Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Flor-do-Natal

 
Flor-do-Natal

Flor-do-Natal

Clique aqui para ampliar a imagem



 
As brácteas vermelhas parecem pétalas que rodeiam as pseudo-umbelasonde estão as pequenas flores, envolvidas por uma camada verde e umaglândula amarela que nasce unilateralmente

Pormenor:  as brácteas vermelhas parecem pétalas que rodeiam as pseudo-umbelas onde estão as pequenas flores, envolvidas por uma camada verde e uma glândula amarela que nasce unilateralmente

Clique aqui para ampliar a imagem




A poinsétia, também designada pelos nomes de bico-de-papagaio, rabo-de-arara e papagaio (no Brasil), cardeal, flor-do-natal, ou estrela-do-natal,é uma planta originária do México, onde é espontânea. O seu nome científico é Euphorbia pulcherrima, que significa "a mais bela (pulcherrima) das eufórbias".
 
É uma planta muito utilizada para fins decorativos, especialmente na época do Natal, devido às suas folhas semelhantes a pétalas de flores vermelhas. Como é uma planta de dia curto, floresce exactamente no solstício de Inverno que coincide com o Natal (no hemisfério norte – o que explicaria porque essa planta não é tão identificada com o Natal no Brasil).
 
Efectivamente, aquilo que muitas pessoas julgam ser flores são apenas brácteas modificadas que envolvem as pseudo-umbelas onde estão as pequenas flores, envolvidas por uma camada de tecido verde e uma glândula amarela que nasce apenas num dos lados da flor.
 
 
História
 
Vinda da América Central, mais especificamente da região de Taxco del Alarcon, a planta era denominada pelos astecas de "cuetlaxochitl". A planta era utilizada por este povo para a produção de tintas usadas na cosmética e tingimento de tecidos, além de usarem a sua seiva na produção de medicamentos contra a febre. Ainda hoje se utilizam aí as poinsétias de brácteas esbranquiçadas para a produção de cremes depilatórios, além do seu cultivo para a formação de sebes.
 
Terá sido talvez a partir do século XVII que a planta começa a ter um significado natalício, quando frades franciscanos começam a utilizá-la numa procissão desta quadra, designada por "Festa de Santa Pesebre". As brácteas vermelhas começaram a ser associadas simbolicamente, pela sua forma, à estrela de Belém.
 
Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, quer pelo tamanho (já que estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, principalmente se plantadas no exterior), quer pela coloração e padrão de cores presente nas brácteas. Há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc.
 
O nome poinsétia (poinsettia, em inglês) deriva do nome de Joel Roberts Poinsett, que foi o primeiro embaixador dos Estados Unidos da América no México. Impressionado pelas cores das brácteas, Poinsett enviou alguns exemplares em 1829 para a estufa de sua casa, onde se desenvolveram com facilidade. Poinsett ofereceu muitas destas plantas a amigos que também se interessavam pelo cultivo de flores, como John Bartram que, por sua vez, doou alguns pés da planta para Robert Buist, dono de um viveiro. Este último, desconhecendo o nome científico Euphorbia pulcherrima dado pelo taxonomista alemão Klotzsch em 1833, decidiu vendê-la com o nome Euphorbia poinsettia.
 
 
Perigos
 
A seiva leitosa da planta, constituída por um tipo de látex irritante, em contacto com a pele e mucosas provoca inflamações, dor e comichão, podendo causar também irritação nos olhos, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e dificuldades na visão. A sua ingestão pode causar náuseas, vómitos e diarreia. É falso, no entanto, que possa provocar a morte. A atribuição de propriedades letais à poinsétia terá tido origem num boato que terá começado nos Estados Unidos com a morte de uma criança de dois anos em 1919, depois de esta ter comido uma folha de poinsétia. Estudos sobre a toxicidade desta planta parecem indicar que só após a ingestão de grandes quantidades (mais de algumas centenas das suas folhas) é que a vida de alguém poderia estar em risco. A razão desta crença pode dever-se ao facto de a maioria das euforbiáceas, família de que a poinsétia faz parte, serem altamente venenosas.
 
 
Lendas
 
Uma lenda mexicana tenta explicar a associação feita entre esta planta e o Natal. Uma menina, de nome Pepita, não sabia o que oferecer ao menino Jesus por ocasião da missa de Natal. Não podendo adquirir uma oferta digna da sua vontade, expõe o seu problema ao seu primo, Pedro, que a acompanhava a caminho da igreja. Este consola-a e diz-lhe que é o amor com que se dá uma oferta que valoriza a mesma, especialmente aos olhos de Deus. Pepita deixa-se convencer e vai recolhendo plantas vulgares das margens do caminho por onde passa. Quando chega à igreja, dá-se conta da pobreza da sua oferta e chora de tristeza. Tenta, no entanto, oferecer os pálidos ramos com todo o amor da sua alma. Então, frente a toda a congregação reunida no templo, as folhas dos ramos ficam tingidos de uma cor brilhante e vermelha. O povo reunido para a eucaristia fica espantado e declara o acontecimento como um milagre.
 
Segundo outra versão desta lenda, as flores-do-natal irrompem do chão molhado pelas lágrimas da criança.
Fonte: Wikipédia. 
 

................................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar
16 comentários:
De Picarota a 23 de Dezembro de 2007 às 00:12
A flor é linda tenho umas espalhadas pela casa.Um mágico e Santo Natal e um 2008 replecto de paz e mor e saúde.Beijinho de amizade.


De Maria Papoila a 23 de Dezembro de 2007 às 12:23
Querido Amigo:
Sempre tenho "estrelas de natal" em casa nesta época!
UM FELIZ NATAL!
BOM ANO de 2008!
Beijos


De kaldinhas a 23 de Dezembro de 2007 às 15:03
Adoro essa planta,todos os anos compro uma e não conhecia a sua história.Adorei especialmente a lenda,não conhecia a Pepita
Desejo-te um doce e feliz Natal,um novo ano com o que mais desejares,com muita saúde,paz,alegria e felicidade junto dos que te são queridos.
Beijinhos


De Cöllyßry a 23 de Dezembro de 2007 às 18:07
Hoje desejo… que a Harmonia neste Natal desça sobre ti
Em forma de chuva de pétalas.

Doce beijo


De Chicailheu a 23 de Dezembro de 2007 às 23:04
Filipe
Eu gosto muito destas flores ou plantas de Natal, em especial nesta época. Já houve anos em que comprei, Este ano ainda pensei em comprar uma, as estão pelo preço da morte...e depois desisti. Mas, acredito que as flores e folhas em contacto com a pele podem causar alergias e muito menos tenta levar à boca.
As lendas tem sempre seus fundamentos. Gostei muito do que li e aprendi acerca desta flor Natalícia.
Feliz Natal.
beijinhos
chicailheu


De delta a 23 de Dezembro de 2007 às 23:09
Votos que neste Natal, sintas toda a alegria necessária para seres feliz a cada instante.
Que todas as tuas vontades, sonhos e desejos, se realizem.
Que tenhas uma noite de paz juntamente com as pessoas que estarão ao teu lado
e que encontres razões para continuar a viver com alegria, sorrindo e fazendo amigos.
Que neste tempo de paz possas receber de cada pessoa o amor que elas te oferecem.
Boas festas, com muito ânimo e muita saúde
e que se torne realidade
todos os sonhos que desejas alcançar.


http://rascunhos02.com.sapo.pt/christmas.html


Beijinhos natalícios :)


De Manuela a 23 de Dezembro de 2007 às 23:20
Amigo Filipe, obrigado pela visita no meu blog, ando tão atarefada que nem tenho tido tempo para visitar os amigos.
Obrigado também pela historinha que contou aqui, muito bonita.
Desejo um Feliz Natal na companhia de seus familiares e amigos.
Abraço da Manuela



De maripossa a 23 de Dezembro de 2007 às 23:22
Amigo Filipe. agradeço a visita no outro blog, como sabe eu gostei da minha árvore e não desisti de associar um blog a outro, só foi pena ter se deitado tarde para estes compromissos com os amigos. sobre esta linda flor de Natal, eu gosto bastante pela sua cor, beleza ontem comprei uma com a filha, estavam tão lindas que não resistimos, como fala na mesma com um texto tão elaborado ficamos a saber mais sobre a mesma. Beijinho de amizade e BOM NATAL COM PAZ E SAÚDE maripossa


De major a 24 de Dezembro de 2007 às 00:51
Meu bom amigo Filipe, mais um Natal se avizinha e o meu sincero desejo é que ele seja para si e para os seus um bom motivo para uma festa, daquelas em que a alegria toma conta de todos nós.
Um bom Ano 2008 também.
O Praia da Claridade continua em forma.
Um abraço do amigo: Jerónimo Major


De Berenice a 24 de Dezembro de 2007 às 01:02
Filipe,
retribuo seus votos de boas festas e desejo que este novo ano seja de muitos mais posts interessantes neste seu maravilhoso blog! Um Natal tranqüilo e de paz junto aos seus. Muitas alegrias em 2008! Saúde!!!

Beijinhos carinhosos pra ti!

Berenice - Recife PE - Brasil


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites