Segunda-feira, 13 de Novembro de 2006

Infante D. Henrique

 
Príncipe Henrique, o Navegador, também conhecido como Infante Dom Henrique

Príncipe Henrique, o Navegador, também conhecido como Infante Dom Henrique
 
 
 

O Infante Dom Henrique, Duque de Viseu, (Porto, 4 de Março de 1394 - 13 de Novembro de 1460, faleceu faz hoje 546 anos) foi um príncipe português e a mais importante figura do início da Era das Descobertas, também conhecido na História como Infante de Sagres ou Navegador.
 
Nascido em 1394 no Porto, o príncipe D. Henrique foi o terceiro filho do Rei D. João I, fundador da Dinastia de Avis e de Dona Filipa de Lencastre.
 
Em 1414 convenceu seu pai a montar a campanha de conquista de Ceuta, na costa norte-africana junto ao Estreito de Gibraltar. A cidade foi conquistada em Agosto de 1415, abrindo para o Reino de Portugal as portas ao domínio do comércio que aquele porto exercia. No mesmo ano foi armado cavaleiro e recebeu os títulos de Duque de Viseu e Senhor da Covilhã.
 
Diz-se que em 1416 empreendeu a construção da Vila do Infante no que é hoje Sagres, junto ao Cabo de São Vicente, no extremo sudoeste de Portugal. A vila rapidamente cresceu como pólo da mais elevada tecnologia da época para a navegação e cartografia com um arsenal naval, observatório, e uma escola para estudo da geografia e navegação. Jehuda Cresques, um famoso cartógrafo, foi convidado para vir a Sagres e proceder à compilação do conhecimento geográfico, cargo que aceitou. Lagos, a pouca distância para Este, tornou-se um local de construção naval graças ao seu porto, sendo também conhecida como um mito, que se confundiu com a realidade, sem ter fundamento histórico.
 
Um dos primeiros resultados deste empreendimento foi a descoberta da Madeira por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, posteriormente colonizadas.
 
Em 25 de Maio de 1420, D. Henrique foi nomeado dirigente da Ordem de Cristo, que sucedeu à Ordem dos Templários, cargo que deteria até ao fim da vida. Tornou-se um fervoroso cristão. No que concerne ao seu interesse na exploração do Oceano Atlântico, o cargo na Ordem foi também importante ao longo da década de 1440. Isso deve-se ao facto da Ordem controlar vastos recursos, o que ajudou a financiar a exploração, a verdadeira paixão do príncipe. Em 1427, os seus navegadores descobriram as primeiras ilhas dos Açores (possivelmente Gonçalo Velho). Também estas ilhas desabitadas foram depois colonizadas pelos portugueses.
 
Até à época do Infante D. Henrique, o Cabo Bojador era para a Europa o ponto conhecido mais meridional na costa de África. Gil Eanes, que comandou uma das expedições, foi o primeiro a passá-lo, em 1434, eliminando os medos então vigentes quanto ao desconhecido que para lá do Cabo se encontraria.
 
Aquando da morte de D. João I, o seu filho mais velho (e irmão de D. Henrique), D. Duarte subiu ao trono, e entregou a este um quinto de todos os proveitos comerciais com as zonas descobertas bem como o direito de explorar além do Cabo Bojador.
 
O reinado de D. Duarte durou apenas cinco anos, após o qual D. Henrique apoiou o seu irmão D. Pedro na regência, durante a menoridade do sobrinho D. Afonso V, recebendo em troca a confirmação do seu privilégio. Procedeu também, durante a regência, à colonização dos Açores.
 
Com uma nova embarcação, a caravela, as expedições sofreram um grande impulso. O Cabo Branco foi atingido em 1441 por Nuno Tristão e Antão Gonçalves. A Baía de Arguim em 1443, com consequente construção de um forte em 1448.
 
Dinis Dias chega ao Rio Senegal e dobra o Cabo Verde em 1444. A Guiné é visitada. Assim, os limites a sul do grande Deserto do Saara são ultrapassados. A partir daí, D. Henrique cumpre um dos seus objectivos: desviar as rotas do comércio do Saara e aceder às riquezas na África Meridional. Em 1452 a chegada de ouro era em suficiente quantidade para que se cunhassem os primeiros cruzados de ouro.
 
Entre 1444 e 1446 cerca de quarenta embarcações saíram de Lagos. Na década de 1450 descobriu-se o arquipélago de Cabo Verde. Em 1460 a costa estava já explorada até ao que é hoje a Serra Leoa.
 
Entretanto, D. Henrique estava também ocupado com assuntos internos do Reino. Julga-se ter patrocinado a criação, na Universidade de Coimbra, de uma cátedra de Astronomia.
 
Foi também um dos principais organizadores da conquista de Tânger em 1437, que se revelou um grande fracasso, já que o seu irmão mais novo, D. Fernando (o Infante Santo), foi lá capturado e aprisionado durante 11 anos, até falecer. A sua reputação militar sofreu um revés e os seus últimos anos de vida foram dedicados à política e à exploração.
 
O Infante D. Henrique fora uma personagem muito intrigante, com uma certa misteriosidade e segredos, também os seus motivos e objectivos das suas navegações foram discutidas e diferenciadas, mas, sem dúvida, foi o condutor da expansão ultramarina.
 
Harold B. Johnson (Dois Estudos Polémicos - Tucson, 2004) apresenta uma tese "instigante" sobre a sexualidade do Infante (que muitos presumem que fosse homossexual).
Fonte: Wikipédia. 
 

..........................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar
10 comentários:
De DO CASTELO a 13 de Novembro de 2006 às 00:44
Feliz coincidência! Passar pelo seu blogue e descobrir que um filho do Mestre de Avis, faleceu faz hoje anos. Realmente Avis esqueceu um pouco essa Inclita Geração que, quer se queira quer não, está ligada por traços indeléveis a Avis. Aqui existe ainda a casa onde o "Mestre" vinha passar alguns dias com sua mãe, D. Teresa Lourenço.
Parabéns pelo seu excelente blogue. Se quiser ir sabendo alguma coisa de Avis, olhe convido-o a subir porque "DO CASTELO" vê-se sempre mais qualquer coisa, ainda que possa não ser ...grande coisa!


De Praia da Claridade a 13 de Novembro de 2006 às 01:05
Aceitei o convite e fui visitar o Castelo. Gostei. Mas... não encontrei espaço para comentários...
Agradeço a visita a este meu cantinho da Praia da Claridade, onde também há muita coisa para ver e onde coloco um post diariamente.
Uma boa semana.
Filipe, com o SOL da minha Praia.


De DO CASTELO a 13 de Novembro de 2006 às 09:41
Sabe amigo? Por aqui os blogues com comentários - e este já os teve - são invadidos por pessoas sem escrúpulos que embrulhados na capa do anonimato se dão ao "luxo" de conspurcar tudo e todos, chegando mesmo à reles situação do ataque gratúito e despropositado. Poderá, quando o entender, contactar-me em omixam@sapo.pt.
É uma hipótese.
Saudações "bloguisticas" e boa semana par sie já agora...para mim!


De Praia da Claridade a 13 de Novembro de 2006 às 23:36
É verdade... já conheço esses casos de pessoas "do contra" que só gostam de desrespeitar o trabalho que temos. Já passei por isso, infelizmente...
Obrigado pela hipótese de segundo contacto.
Boa semana. Um Abraço.
Filipe


De soaresesilva a 13 de Novembro de 2006 às 13:04
Precisávamos, agora, de homens com a iniciativa do Infante d. Henrique. Em Portugal está tudo muito parado...


De Maria Elisa a 13 de Novembro de 2006 às 21:29
Olá meu amigo Filipe! Como sempre uma boa lição de História,nos dias de hoje,serão poucas os que realmente sabem,de onde vieram,por onde andaram,os nossos navegadores,e os feitos nobres que fizeram pela sua Pátria,por isso ensinar,sempre, e o bolog do Filipe,tráz um pouco essa parte de ensino.
Já agora muito linda esta música(Una lacrima sol viso) muitas vezes as dançava-mos nos bailes de garagem,da nossa geração,linda.
Beijinho amigo Filipe.
Maria Elisa


De Caracol a 13 de Novembro de 2006 às 22:03
.... se o "SR. Professor" não se importar vou utilizar esta preciosidade como matéria de estudo para a minha aula de história.....
Muito obrigada


De Praia da Claridade a 13 de Novembro de 2006 às 23:04
I.G.M.(castrozita): Claro que não me importo que os artigos que publico sejam aproveitados como matéria de estudo... mesmo recordando que me deste uma crítica negativa aos meus primeiros artigos sobre História de Portugal !...
Sei que, quer alunos, quer por professores, têm tirado deste blog elementos para as suas aulas, o que me dá ânimo para continuar até que eu possa.
Filipe, com o da minha Praia.


De aldoramira a 13 de Novembro de 2006 às 22:23
Ora hoje ´é a parte da história que eu achava tanta graça a inclita geração por serem uns filhotes cultos estes filhos da Filipa de Lencastre, sim que a mãe é que era culta não ? com a educação Inglesa.
Filipa casou com o rei João I, em 1387 na cidade do Porto. Filipa foi uma rainha generosa e amada pelo povo. Filipa morreu de peste negra nos arredores de Lisboa, segundo uns, terá sido no convento de Odivelas; segundo outros, no convento de Sacavém, onde foi conta lá Filipe.
beijinhos
Arodla


De Praia da Claridade a 13 de Novembro de 2006 às 23:27
Está bem, Aldora !... Já lá foste tirar alguns elementos mas eu prometo desenvolver e fazer um post sobre Filipa de Lencastre...
Mas o local onde morreu é que vamos ver !... A própria História muitas vezes não é perfeita...
E como este blog é inter-activo... a opinião e as dicas dos leitores são muito importantes... não percam os próximos capítulos !... LOL...
Beijinhos.
Filipe


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites