Quarta-feira, 6 de Setembro de 2006

Fernão de Magalhães

 
Fernão de Magalhães, navegador português
 
 
Mapa da expedição da primeira viagem de circum-navegação: a castanho a rota percorrida, e a verde indica o local onde faleceu Fernão de Magalhães
 
Mapa da expedição da primeira viagem de circum-navegação:
a castanho a rota percorrida, e a verde indica o local onde faleceu
Fernão de Magalhães

 

Fernão de Magalhães (Primavera de 1480 — 27 de Abril de 1521) foi um navegador português que, ao serviço do rei de Espanha, comandou a expedição marítima que efectuou a primeira viagem de circum-navegação ao globo. Foi o primeiro a dobrar o estreito, hoje conhecido pelo seu nome (o Estreito de Magalhães) e o primeiro europeu a navegar no Oceano Pacífico. Fernão de Magalhães morre nas Filipinas no curso daquela expedição, posteriormente chefiada por Juan Sebastián Elcano 1522.
 
Alista-se com 25 anos na armada que foi à Índia, comandada por Francisco de Almeida, embora o seu nome não figure nas crónicas; sabe-se no entanto que ali permaneceu oito anos, que esteve em Goa, Cochim, Quíloa, que acompanhou Diogo Lopes de Sequeira a Malaca, viagem que acabou em naufrágio. No Oriente, Magalhães estabeleceu estreitas relações de amizade com Francisco Serrão, que veio a ser feitor nas Molucas; dele teria tido informações quanto à situação dos lugares produtores de especiarias.
 
Tendo-se distinguido na defesa de Azamor, em que acompanhara o duque de Bragança, pediu a D. Manuel uma recompensa para seus feitos; mas os boatos que corriam sobre a maneira pouco escrupulosa como dividira as presas de uma incursão tinham chegado aos ouvidos do Rei. Este, apesar das suas justificações, e não o considerando culpado, não lhe concedeu, todavia, as mercês pedidas.
 
Em 1517 foi a Sevilha com Rui Faleiro, tendo encontrado no feitor da Casa de la Contratación da cidade um adepto do projecto que entretanto concebera: dar a Espanha a possibilidade de atingir as Molucas pelo Ocidente, por mares não reservados aos portugueses no
Tratado de Tordesilhas e, além disso, segundo Faleiro, provar que as ilhas das especiarias se situavam no hemisfério castelhano. Com a influência do bispo de Burgos conseguiram a aprovação do projecto por parte de Carlos V, e começaram os morosos preparativos para a viagem, cheia de incidentes; depois da ruptura com Rui Faleiro, Magalhães continuou a aparelhagem dos cinco navios que, com 256 homens de tripulação, partiram de Sevilha em 20 de Setembro de 1519.
 
A expedição
 
A armada fez escala nas Canárias e alcançou a costa da América do Sul, chegando em 13 de Dezembro ao Rio de Janeiro. Continuando para sul, atingiram o porto de S. Julião à entrada do estreito, na extremidade da actual costa da Argentina, onde o capitão decidiu hibernar (período de repouso invernal). Irrompeu então uma revolta que ele conseguiu dominar com habilidosa astúcia. Após cinco meses de paragem, tempo no qual a nau Santiago foi perdida numa viagem de reconhecimento, mas tendo sido os seus tripulantes resgatados, Magalhães encontrou o estreito que hoje tem o seu nome, aprofundando-se nele. Noutra viagem de reconhecimento, outra nau foi perdida, mas desta vez para um motim no San Antonio onde a tripulação, sem que soubesse o seu capitão-mor, iniciou uma viagem de volta (realmente estes completaram a viagem, espalhando ofensas contra Fernão de Magalhães na Espanha).
 
Apenas em Novembro a esquadra atravessaria o estreito, penetrando nas águas do mar do sul, baptizado «Pacífico». Depois de cerca de quatro meses, a fome, a sede e as doenças (principalmente o escorbuto) começaram a dizimar a tripulação. No Pacífico encontrou as nebulosas que hoje ostenta o seu nome - as Nebulosas de Magalhães. (Na constelação de Tucano percebemos a olho nú, e longe das grandes cidades, duas pequenas nuvens que parecem pedaços da Via-láctea. São as Nuvens de Magalhães, descobertas pelo navegador quando da sua viagem, sendo, na verdade, duas galáxias muito próximas à nossa e por esse motivo são consideradas como galáxias satélites. São facilmente observadas com binóculos e com um pequeno telescópio podemos observar os seus aglomerados).
 
Em Março de 1521, alcançaram a ilha de Ladrões, chegando à ilha de Cebu nas actuais ilhas Filipinas em 7 de Abril. Imediatamente começaram com os nativos as trocas comerciais; boa parte das grandes dificuldades da viagem tinham sido vencidas. Dias depois, porém, Fernão de Magalhães morreu em combate com os nativos, atraído por uma emboscada.
 
A expedição prosseguiu sob o comando de João Lopes Carvalho, deixando Cebu no início de Março de 1522. Dois meses depois, seria comandada por Juan Sebastián El Cano.
 
O regresso
 
Decidiram incendiar a nau Concepción, visto o pequeno número de homens para operá-las, e finalmente, conseguiram chegar às Molucas onde obtiveram o seu suprimento de especiarias. Trinidad acabou ali permanecendo para reparos e a "Victoria" voltou sozinha para casa, contornando o Índico pelo sul, a fim de não encontrar navios portugueses. A Trinidad, após os reparos, tentou seguir uma rota pelo Pacífico até a América Central, onde poderia contactar os espanhóis e levar a sua carga. No entanto acabou por retornar às Molucas onde os seus tripulantes foram aprisionados pelos portugueses que haviam chegado. A nau "Victoria" dobrou o
Cabo da Boa Esperança em 1522, fez escala em Cabo Verde, onde alguns homens foram detidos pelos portugueses, alcançando finalmente o porto de S. Lúcar de Barrameda, com apenas com 18 homens na tripulação.
 
Uma única nau tinha completado a circum-navegação do globo ao alcançar Sevilha em 6 de Setembro de 1522, faz hoje 484 anos. João Sebastião de Elcano e a restante tripulação da expedição de Magalhães e o último navio da frota regressaram decorridos três anos após a partida. A expedição de facto trouxe poucos benefícios financeiros, não tendo a tripulação chegado a receber o pagamento.
 
 
QUANDO TUDO ACONTECEU...
 
1480: Data provável do nascimento de Fernão de Magalhães, talvez em Trás-os-Montes.
1505: Parte para a Índia na armada de D. Francisco de Almeida. 
1509: Sob o comando de Lopes Sequeira participa na desastrada expedição a Malaca; faz grande amizade com Francisco Serrão.
1511: Participa, sob o comando de Afonso de Albuquerque, na conquista de Malaca. 
1513: Regressa a Lisboa.
1514: É ferido em combate, em Azamor (Marrocos); novamente em Lisboa, D. Manuel recusa-lhe aumento de tença (pensão com que se remuneram serviços). 
1517: Dirige-se a Sevilha para apresentar a Carlos V o seu plano de alcançar as Ilhas das Especiarias por ocidente.
1519: Inicia a que será a primeira viagem de circum-navegação; alcança a baía da Guanabara.
1520: Alcança a foz do Rio da Prata; passa o Inverno na baía de S. Julião; domina motim; atravessa o Estreito e desemboca no Pacífico.
1521: Descobre a Ilha dos Ladrões; descobre o arquipélago das Filipinas e aí é morto em combate.
1522: Sebastian d'Elcano conclui a primeira viagem de circum-navegação.
  
Apenas quatro homens dos 55 da tripulação original do Trinidad  finalmente regressaram a Espanha em 1525.
Fonte: Wikipédia.
 
 
Publicado por: Praia da Claridade às 00:45
Link do post | comentar
9 comentários:
De Jofre Alves a 6 de Setembro de 2006 às 07:41
Um herói português de todos os tempos. A sua viagem de circum-navegação foi uma aventura, que é a tua de espalhares cultura e qualidade na blogosfera. Uma aventura e uma ventura, claro.


De soaresesilva a 6 de Setembro de 2006 às 14:05
Sabes as datas de todos os acontecimentos importantes de Portugal e do Mundo! Fica-se pasmado com a audácia destes navegantes que, com tão poucos meios e conhecimentos, se lançavam mares fora à procura doutros mundos!


De Maria Papoila a 6 de Setembro de 2006 às 16:30
O teu blog é uma fonte de conhecimento histórico incomparável´. Gosto de acostar na Prai da Claridade pela luz que aqui se emana.
Beijos


De sonia alves a 6 de Setembro de 2006 às 19:16
oi ,passei para lhe deixar um grande abraco e tambem para lhe desejar uma optima quarta feira


De Sandra a 6 de Setembro de 2006 às 20:43
Sem dúvida um blog diferente este da Praia da Claridade...
Gostei de vir aqui...

Obrigada pela visita !!!

Beijoca


De nuno a 3 de Julho de 2008 às 19:37
Tenho seguido a serie k paxa na tv de fernao magalhes ke acabou ontem adorei pois ele percorreu o mundo pelos portugueses i dps se pos ao servico de espanha descobriu terras para eles ke me doeu um pouco por outro lado encheu me de orgulho pois ele era portugues i ixo me fez eskexer tdo o resto...Morreu de forma injusta pois ainda tinha mt para descobrir i dar ao mundo mas morreu kom gloria deixado do a sua marca por onde paxou sendo venerado komo se de 1 "deus" se trataxe i ele era deus ou heroi dos mares nunca antes navegados por onde navegou a sorte smp o acompanhou mas komo tds o destino ta tracado i axim se deixa marca i se fazem os herois miticos de tda a historia da humanidade..


De Praia da Claridade a 4 de Julho de 2008 às 17:49
Nuno: agradeço a visita e o comentário.
Os meus parabéns por gostares de História de Portugal.


De nuno a 3 de Julho de 2008 às 19:38
gosto imenso da historia portuguesa me fascina mt saber k tivemos tao bons portugueses ke mt fizeram a diferenca perante este mundo descobrindo mundos i mares nunca antes navegados smp lutando pela vida nexas aventuras ja tinha orgulho em ser portugues agora mais ainda..ha kem diga ke os portugues e desconfiado mal humorado e etc mas ainda bem ke o smos ou fomos pk foi axim kom exe "defeito" k nus trouxe mt kulidade prstigio ke nus fez descobrir meio mundo...


De Praia da Claridade a 4 de Julho de 2008 às 17:43
Nuno: agradeço a visita e o comentário.


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites