Sexta-feira, 30 de Setembro de 2005

Os Vulcões

 
Vulcão
é uma estrutura geológica criada quando
Todas estas actividades podem ser um perigo potencial para o Homem. Para além disso a actividade vulcânica é muitas vezes acompanhada por
magma, gases e partículas quentes (como cinzas) escapam para a superfície terrestre. Injecta altas quantidades de poeira, gás e aerossóis na atmosfera, podendo causar arrefecimento climático temporário.
São frequentemente considerados causadores de
poluição natural.

Magma é
rocha fundida, localizado normalmente dentro de uma câmara de magma, debaixo da superfície da Terra. Essa complexa solução de silicatos a alta temperatura, entre 650 e 1200 graus Celsius, é ancestral de todas as rochas ígneas, sejam elas intrusivas ou extrusivas. O magma permanece sob alta pressão e, algumas vezes, emerge através das fendas vulcânicas, na forma de lava fluente e fluxos piroclásticos (os fluxos piroplásticos são os resultados devastadores de algumas erupções vulcânicas. Eles são rápidos, movidos de corpos fluidos de gás quente, cinza e pedra que pode viajar até 160 km por hora. O gás está normalmente numa temperatura de 100-800 graus Celsius. Os fluxos normalmente acompanham o chão da terra). Os produtos de uma erupção vulcânica geralmente contêm gases dissolvidos que podem nunca ter alcançado a superfície do planeta. O magma acumula-se em várias câmaras de magma, situadas no interior da crosta terrestre, cuja localização resulta em leves alterações na sua composição.

Tipicamente, os vulcões apresentam formato cónico e montanhoso.

A erupção de um vulcão é considerada um grave desastre natural, por vezes de consequências planetárias. Como outros desastres dessa natureza, são imprevisíveis e causam danos indiscriminados. Assim, tendem a desvalorizar os imóveis localizados em suas vizinhanças. No nosso planeta os vulcões tendem a ocorrer junto das margens das placas continentais. No entanto existem excepções quando os vulcões ocorrem em zonas chamadas de hot spots (pontos quentes). Por outro lado, os arredores de vulcões, formados de lava arrefecida, tendem a ser compostos de solos bastante férteis para a agricultura.

A palavra "Vulcão" deriva do nome do deus do fogo na mitologia romana Vulcano. A ciência que estuda os vulcões designa-se por Vulcanologia.


Tipos de Vulcões

Uma das formas de classificação dos vulcões é através do tipo de material que é eruptido, o que afecta a forma do vulcão. Se o magma eruptido contém uma elevada percentagem em sílica (>65%) a lava é chamada de félsica ou "ácida" e tem a tendência de ser muito viscosa (pouco fluida) e por isso solidifica rapidamente. Os vulcões com este tipo de lava têm tendência a explodir devido ao facto da lava facilmente obstruir a chaminé vulcânica. O Monte Pelé na Martinica é um exemplo de um vulcão deste tipo.

Se por outro lado, o magma é relativamente pobre em sílica (<52%) é chamado de máfico ou "básico" e causa erupções de lavas muito fluidas capazes de escorrer por longas distâncias. Um bom exemplo de uma escoada lávica máfica é a do Grande Þjórsárhraun (Thjórsárhraun) originada por uma fissura eruptiva quase no centro geográfico da Islândia há cerca de 8.000 anos. Esta escoada percorreu cerca de 130 quilómetros até ao mar e cobriu uma área com 800 Km².
  • Vulcão-escudo: O Havai e a Islândia são exemplos de locais onde podemos encontrar vulcões que expelem enormes quantidades de lava que gradualmente constroem uma montanha larga com o perfil de um escudo. As escoadas lávicas destes vulcões são geralmente muito quentes e fluidas, o que contribui para ocorrerem escoadas longas. O maior vulcão deste tipo na Terra é o Mauna Loa no Havai com 9.000 m de altura (assenta no fundo do mar) e 120 Km de diâmetro. O Monte Olimpus em Marte é um vulcão-escudo e também a maior montanha do sistema solar.
    ["O vulcanismo também deixou as suas marcas no planeta, sendo uma delas o Monte Olimpo que, com 27 km de altitude e 600 km de diâmetro, é o maior vulcão do Sistema Solar."]
  • Cones de escórias: São os tipos mais simples e mais comuns de vulcões. Esses vulcões são relativamente pequenos, com alturas geralmente menores que 300 metros. Formam-se pela erupção de magmas de baixa viscosidade, com composições basálticas ou intermediárias.
  • Estratovulcões: Também designados de "compostos", são grandes edifícios vulcânicos com longa actividade, forma geral cónica, normalmente com uma pequena cratera no cume e flancos íngremes, construídos pela intercalação de fluxos de lava e produtos Piroclasto, emitidos por uma ou mais condutas, e que podem ser pontuados ao longo do tempo por episódios de colapsos parciais do cone, reconstrução e mudanças da localização das condutas. Alguns dos exemplos de vulcões deste tipo são o Monte Fuji no Japão, o Monte Cotopaxi no Equador, o Vulcão Mayon nas Filipinas e o Monte Rainier nos E.U.A. Por outro lado, esses edifícios vulcânicos são os mais mortíferos do nosso planeta, envolvendo a perda da vida de aproximadamente 264.000 pessoas desde o ano de 1.500 DC.
    : São as maiores estruturas vulcânicas da Terra, possuem diâmetros que variam entre 15 e 100 km². Aparte de seu grande tamanho, Caldeiras Ressurgentes são amplas depressões topográficas com uma massa elevada central. Exemplos dessas estruturas são a Valles (E.U.A.), Yellowstone (E.U.A.) e Cerro Galan (Argentina).
    : São bastante comuns em certos fundos oceânicos nomeadamente na Crista-médio-Atlântica. São responsáveis pela formação de novo fundo oceânico em diversas zonas do globo. Um exemplo deste tipo de vulcão é o vulcão da Serreta no Arquipélago dos Açores. freáticas (vapor)
  • Caldeiras ressurgentes
  • Vulcões submarinos

Comportamento dos vulcões
  • Erupções
  • Erupções explosivas de lava rica em sílica (e.g.riolíto)
  • Erupções efusivas de lava pobre em sílica (e.g.Basalto)
  • Escoadas piroclasto (a pedra-pomes é o piroclasto dominante das rochas traquíticas)
  • Lahars (fluxos torrenciais de detritos vulcânicos saturados com água)
  • Emissões de dióxido de carbono. sismos, águas termais, fumarolas e géisers, entre outros fenómenos. As erupções vulcânicas são frequentemente precedidas por sismos de magnitude pouco elevada.


    Activos, dormentes ou extintos?


    Não existe um consenso entre os vulcanólogos para definir o que é um vulcão activo. O tempo de vida de um vulcão pode ir de alguns meses até alguns milhões de anos. Por exemplo, em vários vulcões na Terra ocorreram várias erupções nos últimos milhares de anos mas actualmente não dão sinais actividade.

    Alguns cientistas consideram um vulcão activo quando está em erupção ou mostra sinais de instabilidade, nomeadamente a ocorrência pouco usual de pequenos sismos ou novas emissões gasosas significativas. Outros consideram um vulcão activo aquele que teve erupções históricas. É de salientar que o tempo histórico varia de região para região. Enquanto que no Mediterrâneo este pode ir até 3.000 anos atrás, no Pacífico Noroeste dos Estados Unidos vai apenas a 300 anos atrás.

    Vulcões dormentes são considerados aqueles que não se encontram actualmente em actividade (como foi definido acima) mas que poderão mostrar sinais de perturbação e entrar de novo em erupção.

    Os vulcões extintos são aqueles que os vulcanólogos consideram pouco provável que entrem em erupção de novo, mas não é fácil afirmar com certeza que um vulcão está realmente extinto. As caldeiras têm tempo de vida que pode chegar aos milhões de anos, logo é difícil determinar se um irá voltar ou não a entrar em erupção, pois estas podem estar dormentes por vários milhares de anos. Por exemplo a caldeira de Yellowstone nos Estados Unidos tem pelo menos 2 milhões de anos e não entrou em erupção nos últimos 640.000 anos, apesar de ter havido alguma actividade há cerca de 70.000 anos atrás. Por esta razão os cientistas não consideram a caldeira de Yellowstone um vulcão extinto. Pelo contrário, esta caldeira é considerada um vulcão bastante activo devido à actividade sísmica, geotermal e à elevada velocidade do levantamento do solo na zona.


    Vulcões na Terra
    • Monte Baker  (Washington, EUA)
    • Vulcão de Cold Bay  (Alaska, EUA)
    • El Chichon  (Chiapas, México)
    • Pico de Orizaba  (Veracruz/Puebla, México)
    • Cotopaxi  (Equador)
    • Monte Fuji  (Honshu, Japão)
    • Monte Hood  (Oregon, EUA)
    • Monte Erebus  (Ilha de Ross, Antárctica)
    • Etna  (Sicília, Itália)
    • Krafla  (Islândia)
    • Hekla  (Islândia)
    • Kick-'em-Jenny  (Granada)
    • Kilauea  (Havai, EUA)
    • Vulcão das Furnas  (Ilha de São Miguel, Açores, Portugal)
    • Kluchevskaya  (Kamchatka, Rússia)
    • Krakatoa  (Rakata, Indonésia)
    • Mauna Kea  (Havai, EUA)
    • Mauna Loa  (Havai, EUA)
    • El Misti  (Arequipa, Perú)
    • Novarupta  (Alaska, EUA)
    • Pico  (Ilha do Pico, Açores, Portugal)
    • Paricutín  (Michoacán, México)
    • Monte Pinatubo  (Flilipinas)
    • Popocatépetl  (Mexico-Puebla, México)
    • Santorini  (Santorini, Grécia)
    • Vulcão de Soufriere  (Montserrat)
    • Monte Rainier  (Washington, EUA)
    • Vulcão do Fogo  (Ilha de São Miguel, Açores, Portugal)
    • Monte Shasta  (California, EUA)
    • Monte Santa Helena  (Washington, EUA)
    • Surtsey  (Islândia)
    • Tambora  (Sumbawa, Indonésia)
    • Teide  (Tenerife, Ilhas Canárias, Espanha)
    • White Island  (Baía de Plenty, Nova Zelândia)
    • Monte Vesúvio  (Baía de Nápoles, Itália)
       
Publicado por: Praia da Claridade às 00:11
Link do post | comentar
3 comentários:
De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 22:43
epá! vulcoes?? só de falar neles até me arrepio!!! tenho medo qur me pélo toda! enfim... talvez porque vivo tao perto de um! ai senhor!!!!Miriam
(http://micasmicas.blogs.sapo.pt)
(mailto:sol22lua@msn.com)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 22:26
Ó Filipão:
estou farto de mandar material para aí e vem tudo devolvido com a indicação de SpamCop.
Vamos lá a ver o que se passa com essa caixa do correio.
Chegou aí um prêto com uma miúda desaparecida lá de cima do Minho ?
Gostava de saberacacio simoes
(http://atonito.blogspot.com/)
(mailto:acacio.luis.simoes@iol.pt)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 16:39
E o meu amigo sabe qual é o maior do sistema solar, não? pois então faça as suas pesquisas.
Um abraço e bom f. de semanaVô-Zé
</a>
(mailto:martins-ze@sapo.pt)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites