Domingo, 23 de Abril de 2006

William Shakespeare

 
William Shakespeare
 
 
 

William Shakespeare (Stratford-Avon, 23 de Abril de 1564 - Stratford-Avon, 23 de Abril de 1616), dramaturgo e poeta inglês. É considerado por muitos, o mais importante autor da língua inglesa e um dos mais influentes do mundo ocidental. Os seus textos e temas permaneceram vivos até aos nossos dias, sendo revisitados com frequência pelo teatro, televisão, cinema e literatura.
 
 
Biografia
 
Embora a sua data de nascimento seja desconhecida, admite-se a de 23 de Abril de 1564 com base no registo do seu baptizado, a 26 do mesmo mês, devido ao costume, à época, de se baptizarem as crianças três dias após o nascimento.
 
Terceiro filho de oito, havidos por John Sakespeare, um comerciante de lãs, e Mary Arden, filha de um rico proprietário de terras, foi o filho mais velho, de sexo masculino, do casal.
 
Desde o início dos seus estudos demonstrou grande interesse pela literatura e pela escrita.
 
Em 1582, aos 18 anos de idade, casou-se com Anne Hathaway, uma mulher de 26 anos, que se encontrava grávida. O casal teve uma filha, Susanna e, dois anos após, os gémeos Hamnet e Judith.
 
Por volta de 1588 mudou-se para Londres, onde, em 1592 já fazia sucesso como actor e dramaturgo. Entretanto, as suas poesias, e não as suas peças, é que eram aclamadas pelo público. Isso se deveu ao facto de que, entre 1592 e 1594, por 21 meses, os teatros londrinos foram obrigados a fechar em virtude da peste que então grassava na cidade. Nesse período, foram publicados Vénus e Adónis (1593) e O Rapto de Lucrécia (1594), que juntamente com os seus Sonetos (cerca de cento e cinquenta), tornaram-no famoso por explorar os aspectos do amor.
 
Começou a escrever a sua primeira peça, a Comédia dos Erros, em 1590, terminando-a quatro anos depois, época em que ingressou na Companhia de Teatro de Lord Chamberlain, que possuía um excelente teatro em Londres. Desde então escreveu mais de trinta e oito peças, divididas entre comédias, tragédias e peças históricas. Além de fama, esses escritos trouxeram-lhe riqueza, uma vez que era sócio da companhia teatral. Jamais publicou as suas peças, uma vez que, como a dramaturgia, não era bem paga, Shakespeare preferia que as mesmas fossem representadas. Com os recursos percebidos, adquiriu uma casa em Stratford, propriedades e uma casa em Londres.
 
Neste período, o contexto histórico favorecia o desenvolvimento cultural e artístico, pois a Inglaterra vivia os tempos de ouro sob o reinado da rainha Elisabeth I. O teatro deste período, conhecido como teatro elisabetano, foi de grande importância.
 
No ano de 1610, retornou para Stratford, sua cidade natal, onde escreveu a sua última peça, A Tempestade, terminada somente em 1613. O maior dramaturgo de todos os tempos faleceu, em 23 de Abril de 1616, de causa ainda não identificada pelos historiadores.
 
 
Principais obras
 
Comédias
 
-  O Mercador de Veneza
-  Sonho de uma noite de verão
-  A Comédia dos Erros
-  Os dois fidalgos de Verona
-  Muito barulho por coisa nenhuma
-  Noite de reis
-  Medida por medida
-  Conto do Inverno
-  Cimbelino
-  Megera Domada
-  A Tempestade
 
 
Tragédias
 
-  Tito Andrónico
-  Romeu e Julieta
-  Júlio César
-  Macbeth
-  António e Cleópatra
-  Coriolano
-  Timon de Atenas
-  O Rei Lear
-  Otelo
-  Hamlet
 
 
Dramas Históricos
 
-  Henrique IV
-  Ricardo III
-  Henrique V
-  Henrique VIII
 
 
Visão geral da obra
 
Como dramaturgo, escreveu não só algumas das mais marcantes tragédias da cultura ocidental, mas também algumas comédias. Escreveu, além disso, 154 sonetos e vários poemas de maior dimensão. A habilidade de Shakespeare em ultrapassar as fronteiras puramente narrativas das suas obras, penetrando de uma forma incisiva nos aspectos mais íntimos da natureza humana, granjeou-lhe uma fama e um prestígio que o tornam um dos mais brilhantes génios universais; a sua obra influenciou artistas de praticamente todas as regiões do planeta, pelo seu carácter intrinsecamente universal: as suas tragédias são facilmente transponíveis para qualquer outra cultura. Pensa-se que terá escrito a maior parte das suas obras de 1585 a 1610, ainda que as datas exactas não sejam conhecidas com precisão.
 
Os textos de Shakespeare fizeram e ainda fazem sucesso, pois tratam de temas próprios dos seres humanos, independente do tempo histórico. Amor, relacionamentos afectivos, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos, relacionados a condição humana, são constantes nas obras deste escritor.
 
 
Especulações quanto à sua identidade
 
Alguns pesquisadores e curiosos acreditam que não foi William Shakespeare o autor das obras a ele atribuídas. Tal crença, porém, não faz parte da cultura oficial, sendo por muitas vezes discutidas no contexto de fóruns alternativos sem nenhum apoio científico ou racional.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicado por: Praia da Claridade às 00:05
Link do post | comentar
5 comentários:
De jo a 23 de Abril de 2006 às 11:23
Tenho andado por longes paragens e nõ te tenho dito nada nem visitado, mas pode ser k agora o mar fique menos agitado. Shakespeare, que alguns dizem, não ter sido ele a escrever as peças, mas cham ele o k se chame é incontornável.
Abraço


De jo a 23 de Abril de 2006 às 11:23
Tenho andado por longes paragens e nõ te tenho dito nada nem visitado, mas pode ser k agora o mar fique menos agitado. Shakespeare, que alguns dizem, não ter sido ele a escrever as peças, mas cham ele o k se chame é incontornável.
Abraço


De soaresesilva a 23 de Abril de 2006 às 16:38
Li tudo o que podia de Shakespear, infelizmente em tradução porque o meu inglês não dá para o entender no original.
As suas tragédias, que é o que conheço melhor, continuam actuais porque o hoemem, afinal, não mudou muito...


De jo a 23 de Abril de 2006 às 20:49
Tenho andado por longes paragens e nõ te tenho dito nada nem visitado, mas pode ser k agora o mar fique menos agitado. Shakespeare, que alguns dizem, não ter sido ele a escrever as peças, mas cham ele o k se chame é incontornável.
Abraço


De y_lune a 25 de Abril de 2006 às 01:36
Belíssima escolha para festejar o 'Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor'!

abrs


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites