Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

Rainha Santa Isabel

 
Rainha Santa Isabel
 
Santa Isabel de Aragão, Rainha de Portugal
 
 
 

Isabel de Aragão, OSC - Ordem de Santa Clara, as Clarissas (ou, usando a grafia medieval portuguesa, Helisabeth; Saragoça, 1271 - Santarém, 4 de Julho de 1336 - ver "Nota" no final deste post), foi uma infanta aragonesa e, de 1282 até 1325, rainha consorte de Portugal.
 
Passou à história com a fama de santa, tendo sido beatificada e posteriormente canonizada. É popularmente conhecida como a Rainha Santa Isabel ou, simplesmente, A Rainha Santa.
 
 
Biografia
 
Isabel era filha do Rei Pedro III de Aragão e de Constança de Hohenstaufen, rainha da Sicília. Por via materna, era descendente do grande Imperador Romano-Germânico Frederico II, pois o seu avô materno era Manfredo de Hohhenstauffen (1232-1266), rei da Sicília, filho de Frederico II. Teve cinco irmãos, entre os quais os reis aragoneses Afonso III e Jaime II, para além de outro monarca reinante, Frederico II da Sicília. Para além disso, por via materna estava também relacionada com a sua tia Santa Isabel da Hungria, também considerada santa pela Igreja Católica.
 
Casou-se por procuração com o soberano português D. Dinis em Barcelona, aos 11 de Fevereiro de 1282, tendo celebrado a boda ao passar a fronteira da Beira, em Trancoso, em 26 de Junho do mesmo ano. Por esse motivo, o rei acrescentou essa vila ao dote que habitualmente era entregue às rainhas (a chamada Casa das Rainhas, conjunto de senhorios a partir dos quais as consortes dos reis portugueses colhiam as prebendas destinadas à manutenção da sua pessoa, e entre as quais se encontravam, por exemplo, as vilas de Óbidos, Alenquer, Torres Vedras, bem como outras povoações da região hoje conhecida como Oeste).
 
O rei não lhe teria sido inteiramente devotado, e parece que visitaria damas nobres para os lados de Odivelas. A rainha, ao saber do sucedido, ter-lhe-à apenas respondido: Ide vê-las, Senhor. Com os tempos, de acordo com a tradição popular, uma corruptela de ide vê-las originou o moderno topónimo Odivelas (versão, contudo, que não é sustentada pelos linguistas).
 
Apesar de tudo, Isabel parece ter sido muito piedosa e passou grande parte do seu tempo em oração e ajuda aos pobres. Por isso mesmo, ainda em vida começou a gozar da reputação de santa, tendo esta fama aumentado após a sua morte.
 
Na década de 1320, o seu filho e herdeiro, Afonso IV de Portugal, sentindo em perigo a sua posição em favor de um filho bastardo do rei Dinis, também chamado Afonso, declarou abertamente a guerra a seu pai, chegando-se quase à luta na Batalha de Alvalade. No entanto, a intervenção da rainha conseguiu serenar os ânimos – pela paz assinada em 1325 nessa mesma povoação dos arredores de Lisboa, foi evitado um conflito armado que teria ceifado muitas vidas inutilmente.
 
Pouco depois da morte do marido, Isabel recolheu a um convento franciscano em Coimbra (Santa Clara-a-Velha) vestindo o hábito de Clarissa mas não fazendo votos (o que lhe permitia manter a sua fortuna usada para a caridade). Só voltaria a sair dele uma vez, pouco antes da morte, em 1336. Nessa altura, tendo Afonso declarado guerra ao seu sobrinho, o rei de Castela, Afonso XI, filho de Constança, infanta de Portugal, e, portanto, neto materno de Isabel, pelos maus tratos que este infligia à sua esposa D. Maria (filha do rei português), a rainha Santa Isabel, não obstante a sua idade avançada e a sua doença, dirigiu-se a Estremoz, onde mais uma vez se colocou entre dois exércitos desavindos (entre o seu filho e o seu neto materno) e de novo evitou a guerra.
 
Isabel faleceu pouco tempo depois, em Santarém, tendo deixado expresso no seu testamento o desejo de ser sepultada no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra, (onde hoje em dia, após ter estado por 400 anos parcialmente submerso pelo rio Mondego
, decorre uma escavação arqueológica). Sendo a viagem demorada havia o receio do cadáver entrar em decomposição acelerada pelo calor que se fazia, e conta-se que a meio da viagem debaixo de um calor abrasador começou o ataúde a abrir fendas e por elas escorria um líquido, que todos supuseram provir da decomposição cadavérica. Qual não foi, porém, a surpresa, quando notaram que na vez do mau cheiro esperado saída do ataúde um aroma suavíssimo. O seu marido, o rei D. Diniz repousa em Odivelas, no Convento de São Dinis.
 
Foi beatificada pelo Papa Leão X em 1516, vindo a ser canonizada, por especial pedido da dinastia filipina, que colocou grande empenho na sua santificação, pelo Papa Urbano VIII em 1625. É reverenciada a 8 de Julho, data do seu falecimento.
 
Actualmente, inúmeras escolas e igrejas ostentam o seu nome em sua homenagem.
 
 
Descendência
 
Do seu casamento com o rei D. Dinis teve dois filhos:
  • Constança (3 de Janeiro de 1290 - 18 de Novembro de 1313), que casou em 1302 com o rei Fernando IV de Castela.
  • D. Afonso IV, rei de Portugal (8 de Fevereiro de 1291 - 28 de Maio de 1357).
 
A lenda do milagre das rosas
 
Conta-se que, certa vez, a rainha, decidida a ajudar os mais desfavorecidos, teria enchido o seu regaço com pães, para os distribuir. Tendo sido apanhada pelo soberano, que lhe inquiriu onde ia e o que levava no regaço, a rainha limitou-se a responder: São rosas, Senhor !  Com efeito, ao abrí-lo, teriam brotado rosas do regaço, ao invés dos pães que escondera. Este evento ficou conhecido como milagre das rosas.
Fonte: Wikipédia.  



Nota:
 
Segundo um comentário inserido neste post, por Joaquim Baptista, a quem agradeço, a Rainha Santa  faleceu no Paço Real de Estremoz e não em Santarém.  Estremoz é o local  mencionado no Portal da História, não estando, portanto, de acordo com a "fonte" onde obtive os elementos para este artigo.
  
Publicado por: Praia da Claridade às 00:22
Link do post | comentar
18 comentários:
De Jofre Alves a 13 de Outubro de 2006 às 04:10
Passei para ver esta agradável e sempre interessante página, onde me delicio nesta madrugada, e também para desejar bom fim-de-semana. Cada vez mais imprescindível vistar e apreciar este blogue.


De Ricardo a 13 de Outubro de 2006 às 10:48
Há já uns tempos que por cá n passava!
O trabalho faz destas coisas...
Enfim, vejo que tenho muita leitura para por em dia!
Abraço e Bom Fim-de-Semana


De Ricardo a 13 de Outubro de 2006 às 10:48
Há já uns tempos que por cá n passava!
O trabalho faz destas coisas...
Enfim, vejo que tenho muita leitura para por em dia!
Abraço e Bom Fim-de-Semana


De Lina a 13 de Outubro de 2006 às 13:11
Ola Freitas, sei que já tinha vindo ao teu blog - a Figueira diz-me algo em especial.
Este teu texto da nossa historia esta muito interessante, gostei muito.
Deixo um beijinho*


De soaresesilva a 13 de Outubro de 2006 às 14:15
Muitas terras se orgulham de ter entre os seus pergaminhos a estadia da Rainha Santa Isabel e de lá ter acontecido o milagre das rosas. Alenquer insiste que foi lá que se deu este milagre. A razão é porque esta vila fazia parte das terras da rainho e parece ser verdade que ela ali se acolheu por diversas vezes.


De IsabelFilipe a 13 de Outubro de 2006 às 14:30
Adorei recordar. Esta sempre foi a minha "rainha" de eleição ... por no meu tempo se estudar a História de Portugal muito novinhos e o nome ser o igual ao meu ....

Bom fim de semana
Bjs


De conchitamachado a 13 de Outubro de 2006 às 15:17
Olá Filipe,
Também adorei este Texto!!!

Bom fim de semana, desejo
BeijinhoFraterno


De arodla a 13 de Outubro de 2006 às 17:00
Olá na verdade esta Rainha era a minha rainha favorita pelo motivo da lenda , do milagre das rosas,penso que qualquer criança gostava desta lenda, depois de estudar a nossa história cheia de maçudas batalhas, com as respectivas datas, era a parte mais leve eram as lendas.O convento de Santa Clara não sei se ainda estará de pé a ultima vez que o vi estava em muito mau estado, de conservação.
Beijinhos
Arodla


De Maria Elisa a 13 de Outubro de 2006 às 19:55
Olá amigo! Obrigado, sobre estas grandes lições de histórias,que nos faz levar ao banco da escola,e que belos eram esses tempos,dos quais tenho saudades!Sempre soube algo sobre a RAINHA STA.ISABEL,que era grande amiga dos pobres,mas ainda hoje há algumas pessos com os mesmos sentimentos e ainda bem que os há.
Para si amigo Filipe um bom fim semana,com saúde!
Beijinho amigo.
Maria Elisa


De leonoretta a 15 de Outubro de 2006 às 18:39
ola filipe. sempre pensei que esta rainha era mais bonita do que se apresenta neste quadro. penso que todo o mito que se gerou á volta é fantastico. estou a falar do milagre das rosas.
agostinho da silva que ela mereceu o nome de santa só por ter aturado o feitio namoradeiro de dom dinis.
abraço da leonoreta


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites