Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Princesa Diana

 

Faz hoje 10 anos que faleceu
no trágico acidente de automóvel

 


Diana, Princesa de Gales




Diana, Princesa de Gales (Diana Frances, nascida Spencer; Sandringham, 1º de Julho de 1961 — Paris, 31 de Agosto de 1997) foi a primeira esposa de Charles, Príncipe de Gales, filho mais velho e herdeiro aparente da Rainha Elizabeth II. Os seus dois filhos, os príncipes William e Harry, são respectivamente o segundo e o terceiro na linha de sucessão aos tronos do Reino Unido, do Canadá, da Austrália, da Nova Zelândia e de outros 12 países da Commonwealth.
 
Do seu noivado com o Príncipe de Gales em 1981 até a sua trágica morte num acidente de carro em 1997, Lady Di  era a mulher mais famosa do mundo e uma das figuras mais marcantes do século XX: um ícone da moda, um ideal de beleza e elegância feminina, admirada por dedicação à caridade e às causas humanitárias, em especial pelo seu envolvimento no combate à SIDA e na campanha internacional contra as minas terrestres.
 
Em 31 de Agosto de 1997, faz hoje 10 anos, Diana morreu num acidente automobilístico no túnel da Ponte de l'Alma, em Paris, França, juntamente com Dodi Al-Fayed e com o motorista Henri Paul. A Mercedes-Benz S280-sedan bateu fortemente no 13° pilar do túnel. Como não havia barras metálicas entre os pilares, uma pequena mudança na direcção do veículo poderia facilmente resultar numa colisão frontal.
 
O guarda-costas de Fayed, Trevor Rees-Jones, era o mais próximo do ponto de impacto e foi o único sobrevivente do acidente. Trevor também era o único ocupante do carro que estava a utilizar o cinto de segurança - o que não é comum, pois os guarda-costas precisam de livre movimento para proteger profissionalmente alguém. Rees-Jones, depois de meses em coma no hospital, disse que não tinha lembranças do acidente.
 
Henri Paul e Dodi Al-Fayed morreram imediatamente, e Diana - sentada ao banco de trás - resvalou-se brutalmente durante o impacto e bateu no banco à sua frente, causando uma hemorragia interna e quebra de ossos (bacia e braço). Diana foi transportada para o Hospital Pitié-Salpêtrière, onde, apesar das inúmeras tentativas de reanimação cardio-respiratória, morreu às 4 da madrugada. O seu funeral, em 6 de Setembro de 1997, foi assistido por volta de dois mil milhões de pessoas em todo o mundo.
Fonte: Wikipédia. 
 

.............................................................

Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (7)
Domingo, 26 de Agosto de 2007

O Fado de Coimbra

 
O Fado é um estilo musical português. Geralmente é cantado por uma só pessoa (fadista) e acompanhado por guitarra clássica (nos meios fadistas denominada viola) e guitarra portuguesa.
 
Muito ligado às tradições académicas da respectiva Universidade, o fado de Coimbra é exclusivamente cantado por homens e tanto os cantores como os músicos usam o traje académico: calças e batina pretas, cobertas por capa de fazenda de lã igualmente preta. Canta-se à noite, quase às escuras, em praças ou ruas da cidade. Os locais mais típicos são as escadarias do Mosteiro de Santa Cruz e da Sé Velha. Também é tradicional organizar serenatas, em que se canta junto à janela da casa da dama que se pretende conquistar.
 
O fado de Coimbra
é acompanhado igualmente por uma guitarra portuguesa e uma guitarra clássica (também aqui chamada “viola”). No entanto, a afinação e a sonoridade da guitarra portuguesa são, em Coimbra, completamente diferentes das do fado de Lisboa.
 
Temas mais glosados: os amores estudantis, o amor pela cidade e pela boémia e a referência irónica e crítica à disciplina e ao espírito conservador dos professores e das lições. Dos cantores ditos “clássicos”, destaques para Augusto Hilário, António Menano, Edmundo Bettencourt.
 
No entanto, nos anos 50 do Século XX iniciou-se um movimento que levou os novos cantores de Coimbra a adoptar a balada e o folclore. Começaram igualmente a cantar grandes poetas, clássicos e contemporâneos, como forma de resistência à ditadura de Salazar. Neste movimento destacaram-se nomes como Adriano Correia de Oliveira e José Afonso (Zeca Afonso), que tiveram um papel preponderante na autêntica revolução operada desde então na Música Popular Portuguesa.
 
No que respeita à guitarra portuguesa, Artur Paredes revolucionou a afinação e a forma de acompanhamento do fado de Coimbra, associando o seu nome aos cantores mais progressistas e inovadores. (Artur Paredes foi pai de Carlos Paredes, que o seguiu e que ampliou de tal forma a versatilidade da guitarra portuguesa que a tornou um instrumento conhecido em todo o mundo.)
 
Fado Hilário, Do Choupal até à Lapa, Balada da Despedida (“Coimbra tem mais encanto, na hora da despedida”, os primeiros versos, são mais conhecidos do que o título), O meu menino é d’oiro, Samaritana – são alguns dos mais conhecidos fados de Coimbra.
 
Curiosamente, não é um fado de Coimbra, mas uma canção, o mais conhecido tema falando daquela cidade: Coimbra é uma lição, que teve um êxito assinalável em todo o mundo com títulos como Avril au Portugal ou April in Portugal.

Fonte: Wikipédia. 





O Fado de Coimbra - À Capella
Coimbra menina e moça
 
O "À Capella", lugar de culto do fado de Coimbra,
fica localizado no centro histórico da cidade de Coimbra, inserido na Capela de Nossa Senhora da Vitória (Séc. XIV).

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (13)
Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007

Harpa

 
Uma harpista tocando harpa

Uma harpista tocando harpa

Clique aqui para ampliar a imagem




A harpa, juntamente com a flauta, é um dos instrumentos mais antigos. Teria tido origem nos arcos de caça que faziam barulho ao roçarem na corda. Ela é sempre triangular, lembrando um arco de caça. Tem-se conhecimento através de fábulas épicas, poesias e trabalhos de arte, que as harpas existiam séculos antes de Cristo, na Babilónia e Mesopotâmia. Foram encontrados desenhos de harpas na tumba do Faraó Egípcio Ramsés III (1198-1166 a.C.), em esculturas da Grécia antiga e em cavernas do Iraque que datam desde 2900 a.C.
 
Durante o crescimento do islamismo, durante o século VIII, a harpa viajou do norte da África até à Espanha e rapidamente se espalhou pela Europa. Em torno de 1720 foi inventada a harpa com pedais, um desenvolvimento muito importante para o instrumento. Acredita-se que tenha sido inventada por Celestin Hochbrücker, tendo sido aperfeiçoada mais tarde pelo francês Érard em 1810.
 
Entre os maiores harpistas, pode citar-se Nicolas Bochsa (Montmedy France 1789 - Sydney Austrália 1856). A sua vida foi uma sequência de aventuras romanescas.
 
A harpa rudimentar já era conhecida pelos caldeus, egípcios, gregos e romanos e até hoje representa um importante papel na cultura de alguns povos africanos da região do Saara, especialmente os Bwiti.
Fonte: Wikipédia. 
 


.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (7)
Sábado, 18 de Agosto de 2007

Satélite natural: FOBOS

 
Fobos (satélite do planeta Marte)

Fobos (satélite do planeta Marte)

Clique aqui para ampliar a imagem




Fobos é uma das duas luas de Marte e tem um diâmetro equatorial de 26 km. É a maior e a mais próxima lua de Marte. Fobos foi descoberto, faz hoje 130 anos, por Asaph Hall em 18 de Agosto de 1877, justamente 6 dias após a descoberta do seu parceiro Deimos.
 
Fobos é, em todo o Sistema Solar, o satélite que orbita mais próximo do planeta-mãe: menos de seis mil quilómetros acima da superfície marciana. Encontra-se, por isso, abaixo da órbita síncrona para Marte. Por esse motivo, a sua órbita vai descendo a um ritmo de 1,8 m por século. Assim, dentro de 50 milhões de anos, pode ocorrer uma de duas coisas: ou Fobos se despenha sobre Marte ou, o que é mais provável, antes que isso aconteça as forças gravitacionais destruirão o satélite criando um anel à volta de Marte.
 
Os astrónomos supõem que o satélite era provavelmente um asteróide que foi capturado pela força de gravidade do planeta. A outra lua, Deimos, e também algumas luas de Neptuno, acredita-se também que eram asteróides que foram capturados.
Fonte: Wikipédia. 
 

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (5)
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2007

Vítima do Muro de Berlim

 
Peter Fechter

Peter Fechter

 
Texto inscrito no monumento a Peter Fechter

Texto inscrito no monumento a Peter Fechter



Peter Fechter (14 de Janeiro de 1944 – 17 de Agosto de 1962) era um pedreiro do Leste de Berlim, que aos 18 anos se tornou numa das primeiras e provavelmente a mais famosa vítima do Muro de Berlim. Faz hoje 45 anos que, ao tentar atravessar a fronteira entre as duas Alemanhas, na rua Zimmertrasse, ele foi alvejado pelas costas e morreu de hemorragias, sem que os guardas de fronteira da parte ocidental pudessem socorrê-lo.

O Muro de Berlim  foi construído na madrugada de 13 de Agosto de 1961, dele faziam parte 66,5 km de gradeamento metálico, 302 torres de observação, 127 redes metálicas electrificadas com alarme e 255 pistas de corrida para ferozes cães de guarda. Este muro provocou a morte a 80 pessoas identificadas, 112 ficaram feridas e milhares aprisionadas nas diversas tentativas de o atravessar.
Fonte: Wikipédia. 
 

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (5)
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2007

Carrilhão

 
Teclado de Carrilhão

Teclado de Carrilhão

 
Uma das torres dos carrilhões de Mafra

Uma das torres dos carrilhões de Mafra

Clique aqui para ampliar a imagem




Um carrilhão é um instrumento musical de percussão; é formado por um teclado e por um conjunto de sinos de tamanhos variados, controlados pelo teclado. Os carrilhões são normalmente alojados em torres de igrejas ou conventos e são dos maiores instrumentos do mundo.
 
Os carrilhões apareceram no século XV na Flandres quando os construtores de sinos conseguiram aperfeiçoar a sua arte de modo a conseguirem que cada sino reproduzisse um tom exacto. A maior concentração de carrilhões antigos situa-se na Bélgica, Holanda e nas regiões do norte da França, Alemanha e Polónia, onde eram colocados como símbolos de orgulho das cidades mais ricas e como demonstração do seu status.
 
Como cada nota é produzida por um único sino, a amplitude musical do carrilhão é determinada pelo número de sinos que este possui. Com menos de 23 sinos (2 oitavas), o instrumento não é considerado um verdadeiro carrilhão. Em média, os carrilhões têm 47 sinos (4/5 oitavas), enquanto os maiores possuem 77 sinos (6 oitavas).
 
Sentado numa cabine por baixo do carrilhão, o carrilhonista pressiona as teclas com a mão protegida ou com o pulso. As teclas accionam alavancas e fios que ligam directamente aos badalos dos sinos; tal como no piano, o carrilhonista pode fazer variar a intensidade da nota de acordo com a força aplicada na pressão da respectiva tecla. Em conjunto com as teclas manuais, os sinos maiores possuem também pedais que oferecem a possibilidade das notas graves serem tocadas de duas maneiras diferentes.
 
Outro tipo de carrilhão é o Carrilhão Sinfónico ou de Orquestra. Estes carrilhões são formados por tubos ocos de diferentes tamanhos, soando diferentes alturas de notas. Os carrilhões são dispostos no sentido vertical, pendurados de maneira gradual, de acordo com os seus tamanhos. A batida no carrilhão é feita através de uma baqueta, batendo esta baqueta na extremidade superior do carrilhão. Os sons destes carrilhões assemelham-se muito a sinos de igrejas. Usado na orquestra para produzir efeitos especiais.
 
 
Portugal
 
 
Em Portugal existem vários carrilhões. Dois no Palácio Nacional de Mafra, outro na torre da Igreja dos Clérigos no Porto, outro na torre da Sé Catedral de Leiria e em Alverca na Igreja da Paróquia de S. Pedro de Alverca.
 
Sé de Braga
 
O primeiro carrilhão da Sé de Braga foi inaugurado no século XVII. Ao longo dos séculos, os Arcebispos de Braga acrescentaram novos sinos, tornando o carrilhão da Sé de Braga num dos maiores de Portugal. Em 1996 substituiriam-se 23 sinos. Os sinos retirados ao longo do tempo da Sé de Braga e das Igrejas de Braga estão reunidos no Tesouro Museu da Sé Catedral, que contabiliza mais de 200 sinos.
 
Mafra
 
Os carrilhões do Convento de Mafra são uns dos mais antigos da Europa. Foram mandados construir em 1730 em Antuérpia na Bélgica por D. João V que por ter achado o preço barato, mandou construir dois. Cada carrilhão é composto por 57 sinos, pesando o maior cerca de 10 mil quilos e o conjunto, mais de 200 toneladas.
 
Porto
 
O Carrilhão da Torre dos Clérigos é composto por 49 sinos.
 
Leiria
 
O carrilhão da Sé de Leiria foi inaugurado no dia 14 de Novembro de 2004. Juntamente com este carrilhão foi adquirida uma consola (teclado) que produz o som electronicamente e que serve os alunos da primeira escola de carrilhão de Portugal, nas instalações do Seminário Diocesano de Leiria, a funcionar desde de Dezembro de 2004. É professor o já afamado carrilhionista de Mafra, Abel Chaves.
 
Alverca
 
Ao contrário do Carrilhão de Mafra, o Carrilhão dos Pastorinhos em Alverca é, com certeza, o mais novo do mundo. Foi inaugurado no dia 1 de Maio de 2005, tendo sido começado a construir em 2002. É composto por 69 sinos, sendo por isso, o segundo maior da Europa mas prevê-se que venha a ter 72.
Fonte: Wikipédia. 
 

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (3)
Domingo, 12 de Agosto de 2007

Miguel Torga no Casino da Figueira da Foz

 
Miguel Torga




"Cem anos do seu nascimento:
 
Miguel Torga lembrado no Casino

 
 
Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia Rocha, nasceu em São Martinho de Anta a 12 de Agosto de 1907 e morreu em Coimbra a 17 de Janeiro de 1995. Foi um dos mais importantes escritores portugueses do século XX.
 
O Casino Figueira assinala este domingo os cem anos do nascimento do escritor com um jantar cultural, a partir das 20h.30m.
 
Os clubes rotários do Baixo Mondego (Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz) irão falar de Torga. Irá haver poesia e música no âmbito da vida e obra de Torga e também intervenções de José Carlos Seabra Pereira, docente universitário na Faculdade de Letras de Coimbra e do advogado e escritor António Arnaut.
 
A sessão será presidida pelo governador rotário do distrito 1970, Bernardino da Costa Pereira. Para a manhã de domingo está prevista a distribuição de poesia de Torga aos banhistas, em plena praia da Figueira, com a colaboração do Instituto Superior Miguel Torga.
 
Para o administrador do Casino Figueira, Domingos Silva, a iniciativa "é mais um serviço prestado à cultura da zona do Baixo Mondego".
 
O jantar, com gastronomia típica do norte alentejano, é aberto ao público em geral, ao preço individual de 25 euros.
 
 
A vida de Torga
 
Filho de gente humilde do campo do concelho de Sabrosa (Alto Douro), frequentou brevemente o seminário, e emigrou para o Brasil em 1920, com doze anos, para trabalhar na fazenda do tio, na cultura do café. O tio apercebe-se da sua inteligência e patrocina-lhe os estudos liceais, em Leopoldina. Distingue-se como um aluno dotado. Em 1925 regressa a Portugal. Em 1927 é fundada a revista Presença de que é um dos colaboradores desde o início. Em 1928 entra para a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e publica o seu primeiro livro, "Ansiedade", de poesia. É bastante crítico da praxe e tradições académicas, e chama depreciativamente "farda" à capa e batina, mas ama a cidade de Coimbra, onde viria também a exercer a sua profissão de médico a partir de 1939 e onde escreve a maioria dos seus livros. Em 1933 concluiu a formatura em Medicina, com apoio financeiro do tio do Brasil. Exerceu no início nas terras agrestes trasmontanas, de onde era originário e que são pano de fundo da maior parte da sua obra.
 
A obra de Torga tem um carácter humanista: criado nas serras transmontanas, entre os trabalhadores rurais, assistindo aos ciclos de perpetuação da Natureza, Torga aprendeu o valor de cada homem, como criador e propagador da vida e da Natureza: sem o homem, não haveria searas, não haveria vinhas, não haveria toda a paisagem duriense, feita de socalcos nas rochas, obra magnífica de muitas gerações de trabalho humano. Ora, estes homens e as suas obras levam Torga a revoltar-se contra a Divindade Transcendente a favor da imanência: para ele, só a humanidade seria digna de louvores, de cânticos, de admiração: (hinos aos deuses, não/os homens é que merecem/que se lhes cante a virtude/bichos que cavam no chão/actuam como parecem/sem um disfarce que os mude).
 
Para Miguel Torga, nenhum deus é digno de louvor: na sua condição omnisciente é-lhe muito fácil ser virtuoso, e enquanto ser sobrenatural não se lhe opõe qualquer dificuldade para fazer a Natureza - mas o homem, limitado, finito, condicionado, exposto à doença, à miséria, à desgraça e à morte é também capaz de criar, e é sobretudo capaz de se impor à Natureza, como os trabalhadores rurais transmontanos impuseram a sua vontade de semear a terra aos penedos bravios das serras. E é essa capacidade de moldar o meio, de verdadeiramente fazer a Natureza mau grado todas as limitações de bicho, de ser humano mortal que, ao ver de Torga fazem do homem único ser digno de adoração. Considerado por muitos como um avarento de trato difícil e carácter duro, foge dos meios das elites pedantes, mas dá consultas médicas gratuitas a gente pobre e é referido pelo povo como um homem de bom coração e de boa conversa. Foi o primeiro vencedor do Prémio Camões.
"
 
Fonte: Jornal "O Figueirense", edição nº. 5520, de 10-08-2007
 
.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (8)
Sábado, 11 de Agosto de 2007

Duas "LUAS"... ???

 
Têm circulado mail's com a seguinte "notícia":
 
"Duas Luas no dia 27 de Agosto. Todo o Mundo está à espera. O Planeta Marte será o mais brilhante no início da noite. Parecerá tão grande quanto a Lua cheia (...)."
 
 
Esta notícia não é verdadeira!...
Do amigo C.Martins, entendido em astronomia, ao qual agradeço, recebi o seguinte esclarecimento:
 
 
"Como tenho sido bombardeado com as duas Luas, quer por mail's quer por telefone, lembrei-me se não seria interessante falar nisto no seu blog....
 
Marte fica mais próximo da Terra quando a posição dos dois planetas de frente um para o outro (em oposição) do mesmo lado do Sol, é óbvio, coincide com a aproximação das respectivas órbitas.
Ora, nem isso acontece em Agosto. As órbitas estiveram mais próximas há cerca de um mês e a oposição só se dará lá para Outubro / Novembro quando as órbitas já estarão mais afastadas.
Mesmo em 2003 (quando o meu amigo andou de "nariz no ar" à procura de Marte), nessa altura sim, estiveram excepcionalmente próximos. Ainda se lembrará que o seu tamanho aparente nada tinha a ver com o da Lua.
 
Vejamos então os tamanhos com uma experiência fácil:
 
Com uma máquina fotográfica munida de uma tele-objectiva, digamos de 500mm, tiremos uma foto à Lua, outra a Vénus, a Júpiter e a MARTE. Os diâmetros angulares aparentes, são, em finais de Agosto:
 
Lua: meio grau;

Vénus: 59" (quase um minuto);
Júpiter: 35" (pouco mais de meio minuto); 
Marte: 8"!!!!

 
Daqui se pode concluir que depois da Lua a pinta mais brilhante será Vénus, a seguir Júpiter e só depois Marte, uma pintinha.
 
Então na nossa foto teríamos:
 
Lua com 5 mm (meio centímetro);
Vénus com 0.16 mm;
Júpiter com 0.10 mm
MARTE com 0.02 mm.
 
Enfim, não consigo perceber como estas notícias aparecem, pois para a maioria das pessoas o mais provável é acabarem por dar cabo do pescoço e não chegarem a encontrar Marte (se não souberem onde ele está, por informação paralela e mesmo assim teriam de "conhecer" suficientemente o céu)."

 

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (4)
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

Em tempo de férias...

 
O Voyager of the Seas da Royal Caribbean International

O Voyager of the Seas da Royal Caribbean International

Clique aqui para ampliar a imagem




Navios Cruzeiros são viagens de prazer em barcos ou navios de luxo.Geralmente são feitos em rotas marítimas agradáveis e muito procuradas pelos viajantes e turistas nos seus períodos de férias. Os navios de cruzeiros oferecem muito conforto, luxo e inúmeros atractivos. Durante as viagens existem festas quase que diariamente, cada uma de motivos diferentes para que se tornem mais animadas. Muitos navios de cruzeiros possuem casinos a bordo e estes tornam-se um grande atractivo. Nestas viagens a comida é excelente, abrangendo um cardápio sofisticado, multinacional e extremamente variado.
 
Actualmente os navios de cruzeiro podem transportar até 4.000 passageiros em cabines amplas e confortáveis. Um dos navios cruzeiros mais famosos é o Freedom of the Seas, que pertence a Royal Caribbean International (empresa de cruzeiros turísticos norueguesa e norte-americana, com sede na cidade de Miami nos Estados Unidos).
 
O Freedom of the Seas (Liberdade dos Mares) é considerado o maior navio cruzeiro já construído no mundo, superando o RMS Queen Mary 2 nos quesitos tonelagem e largura. Possui 339 metros de comprimento e 56 de largura, pesa 158 mil toneladas e transporta até 4.370 hóspedes, que são servidos pelos 1.360 tripulantes. No total, pode levar 5.730 pessoas. Foi construído na Finlândia. Os seus vinte e um pavimentos (pontes) comportam vários bares, restaurantes, um parque aquático, dois campos de ténis, campo de golfe, parede para escalada, simulador de ondas, um centro comercial e conta com 2 elevadores panorâmicos e cabines que chegam a alojar vinte pessoas.
 
O "France" foi um dos maiores navios de cruzeiros construídos nos tempos modernos. Transportava mais de 2.000 passageiros. Decorado com extremo luxo e bom gosto, tinha nos seus salões obras de arte de artistas contemporâneos famosos. Por dar prejuízo deixou de navegar alguns anos após ao seu lançamento.


BOAS FÉRIAS !... Conforme a possibilidade de cada um.....

 

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (8)
Sábado, 4 de Agosto de 2007

Segundo (unidade de tempo)

 
Um relógio com o ponteiro de segundos



O segundo é uma unidade de medida angular usada também para medir intervalos tempo. Teoricamente o segundo deve ser o tempo que um raio de sol a pino leva para riscar a distância de 1/86400 da circunferência terrestre ou seja 462.962 metros na linha do equador. Em 1818, juntamente com o metro, passou a ser uma unidade padrão no Sistema Internacional de Unidades (SI).
 
Historicamente o segundo era entendido como 1/86400 de um dia solar médio (ou 1/3600 de uma hora, ou 1/60 de um minuto), sendo assim definido em relação às dimensões e à rotação da Terra.
 
No entanto entendeu-se que a rotação terrestre era demasiadamente imprecisa e por isso se optou por usar uma fracção da revolução da Terra em torno do Sol, definindo-se (em 1954 e ratificado em 1960 pela 11ª Conferência Geral de Pesos e Medidas) o segundo como 1/31.556.925,9747 do tempo que levou a Terra a girar em torno do Sol a partir das 12 horas do dia 4 de Janeiro de 1900.
 
Com o desenvolvimento de relógios atómicos, decidiu-se usar estes para a definição de segundo, em detrimento da órbita terrestre em torno do Sol.
 
Actualmente, o segundo é definido em termos da radiação característica de um átomo de 133Cs (Césio 133), que é empregado em relógio atómico.
 
"O segundo é a duração de 9.192.631.770 períodos da radiação correspondente à transição entre dois níveis hiperfinos do estado fundamental do átomo de césio 133."
 
1s
= 9.192.631.770 períodos da radiação característica do 133Cs.


Múltiplos e submúltiplos
  • Um microssegundo é uma unidade de tempo do SI igual a um milionésimo (10-6) de segundo. É frequentemente usado para medir coisas como reacções químicas e atómicas, que ocorrem normalmente em intervalos imperceptíveis de tempo.
  • O uso do nanossegundo é muito comum, especialmente na área de telecomunicações, pulsos de lasers e algumas áreas da electrónica. Em 1 ns, a luz percorre exactos 29,9792458 cm no vácuo (pela definição do metro). Mas a velocidade da luz é menor quando dentro de materiais, indicado por um índice de refracção maior que 1. Assim, no ar (1,003), a luz viaja 29,89 cm em 1 ns, mas percorre "apenas" 22,54 cm na água (1,33) cada nanossegundo.
  • As ondas de luz visível oscilam com períodos em torno de 1 femtossegundo - (fs) é uma unidade de medida de tempo. Corresponde a 10 elevado a menos 15, ou seja, um milionésimo de um bilionésimo de segundo).
Fonte: Wikipédia. 
 

.............................................................
Publicado por: Praia da Claridade às 00:00
Link do post | comentar | ver comentários (5)

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites