Terça-feira, 16 de Maio de 2006

A Dáfnia (Pulga da água)


Daphnia magna com ovos
   
Daphnia magna com ovos
 
 

Daphnia  é um género de crustáceos da ordem Cladocera, normalmente chamada de pulga de água. Devido à forma como nada, impulsionada por duas antenas situadas no cimo da sua cabeça (2.ª Antena), a dáfnia parece pular dentro de água como pulam as pulgas terrestres.
 
Têm uma envergadura que varia entre os 0,2 e os 0,5 milímetros, habitam em meios aquáticos desde charcos a rios e alimentam-se essencialmente de plâncton podendo também ingerir organismos de menores dimensões tais como protistas (ser ou organismo extremamente simples, intermediário entre o animal e o vegetal) e bactérias.
 
 
Reprodução
 
Durante o verão as Dáfnias reproduzem-se por partenogénese (1), sendo a sua população composta maioritariamente por fêmeas. No fim do Verão, com a diminuição das temperaturas, os ovos que se estavam a desenvolver dão origem a dáfnias machos que possuem uma ou duas gónadas junto do ânus que se podem transformar num órgão copulatório quando estes utilizam as segundas antenas para agarrar a fêmea e introduzir o seu órgão copulador na gónada da fêmea à qual vão fecundar. A partir desta formam-se ovos de Inverno que só são produzidos quando as condições de desenvolvimento são desfavoráveis, às quais os ovos resistem durante um máximo de vinte anos até que se reúnam as condições necessárias para se desenvolverem. Tal capacidade deve-se ao facto de possuírem uma camada protectora constituída pelos restos da cavidade incubadora das suas progenitoras e que se denomina "ephippium". Podem flutuar, ser transportados, congelados e até digeridos sem sofrerem danos porque a ephippium é resistente às enzimas digestivas. Esta é uma característica importante para a proliferação e colonização da espécie em novos habitats.
 
(1) - Partenogénese refere-se ao crescimento e desenvolvimento de um embrião ou semente sem fertilização, isto é, por reprodução assexuada. A reprodução assexuada ocorre quando se formam clones a partir de um ser vivo. Não é necessária a intervenção de gâmetas. Os novos seres podem nascer a partir de fragmentos do ser vivo.
 
Ao longo do seu crescimento as dáfnias vão perdendo várias vezes o seu exoesqueleto, é um processo normal e similar à mudança de pele em alguns répteis. Este processo denomina-se "muda" ou "ecdise" e é inerente a todos os animais do filo arthropoda como é o caso da dáfnia.
 
Alimentam-se da mesma forma que as baleias, filtrando o alimento da água que passa pelo seu tubo digestivo. As suas pernas, teracópodes ou apêndices articulados estão especializados para a alimentação e locomoção. O primeiro e o segundo par de apêndices retêm as partículas de maior dimensão e que o ser não pode absorver, enquanto que os outros pares de apêndices impulsionam a água para que esta possa entrar pela sua boca levando consigo o alimento.
 
Devido ao facto destes animais terem um exoesqueleto transparente, é possível observar ao microscópio todas as partes que o constituem, desde o coração a bater até ao desenvolvimento embrionário na sua cavidade incubadora.
 
A sua esperança de vida não excede um ano, dependendo das temperaturas, um indivíduo pode sobreviver 108 dias a temperaturas de 3º C e sobreviver apenas 29 dias a temperaturas de 28º C. No Inverno existem excepções, a população fica muito limitada mas várias fêmeas sobrevivem até cerca de seis meses tendo um crescimento lento mas atingindo maiores proporções que as fêmeas que se desenvolvem em condições normais.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (3)
Sexta-feira, 10 de Março de 2006

Grande Barreira de Coral



A Grande Barreira de Coral é o maior recife de coral do mundo, com uma extensão de cerca de 2.300 km, situada junto à costa nordeste do estado australiano de Queensland.

A Grande Barreira de Coral é composta por cerca de 2.900 recifes (1), 600 ilhas continentais e 300 atóis de coral (2). Neste ecossistema complexo vivem em torno de 1.500 espécies de peixe, 360 espécies de coral, 5.000 a 8.000 espécies de moluscos, 400 a 500 espécies de algas marinhas, 1.330 espécies de crustáceos e mais de 800 espécies de equinodermes (3). A área é também notória pela presença de cubozoários, um grupo de cnidários conhecidos pelas toxinas perigosas para o Homem.

(1) - Recife ou arrecife é uma formação rochosa submersa logo abaixo da superfície de águas oceânicas, normalmente próxima à costa e em áreas de pouca profundidade. Os recifes são ecossistemas marinhos de grande biodiversidade que se desenvolvem em águas tropicais, atraindo a atenção de oceanógrafos e biólogos, além dos aficionados pelo mergulho. Por se desenvolverem próximos à superfície da água dos oceanos, os recifes representam um grande perigo para a navegação, tendo sido a causa de diversos naufrágios.

(2) - Corais ou antozoários são animais cnidários e uma das maravilhas do mundo submarino. Os corais constituem colónias coloridas e de formas espantosas que crescem nos mares e podem formar recifes de grandes dimensões que albergam um ecossistema com uma biodiversidade e produtividade extraordinárias.

 

O maior recife de coral vivo encontra-se na Grande Barreira de Coral, na costa da Queensland, Austrália. A maioria dos corais desenvolve-se em águas tropicais e subtropicais, mas podem encontrar-se pequenas colónias de coral até em águas frias, como ao largo da Noruega. De facto, os corais são rochas vivas muito procuradas no comércio aquarista - por isso, encontram-se ameaçados. O coral é o exosqueleto de colónias de cnidários.

(3) - Os equinodermos são os seres do filo Echinodermata (gr. echinos, espinho; derma, pele), pertencente à clade Deuterostomia  do reino Animalia.  São animais de simetria radial, e como exemplo podem ser citados os equinodermas: estrela-do-mar, holotúria e ouriço-do-mar.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
Publicado por: Praia da Claridade às 00:01
Link do post | comentar | ver comentários (8)

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

A Dáfnia (Pulga da água)

Grande Barreira de Coral

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites