descoberto o erro, como é mais fácil de se entender essa definição do que a outra mais complicada, ficou mais difundida entre a população a segunda teoria.


Curiosidades

Existem alguns registos raros onde a coloração do nosso satélite foi realmente alterada. Um desses registos remonta aos anos de 1883, quando uma violenta erupção no vulcão Krakatoa, na Ilha de Java, Indonésia, lançou ao espaço milhões de toneladas de gases e poeira, fazendo com que a Lua, quando observada próxima do horizonte, fosse vista em tons azulados. De acordo com os relatos, isso durou aproximadamente dois anos e foi testemunhado em todo o planeta. Em 1951, um grande incêndio nas florestas canadenses produziu o mesmo efeito que o Krakatoa, mas só pôde ser observado na América do Norte.

Fonte: Wikipédia. 
 



Segundo o site do Observatório Astronómico de Lisboa
(ver aqui) a próxima Lua Azul será em Dezembro de 2009.
Acrescento ainda que vai acontecer no dia 2 e no dia 31.
  
  

 
 
E assim chegou o último dia do ano de 2007.
 
Os meus votos sinceros de
 
FELIZ 2008 !
 
 
................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (6)
Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

Fossa das Marianas

 
Localização da Fossa das Marianas

Localização da Fossa das Marianas



A Fossa das Marianas é o local mais profundo dos oceanos, atingindo 10.911 metros de profundidade. Localiza-se no Oceano Pacífico, a este das Ilhas Marianas, na fronteira convergente entre as placas tectónicas do Pacífico e das Filipinas. Geologicamente, a fossa das Marianas é resultado geomorfológico de uma zona de subducção.
 
O fundo da fossa das Marianas foi atingido em 1960 por um batiscafo da marinha dos Estados Unidos da América tripulado pelo tenente Don Walsh e o cientista suíço Jacques Piccard, e de nome Challenger 2. O batiscafo é um aparelho destinado à medição das profundezas dos oceanos (veja aqui um batiscafo sendo içado). O local foi baptizado com o nome Challenger Deep  (veja aqui).
Fonte: Wikipédia. 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (10)
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Flor-do-Natal

 
Flor-do-Natal

Flor-do-Natal

Clique aqui para ampliar a imagem



 
As brácteas vermelhas parecem pétalas que rodeiam as pseudo-umbelasonde estão as pequenas flores, envolvidas por uma camada verde e umaglândula amarela que nasce unilateralmente

Pormenor:  as brácteas vermelhas parecem pétalas que rodeiam as pseudo-umbelas onde estão as pequenas flores, envolvidas por uma camada verde e uma glândula amarela que nasce unilateralmente

Clique aqui para ampliar a imagem




A poinsétia, também designada pelos nomes de bico-de-papagaio, rabo-de-arara e papagaio (no Brasil), cardeal, flor-do-natal, ou estrela-do-natal,é uma planta originária do México, onde é espontânea. O seu nome científico é Euphorbia pulcherrima, que significa "a mais bela (pulcherrima) das eufórbias".
 
É uma planta muito utilizada para fins decorativos, especialmente na época do Natal, devido às suas folhas semelhantes a pétalas de flores vermelhas. Como é uma planta de dia curto, floresce exactamente no solstício de Inverno que coincide com o Natal (no hemisfério norte – o que explicaria porque essa planta não é tão identificada com o Natal no Brasil).
 
Efectivamente, aquilo que muitas pessoas julgam ser flores são apenas brácteas modificadas que envolvem as pseudo-umbelas onde estão as pequenas flores, envolvidas por uma camada de tecido verde e uma glândula amarela que nasce apenas num dos lados da flor.
 
 
História
 
Vinda da América Central, mais especificamente da região de Taxco del Alarcon, a planta era denominada pelos astecas de "cuetlaxochitl". A planta era utilizada por este povo para a produção de tintas usadas na cosmética e tingimento de tecidos, além de usarem a sua seiva na produção de medicamentos contra a febre. Ainda hoje se utilizam aí as poinsétias de brácteas esbranquiçadas para a produção de cremes depilatórios, além do seu cultivo para a formação de sebes.
 
Terá sido talvez a partir do século XVII que a planta começa a ter um significado natalício, quando frades franciscanos começam a utilizá-la numa procissão desta quadra, designada por "Festa de Santa Pesebre". As brácteas vermelhas começaram a ser associadas simbolicamente, pela sua forma, à estrela de Belém.
 
Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, quer pelo tamanho (já que estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, principalmente se plantadas no exterior), quer pela coloração e padrão de cores presente nas brácteas. Há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc.
 
O nome poinsétia (poinsettia, em inglês) deriva do nome de Joel Roberts Poinsett, que foi o primeiro embaixador dos Estados Unidos da América no México. Impressionado pelas cores das brácteas, Poinsett enviou alguns exemplares em 1829 para a estufa de sua casa, onde se desenvolveram com facilidade. Poinsett ofereceu muitas destas plantas a amigos que também se interessavam pelo cultivo de flores, como John Bartram que, por sua vez, doou alguns pés da planta para Robert Buist, dono de um viveiro. Este último, desconhecendo o nome científico Euphorbia pulcherrima dado pelo taxonomista alemão Klotzsch em 1833, decidiu vendê-la com o nome Euphorbia poinsettia.
 
 
Perigos
 
A seiva leitosa da planta, constituída por um tipo de látex irritante, em contacto com a pele e mucosas provoca inflamações, dor e comichão, podendo causar também irritação nos olhos, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e dificuldades na visão. A sua ingestão pode causar náuseas, vómitos e diarreia. É falso, no entanto, que possa provocar a morte. A atribuição de propriedades letais à poinsétia terá tido origem num boato que terá começado nos Estados Unidos com a morte de uma criança de dois anos em 1919, depois de esta ter comido uma folha de poinsétia. Estudos sobre a toxicidade desta planta parecem indicar que só após a ingestão de grandes quantidades (mais de algumas centenas das suas folhas) é que a vida de alguém poderia estar em risco. A razão desta crença pode dever-se ao facto de a maioria das euforbiáceas, família de que a poinsétia faz parte, serem altamente venenosas.
 
 
Lendas
 
Uma lenda mexicana tenta explicar a associação feita entre esta planta e o Natal. Uma menina, de nome Pepita, não sabia o que oferecer ao menino Jesus por ocasião da missa de Natal. Não podendo adquirir uma oferta digna da sua vontade, expõe o seu problema ao seu primo, Pedro, que a acompanhava a caminho da igreja. Este consola-a e diz-lhe que é o amor com que se dá uma oferta que valoriza a mesma, especialmente aos olhos de Deus. Pepita deixa-se convencer e vai recolhendo plantas vulgares das margens do caminho por onde passa. Quando chega à igreja, dá-se conta da pobreza da sua oferta e chora de tristeza. Tenta, no entanto, oferecer os pálidos ramos com todo o amor da sua alma. Então, frente a toda a congregação reunida no templo, as folhas dos ramos ficam tingidos de uma cor brilhante e vermelha. O povo reunido para a eucaristia fica espantado e declara o acontecimento como um milagre.
 
Segundo outra versão desta lenda, as flores-do-natal irrompem do chão molhado pelas lágrimas da criança.
Fonte: Wikipédia. 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (16)

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Revolução dos Cravos

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Tubarão-touro

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

Masseiras

Berlengas

Figueira da Foz em festa ...

Hidrobase

Balão barragem

Flamenco na Figueira da F...

Princesa Diana

O Fado de Coimbra

Harpa

Satélite natural: FOBOS

Vítima do Muro de Berlim

Carrilhão

Duas "LUAS"... ???

Em tempo de férias...

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites