Sexta-feira, 1 de Setembro de 2006

O Canal de Suez

 
O Canal de Suez



O Canal de Suez  é um canal longo de 163 km que liga Port-Saïd, porto egípcio no
Mar Mediterrâneo, a Suez, no Mar Vermelho.
 
Ele permite às embarcações irem da Europa à Ásia sem terem que contornar a África pelo
Cabo da Boa Esperança
. Antes da sua construção, as mercadorias tinham que ser transportadas por terra entre o Mar Mediterrâneo e o Mar Vermelho.
 
História
Antiguidade
 
Possivelmente no começo da 12ª Dinastia o faraó Senuseret III (1878 a.C. - 1839 a.C.) deve ter construído um canal oeste-leste escavado através do Wadi Tumilat, unindo o
Rio Nilo ao Mar Vermelho, para o comércio directo com Punt. Evidências indicam a sua existência pelo menos no século 13 a.C. durante o reinado de Ramsés II. Mais tarde entrou em decadência, e de acordo com a História do historiador grego Heródoto, o canal foi re-escavado por volta de 600 a.C. por Necho II, embora Necho II não tenha completado o seu projecto.
 
O canal foi finalmente completado em cerca de 500 a.C. pelo rei Dario I, o conquistador persa do Egipto. Dario comemorou o seu feito com inúmeras estelas de granito que ele ergue às margens do Nilo, incluindo uma próximo a Kabret, a 130 km de Suez, onde se lê:
Diz o rei Dario: Eu sou um persa. Partindo da Pérsia, conquistei o Egipto. Eu ordenei que esse canal fosse escavado a partir do rio chamado Nilo que corre no Egipto, até ao mar que começa na Pérsia. Quando o canal foi escavado como eu ordenei, navios vieram do Egipto através deste canal para a Pérsia, como era a minha intenção.
O canal foi novamente restaurado por Ptolomeu II Filadelfo por volta de 250 a.C. Nos próximos 1000 anos ele será sucessivamente modificado, destruído, e reconstruído, até ser totalmente abandonado no século VIII pelo califa abássida Al-Mansur.
 
  
O moderno Canal de Suez
 
A Companhia Suez de Ferdinand de Lesseps construiu o canal entre 1859 e 1869. No final dos trabalhos, o Egipto e a França eram os proprietários do canal.
 
Estima-se que 1,5 milhões de egípcios tenham participado à construção do canal e que 125.000 morreram, principalmente da cólera.
 
Em 17 de Fevereiro de 1867, o primeiro navio atravessou o canal, mas a inauguração oficial foi em 17 de Novembro de 1869. O imperador Napoleão III estava presente, e foi a première da ópera Aïda.Também presente como jornalista convidado, o escritor português
Eça de Queirós escreveu uma reportagem para o Diário de Notícias de Lisboa.
 
A dívida externa do Egipto obrigou o país a vender a sua parte do canal ao Reino Unido, que garantia assim a sua rota para as Índias. Essa compra, conduzida pelo primeiro-ministro Disraeli, foi financiada por um empréstimo do banco Rotschild. As tropas britânicas instalaram-se nas margens do canal, para o proteger, em 1882.
 
Mais tarde, durante a Primeira Guerra Mundial, os ingleses negociaram o Acordo Sykes-Picot, que dividia o Médio Oriente, de modo a afastar a influência francesa do canal.
 
Em 26 de Julho de 1956, Nasser nacionaliza a Companhia do Canal com o intuito de financiar a construção da Barragem de Assuão, após a recusa dos Estados Unidos de fornecer os fundos necessários. Em represália, os bens egípcios foram congelados e a ajuda alimentar suprimida. Os principais accionistas do canal eram, então, os britânicos e os franceses. Além disso, Nasser denuncia a presença colonial do Reino Unido no Médio Oriente e apoia os nacionalistas na Guerra da Argélia. O Reino Unido, a França e Israel lançam-se então numa operação militar, baptizada "operação mosqueteiro", em 29 de Outubro de 1956. A Crise do Canal de Suez durou uma semana. A Nações Unidas confirmaram a legitimidade egípcia e condenaram a expedição franco-israelo-britânica com uma resolução.
 
Após a Guerra dos Seis Dias de 1967, o canal permaneceu fechado até 1975, com uma força de manutenção da paz da ONU permanecendo lá estacionada até 1974.
 
Características
 
O canal não possui eclusas, pois todo o trajecto está ao nível do mar, contrariamente ao
Canal do Panamá. O seu traçado apoia-se em três planos de água, os lagos Manzala, Timsah e Amer.
 
O canal permite a passagem de navios de 15 m de quilha submersa, mas estão previstos trabalhos a fim de permitir a passagem de superpetroleiros até 22 metros no ano de 2010. Actualmente, esses enormes navios devem descarregar uma parte da carga num barco que pertence ao canal para o poderem atravessar.
 
A sua largura média é de 365 metros, dos quais 190 m são navegáveis. Inicialmente, esses dois valores eram de 52 e 44 m. Situados dos dois lados do canal, os canais de derivação atingem a largura total da obra a 195 km.
 
Aproximadamente 15.000 navios por ano atravessam o canal, representando 14% do transporte mundial de mercadorias. Uma travessia demora de 11 a 16 horas.

Zona do Canal de Suez
  • 25 de Abril 1859  - início da construção do canal.
  • 16 de Novembro de 1869  - o Canal de Suez é aberto; operado e pertencente à Companhia do Canal de Suez (Compagnie Universelle du Canal Maritime de Suez).
  • 25 de Novembro de 1875  - o Reino Unido torna-se accionista maioritário do Canal de Suez (172.602 acções de um total de 400.000 acções ordinárias).
  • 25 de Agosto de 1882  - os britânicos tomam o controle do canal.
  • 14 de Novembro de 1936  - a Zona do Canal de Suez é estabelecida, sob controle britânico.
  • 13 de Junho de 1956  - a Zona do Canal de Suez é devolvida ao Egipto.
  • 26 de Julho de 1956  - o Egipto nacionaliza o Canal de Suez.
  • 5 de Novembro de 1956 - 22 de Novembro de 1956 - forças francesas, britânicas e israelitas ocupam a Zona do Canal de Suez.
  • 22 de Dezembro de 1956  - o canal é novamente devolvido ao Egipto.
  • 10 de Abril de 1957  - o canal é reaberto.
  • 5 de Junho de 1967 - 5 de Junho de 1975 - o canal é fechado e bloqueado pelo Egipto.
Fonte: Wikipédia.

Publicado por: Praia da Claridade às 00:29
Link do post | comentar
6 comentários:
De Ricardo a 1 de Setembro de 2006 às 11:48
Pois é!!! está-se sempre a aprender.
Não tinha ideia que a abertura deste canal era um acontecimento tão antigo. Um canal já do tempo dos faraós? Fantástico.


De Maria Papoila a 1 de Setembro de 2006 às 15:27
Fiquei estupfacta! Não fazia a menor ideia que o canal de Suez tinha sido construído no antigo Egipto. Bela lição de história. Beijo


De soaresesilva a 1 de Setembro de 2006 às 16:59
Não conhecia essas tentativas tão antigas de se fazer o canal do suez. Foi uma grande obra que muito facilitou o comeércio mundial,.


De Maria a 1 de Setembro de 2006 às 21:03
Belissímo post! Parabéns!


De mirian a 2 de Setembro de 2008 às 23:21
muito obrigado, graças a sua vontade de escrever iddo eu consegiiu tirar 9,5 no meu trabalho de história e com isso vou consegiu passar de ano muito obrigado, me disculpa mas minha professora falo que ia vir aqui comentar e falar muito mal disso aqui, mas continue assim ok? muita sorte com ela ela é muito brava bjs


De Praia da Claridade a 11 de Setembro de 2008 às 17:20
Mirian: agradeço a visita e o teu comentário ao meu blog. Fico satisfeito por contribuir um pouco para o teu trabalho de história e para a passagem de ano.
Felicidades. Bjs.


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites