Domingo, 12 de Agosto de 2007

Miguel Torga no Casino da Figueira da Foz

 
Miguel Torga




"Cem anos do seu nascimento:
 
Miguel Torga lembrado no Casino

 
 
Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia Rocha, nasceu em São Martinho de Anta a 12 de Agosto de 1907 e morreu em Coimbra a 17 de Janeiro de 1995. Foi um dos mais importantes escritores portugueses do século XX.
 
O Casino Figueira assinala este domingo os cem anos do nascimento do escritor com um jantar cultural, a partir das 20h.30m.
 
Os clubes rotários do Baixo Mondego (Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz) irão falar de Torga. Irá haver poesia e música no âmbito da vida e obra de Torga e também intervenções de José Carlos Seabra Pereira, docente universitário na Faculdade de Letras de Coimbra e do advogado e escritor António Arnaut.
 
A sessão será presidida pelo governador rotário do distrito 1970, Bernardino da Costa Pereira. Para a manhã de domingo está prevista a distribuição de poesia de Torga aos banhistas, em plena praia da Figueira, com a colaboração do Instituto Superior Miguel Torga.
 
Para o administrador do Casino Figueira, Domingos Silva, a iniciativa "é mais um serviço prestado à cultura da zona do Baixo Mondego".
 
O jantar, com gastronomia típica do norte alentejano, é aberto ao público em geral, ao preço individual de 25 euros.
 
 
A vida de Torga
 
Filho de gente humilde do campo do concelho de Sabrosa (Alto Douro), frequentou brevemente o seminário, e emigrou para o Brasil em 1920, com doze anos, para trabalhar na fazenda do tio, na cultura do café. O tio apercebe-se da sua inteligência e patrocina-lhe os estudos liceais, em Leopoldina. Distingue-se como um aluno dotado. Em 1925 regressa a Portugal. Em 1927 é fundada a revista Presença de que é um dos colaboradores desde o início. Em 1928 entra para a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e publica o seu primeiro livro, "Ansiedade", de poesia. É bastante crítico da praxe e tradições académicas, e chama depreciativamente "farda" à capa e batina, mas ama a cidade de Coimbra, onde viria também a exercer a sua profissão de médico a partir de 1939 e onde escreve a maioria dos seus livros. Em 1933 concluiu a formatura em Medicina, com apoio financeiro do tio do Brasil. Exerceu no início nas terras agrestes trasmontanas, de onde era originário e que são pano de fundo da maior parte da sua obra.
 
A obra de Torga tem um carácter humanista: criado nas serras transmontanas, entre os trabalhadores rurais, assistindo aos ciclos de perpetuação da Natureza, Torga aprendeu o valor de cada homem, como criador e propagador da vida e da Natureza: sem o homem, não haveria searas, não haveria vinhas, não haveria toda a paisagem duriense, feita de socalcos nas rochas, obra magnífica de muitas gerações de trabalho humano. Ora, estes homens e as suas obras levam Torga a revoltar-se contra a Divindade Transcendente a favor da imanência: para ele, só a humanidade seria digna de louvores, de cânticos, de admiração: (hinos aos deuses, não/os homens é que merecem/que se lhes cante a virtude/bichos que cavam no chão/actuam como parecem/sem um disfarce que os mude).
 
Para Miguel Torga, nenhum deus é digno de louvor: na sua condição omnisciente é-lhe muito fácil ser virtuoso, e enquanto ser sobrenatural não se lhe opõe qualquer dificuldade para fazer a Natureza - mas o homem, limitado, finito, condicionado, exposto à doença, à miséria, à desgraça e à morte é também capaz de criar, e é sobretudo capaz de se impor à Natureza, como os trabalhadores rurais transmontanos impuseram a sua vontade de semear a terra aos penedos bravios das serras. E é essa capacidade de moldar o meio, de verdadeiramente fazer a Natureza mau grado todas as limitações de bicho, de ser humano mortal que, ao ver de Torga fazem do homem único ser digno de adoração. Considerado por muitos como um avarento de trato difícil e carácter duro, foge dos meios das elites pedantes, mas dá consultas médicas gratuitas a gente pobre e é referido pelo povo como um homem de bom coração e de boa conversa. Foi o primeiro vencedor do Prémio Camões.
"
 
Fonte: Jornal "O Figueirense", edição nº. 5520, de 10-08-2007
 
.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar
8 comentários:
De "Cantinho Da Florinda" a 12 de Agosto de 2007 às 11:13
Olá Amigo!
Sei que talvez já foste nomeado, mas como o meu coração somente deseja o melhor para os meus amigos (as) venho desejar do fundo do meu coração imensa sorte não só no seu blog como também na vida e em seu dia-a-dia.
Beijinhos e fiquem bem.
PS: Desculpa a ausência, mas é que tenho uma mana do canadá mais o resto da familia em minha casa, e o tempo para vir ao computador é mesmo muito pouco, não me levem a mal mas quero ter cada minuto e cada momento com ela, por isso mais uma vez desculpa sim?!

PS: O seu blog está o máximo, depois gostava de falar contigo sobre a imagem do fundo ficar sempre parada, pois já tinha idéia de fazer o mesmo no meu blog, beijinho e um bom domingo.


De Rafaela Silva Santos a 12 de Agosto de 2007 às 15:50
É uma pena que a maioria dos poetas só sejam reconhecidos depois de mortos do que em vida, ele foi um bom homem, vou ler mais sobre le, muito interessante.Beijuuss


De aldoramira a 12 de Agosto de 2007 às 17:57
Que vergonha eu devia ter, tu com o blog cheio de um mar lindo e eu sem te vir visitar. Estou desculpada?
Miguel Torga grande homem que para alem de escritor deve ter sido, no tempo dele devia ser dificil levar as suas ideias para a frente.
Um bom Domingo para ti aqui na tua Praia da Claridade.
Beijinho
Aldora




De soaresesilva a 12 de Agosto de 2007 às 18:08
Sempre apreciei muito o Miguel Torga como escritor e homem e muitos da minha geração assim pensam. Uma bonita ideia essa do Casino da Figueira homenagear esse grande português.


De Chicailheu a 12 de Agosto de 2007 às 22:23
Homenagem bem merecida!
Sempre gostei muito de ler Miguel Torga.
È curioso, pois ele nasceu em 1907, e o meu avô paterno também.
Gostei muito da descrição promenorizada.
Aprendi mais e fiquei a saber algumas coisas que não sabia sobre ele.
Beijinhos
Tua amiga
Chicailheu


De maripossa a 13 de Agosto de 2007 às 00:31
Amigo Filipe. Gostei muito deste post sobre Miguel Torga, pois adoro ler este escritor como seus poemas, só tenho pena que o país ou seja, a cultura e seu governo!! não tivesse lembrado o escritor, devem estar ocupados com as férias?..Beijinho meu amigo Filipemaripossa


De TiBéu ( Isa) a 14 de Agosto de 2007 às 17:44
Parabéns para a Figueira por ter este invento, sem duvida grande escritor, médico, poeta, homem e tantas outras coisas, pessoa muito especial, obrigada Filipe por esta linda história, pois assim vamos aprendendo. Um bj e bom feriado


De joselessa a 16 de Agosto de 2007 às 15:26
Parabens á Camara da Figueira da fóz pela Homenagem, prova que existe gente com memória neste pais.
Para o Filipe duplamente de parabens não só pelo texto mas tambem pelo novo visual.
JL


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites