Segunda-feira, 2 de Outubro de 2006

O Yom Kippur

 
Yom Kippur (1878)
 
Yom Kippur (1878)
 
 
 

O Yom Kippur marca o início do Kippur (reflexão, jejum, orações e penitência, purificação e perdão), e é um dos dias mais importantes do judaísmo. No calendário hebreu, o Yom Kippur começa no crepúsculo que inicia o décimo dia do mês hebreu de Tishri (o que coincide com Setembro ou Outubro), continuando até ao seguinte pôr do sol.
 
Seguem-se as datas dos próximos Yom Kippur:
  • 2006: 2 de Outubro (hoje)
  • 2007: 22 de Setembro
  • 2008: 9 de Outubro
  • 2009: 28 de Setembro
  • 2010: 18 de Setembro
Nota: o feriado começa no pôr do sol do dia precedente às datas referidas.
 
Proibições
 
Existem 5 proibições no Yom Kipur:
  1. Comer - desde um pouco antes do pôr-do-sol de Domingo até o nascer das estrelas da segunda-feira;
  2. Usar calçados de couro;
  3. Relacionamento conjugal;
  4. Passar cremes, desodorizantes, etc., no corpo;
  5. Banhar-se por prazer.
A essência destas proibições é causar aflição ao corpo, dando, então, prioridade à alma. Pela perspectiva judaica, o ser humano é constituído pelo yétzer hatóv (o desejo de fazer as coisas correctamente, que é identificado com a alma) e o yétzer hará (o desejo de seguir os próprios instintos, que corresponde ao corpo). O desafio na vida é "sincronizar" o corpo com o yétzer hatóv. Uma analogia é feita no Talmud (compilação, que data de 499 d.C., de leis e tradições judaicas) entre um cavalo (o corpo) e um cavaleiro (a alma). É sempre melhor o cavaleiro estar em cima do cavalo!
 
Orações
 
Durante as orações fala-se o Vidúy, uma confissão, e Ál Chét, uma lista de transgressões entre o homem e Deus e o homem e o seu semelhante. É interessante notar duas coisas: primeiro, as transgressões estão em ordem alfabética (em hebraico). Isto torna a lista bastante abrangente, além de permitir a inclusão de qualquer transgressão que se queira na letra apropriada.
 
Em segundo, o Vidúy e Ál Chét, estão no plural, o que pretende transmitir a ideia de que o povo judeu é um povo "entrelaçado", onde todos devem ser responsáveis pelos outros. Mesmo não cometendo uma determinada ofensa, pretende-se transmitir uma carga de responsabilidade por aqueles que a cometeram - especialmente se a transgressão pudesse ter sido evitada por aqueles que não arcarão com as culpas.
 
Natureza do Yom Kippur
 
Mas o que é o Yom Kippur? São proibições como no Pessach? (Pessach é hoje uma festa central do Judaísmo e serve como uma ligação entre o povo judeu e a sua história).
  • NÃO, Yom Kipur é o tempo em que se eleva a alma para perto do Trono e Balança Divina.
Mas então é a época em que se pede perdão?
  • NÃO, o tempo de pedir perdão é entre Rosh Hashaná (ano-novo dentro do judaísmo) e Yom Kippur. No decorrer das rezas de Kipur, é que concluímos este apelo ao Senhor, mas de nada adianta pedir perdão a Deus se o pecado foi cometido ao próximo - deve-se pedir desculpas, para depois clamar perdão a Deus.
Dia do Perdão
 
Durante um longo ano o homem comete toda a sorte de erros, atropelos, voluntários, involuntários. O processo da teshuváh (arrependimento, retorno ao bem) não poderá realizar-se magicamente num dia. A tradição judia coloca ao mês de EluI, último do ano, como prefácio para ir preparando o homem para a reflexão profunda, até ao grande caminho interior. Cedo, nas manhãs de Elul, ouve-se o som do shofar (trombeta feita de chifre de carneiro usado dentro do judaísmo nas convocações dos dias sagrados como Rosh Hashaná e Yom Kipur):
Desperta povo!
 
Uma semana antes de Rosh Hashaná, também durante a madrugada, se dizem as orações que se chamam "selichot" (perdões). O 1º de Tishri é o grande dia, a base para um ano novo e um novo ano de vida. Depois seguirão nove dias até ao dia do perdão. Dez dias, para aprofundar-se dentro de si, afastar o mal, aproximar o bem. O processo chega à sua culminância no dia 10º de Tishri : Yom Kippur.
 
A expiação, Kippur, na raiz hebraica, refere-se ao "que cobre", ou seja, o castigo que envolve o acto perverso. Tudo o que se pode anular, deter ou parar é o castigo; mas não o acto cometido; esse acto está aí e a única maneira de superá-lo é através de uma transcendental modificação da conduta pessoal posterior. Os actos são do homem, seguirão sendo dele, e a consequência, a sua responsabilidade. Deus pode apagar o castigo, não o acto. O jejum - que acompanha todo o dia do perdão - por sua parte não faz milagre. O jejum do dia não sacrifica nada a favor de Deus, sendo que tal ideia seria eminentemente pagã. O que faz é reconcentrar o homem no seu espírito, afastá-lo, por algumas horas, da servidão do homem ao corpo e a suas necessidades.
 
Observa-se também que as más acções ou transgressões têm duas polaridades: uma do homem em relação ao homem e a outra, do homem em relação a Deus. A primeira é a da vida diária, exterior, social e inter-humana. A outra, do âmbito da alma, é o segredo da consciência. A primeira é coisa de homens, e os homens têm de resolvê-la: "As transgressões que vão de homem a homem, não são espiadas pelo lom Kippur, se antes não forem perdoadas pelo próximo ".
 
Daí que se costuma pedir previamente o perdão de nossos semelhantes, se eles não perdoam, Deus não poderá intervir.
 
Jejum no Yom Kippur
 
É o dia do perdão - quando Deus perdoa a todo Israel. Durante esse dia, nada pode ser comido ou bebido, inclusive água. É permitido lavar a boca, escovar os dentes ou banhar o corpo. Somente o rosto e as mãos podem ser lavados pela manhã, antes das orações. Não se pode carregar nada, acender fogo, fumar, nem usar electricidade. O jejum não é permitido para crianças menores de 9 anos, pessoas gravemente enfermas, mulheres grávidas e aquelas que deram à luz há menos de trinta dias.
 
Se uma pessoa enquanto estiver jejuando passar mal, a ponto de quase desmaiar, deve-se dar-lhe comida até que se recupere. Se houver perigo de uma epidemia, e os médicos da cidade aconselharem que é necessário comer a fim de resistir à moléstia, exige-se que todos comam.
 
Existem outras proibições, além daquelas, como trabalhar, comer ou beber. As relações conjugais são proibidas, bem como o uso de perfumes e unguentos, excepto para fins médicos. Além disso, sapatos e outras peças da indumentária feitas de couro não podem ser usadas na Yom Kippur, pois não se pode usar nenhum material para o qual seja necessário matar um animal.
 
Após o Yom Kippur, espera-se que haja festa e alegria, não perdendo de vista o facto de que o Yom Kippur é um dia santo de júbilo.
Fonte: Wikipédia.
 
 
Publicado por: Praia da Claridade às 00:31
Link do post | comentar
10 comentários:
De soaresesilva a 2 de Outubro de 2006 às 13:28
Com umas pequenas diferenças de "estilo", todas as religiões manotaistas são parecidas. O Yom Kippur tem muitas das práticas da Quaresma dos cristão.


De Barão da Tróia a 2 de Outubro de 2006 às 17:04
Excelente informação, apesar de ser completa e totalmente ateu, gosto de saber sobre as particularidades religiosas, parabén também pelo blogue está excelente. Boa semana.


De Sindarin a 2 de Outubro de 2006 às 18:44
Olá meu querido Filipe! Mais um espectacular post adorei porque ñ tinha tanto conhecimento sobre este acontecimento. Fiquei grata por ser cristã porque ñ poder passar cremes, banhar-me ou....é chato!!!! (ih!ih!ih!) Beijocas grandes e óptima semana.


De eu_mesmo a 4 de Outubro de 2006 às 20:18
Bom-dia
completando...
Os momentos do calendário anual eram originalmente festas agrícolas - Páscoa, Shavuot e Sukkot - transformaram-se em Festivais de Peregrinação comemorativas da história judaica, durante os quais os Judeus viajavam até Jerusalém e ao Templo, sendo então introduzido o Yom Kippur.Acima de tudo, o Deus Judaico deixou de ser apenas um "mero" Deus tribal entre os povos que adoravam muitos deuses, para ser, na perspectiva judaica, o único Deus.
O Dia da Expiação é celebrado dez dias depois do Ano Novo Judaico, correctamente dito o Yom ha-Kippurim (o Dia das Expiações). As orações começam na sinagoga imediatamente a seguir ao pôr-do-sol, na primeira noite com o Kol Nidre, a oração, através do qual a congregação pede a Deus que a liberte dos votos feitos durante o ano anterior. Tal como começou. o dia termina nas Sinagogas, ao pôr-do-sol, com a cerimónia do Neilah - o encerramento das Portas do Céu. No fim da cerimónia do Neilah, ouve-se o corno de carneiro e toda a congregação recita em uníssono - "Le' shanah haba'ah bi-Jerushalayim" . "Até ao próximo ano em Jerusalém".
Shalom


De Praia da Claridade a 4 de Outubro de 2006 às 23:14
Agradeço o complemento.
Só é pena ..."eu_mesmo"... não se identificar....


De ines a 6 de Janeiro de 2008 às 14:36
isto é copiado da wikhipédia....XD


De Praia da Claridade a 7 de Janeiro de 2008 às 23:05
Se tiver cultura suficiente para fazer melhor do que isto, SEM COPIAR, tem uma solução: criar um blog e colocar lá tudo o que quiser, mas DA SUA AUTORIA, SEM COPIAR NADA....


De eu_mesmo a 5 de Outubro de 2006 às 10:38
olá

eu_mesmo, obviamente que não se pretende identificar.
Hoje, está um lindo dia de sol na Figueira
Cumprimentos


De joana a 7 de Janeiro de 2008 às 21:56
é interessante o texto, mx infelizmente isto é copiado..:P


De Praia da Claridade a 7 de Janeiro de 2008 às 23:00
Se tiver cultura suficiente para fazer melhor do que isto, SEM COPIAR, tem uma solução: criar um blog e colocar lá tudo o que quiser, mas DA SUA AUTORIA, sem copiar por outro lado....


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites