Sexta-feira, 8 de Dezembro de 2006

Florbela Espanca

 
Florbela Espanca 
 
 
 


 
Florbela Espanca
, baptizada com o nome Flor Bela de Alma da Conceição, (Vila Viçosa, 8 de Dezembro de 1894 — Matosinhos, 8 de Dezembro de 1930, faleceu no dia do seu aniversário) foi uma poetisa portuguesa, precursora do movimento feminista em Portugal, teve uma vida tumultuada, inquieta, transformando os seus sofrimentos íntimos em poesia da mais alta qualidade, carregada de erotização e feminilidade.
 
Filha de Antónia da Conceição Lobo, empregada de João Maria Espanca, que não a reconheceu como filha. Porém com a morte de Antónia em 1908, João e a sua mulher Maria Espanca criam a menina. O pai só reconheceria a paternidade muitos anos após a morte de Florbela.
 
Em 1903 Florbela Espanca escreveu a primeira poesia de que temos conhecimento, A Vida e a Morte. Casou-se no dia de seu aniversário em 1913, com Alberto Moutinho. Concluiu um curso de Letras em 1917, inscrevendo-se a seguir para cursar Direito, sendo a primeira mulher a frequentar este curso na Universidade de Lisboa.
 
Sofreu um aborto involuntário em 1919, ano em que publicaria o Livro de Mágoas. É nessa época que Florbela começa a apresentar sintomas mais sérios de desequilíbrio mental. Em 1921 separou-se de Alberto Moutinho, passando a encarar o preconceito social decorrente disso. No ano seguinte casou-se pela segunda vez, com António Guimarães.
 
O Livro de Sóror Saudade é publicado em 1923. Florbela sofreu novo aborto, e seu marido pediu o divórcio. Em 1925 casou-se pela terceira vez, com Mário Lage. A morte do irmão, Apeles (num acidente de avião), abala-a gravemente e inspira-a para a escrita de As Máscaras do Destino.
 
Tentou o suicídio por duas vezes em Outubro e Novembro de 1930, às vésperas da publicação da sua obra-prima, Charneca em Flor. Após o diagnóstico de um edema pulmonar, suicida-se no dia do seu aniversário, 8 de Dezembro de 1930. Charneca em Flor  viria a ser publicado em Janeiro de 1931.
 
Nasceu, casou e faleceu em 8 de Dezembro, no dia da Imaculada Conceição...
 
 
  • A lembrança dos teus beijos
    Inda na minh'alma existe,
    Como um perfume perdido,
    Nas folhas dum livro triste.
     
  • Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
    Do que os homens! Morder como quem beija!
    ser mendigo e dar como quem seja
    Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!
     
  • Ai as almas dos poetas
    Não as entende ninguém;
    São almas de violetas
    Que são poetas também.
     
  • "Há uma primavera em cada vida é preciso cantá-la assim florida."
     
  • "Quem disser que pode amar alguém pela vida inteira é porque mente".
Fonte: Wikipédia. 
 

 
Poemas de Florbela
 
..........................
Temas:
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar
10 comentários:
De zelerias a 8 de Dezembro de 2006 às 04:11
"¡Ay qué terribles cinco de la tarde!" em 8 de Dezembro de 1930.

Bom fim de semana!


De soaresesilva a 8 de Dezembro de 2006 às 14:19
Dizem que um poeta é um fingidor mas no caso de Florbela não se aplica este conceito. Cada verso dela é um pedaço da sua vida, tão amargurada. Foi muito infeliz mas deixou.nos uma obra maravilhosa.


De Maria Elisa a 8 de Dezembro de 2006 às 16:22
Amigo Filipe!..Hoje 8 de Dezembro dia que FLORBELA ESPANCA) morreu,poeta que muito admiro quer pelos seus poemas,que adoro!..Mas com grande pena pela morte dela,pois foi uma mulher muito sofrida.Pois quando ela diz,SER POETA È SER MAIS ALTO!também cantado pelo nosso Luís Represas,como há uma primavera em cada dia!...É verdade,um dia de cada vez,pois a vida é bela,e sem primavera,não há dia,não há noite,não há Amor.
Amigo Filipe fica bem,neste dia feriado,pois para o meu lado,hoje caíu um pouco de neve,na serra lindo!..BJS
Maria Elisa


De ciloca a 8 de Dezembro de 2006 às 16:44
Como é HÁBITO, SEMPRE QUE AQUI PASSO, APRENDO ALGO DE NOVO E MATO SAÚDADES DA FIGUEIRA.
Terra onde fui muito feliz.


De Cöllyßry a 8 de Dezembro de 2006 às 17:30
Sempre bom lembrar tão prazerosa Poeta...
Meu beijo terno deixo____________Cõllybry


De Jofre Alves a 8 de Dezembro de 2006 às 19:06
Caro Filipe: o prazer sempre renovado de visitar uma página de qualidade como a sua, agora com Florbela Espanca, a grande poetisa do neo-romantismo, um mito literário intenso, como a sua dramática vida.


De Maria Papoila a 9 de Dezembro de 2006 às 11:07
Florbela Espanca e o dia 8 de Dezembro! Nasceu, casou e morreu a 8 de Dezembro. Adoro Florbela Espanca a sua poesia e a mulher de alma livre a poetisa de...
Ser Poeta

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendos
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e cetim…
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente…
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!
Beijo




De aldoramira a 9 de Dezembro de 2006 às 17:29
Olá sobre Florbela Espanca posso te contar que a fotografia não tenho a a certeza se esta, foi tirada pelo meu bisavó não que ele fosse fotografo mas porque era amigo da Florbela Espanca em Évora onde viviam, isto foi-me contada por uma tia.
Gosto bastante da poesia dela, e as minhas tias tinham todas a mania de ser poetas como ela, claro que não conseguiram. Isto aqui na Costa da Caparica está mau, é desta que a praia parece que vai desaparecer.
Bj
Arodla


De Chicailheu a 9 de Dezembro de 2006 às 19:37
Amigo Filipe
Para além de gostar muitssimo dos poemas de Florbela Espanca, gostei muito de saber bastante mais sobre a própria!
Sabia algumas coisas, outras não, mas aqui encontrei tudo o que gostava de saber acerca dessa grande Poeta Portuguesa!
Olha, tenho hoje no meu blog uma foto de uma menina, numa praia...pode ser a "tua" Praia!´
Muitos beijinhos
Tua amiga
Chicailheu



De isa&luis a 11 de Dezembro de 2006 às 20:51
Olá menino,

Gosto muito de Florbela, Grande Poetisa,
e Grande Senhora, Mulher para a época
muito liberal.

FELIZ NATAL!

Beijinhos

Isa


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites