Quarta-feira, 12 de Abril de 2006

Amora-silvestre

 
Para quem não teve paciência para ler o meu post anterior...
ofereço umas amoras...
 
Amoreira silvestre (silva), com amoras em estados de maturação diversos

Amoreira silvestre (silva), com amoras em estados de maturação diversos


As amoras-silvestres são o fruto (pseudobaga) de arbustos (amoreira-silvestre) do género Rubus, vulgarmente designados como silvas, da família das rosáceas. As plantas crescem até 3 metros. Os frutos são usados pelo ser humano para a composição de sobremesas, compotas e, por vezes, vinho. São muitos os tipos do que é vulgarmente designado como "amora" - incluindo muitas cultivares híbridas, com mais de duas espécies ancestrais. Por vezes, os termos são usados em inglês, com a terminação "berry", já que em português existe uma certa confusão na atribuição de nome a estas espécies.
 
A cultivar Marionberry nasceu do cruzamento entre a amora tipo Olallieberry e o tipo Chehalem, de modo a conjugar as qualidades organolépticas dos dois tipos de fruta. A Olallieberry, por sua vez, resulta do cruzamento das amoras-framboesas com youngberry (que, por sua vez, resulta do cruzamento de amoras-pretas com amoras-silvestres).
 
A amoreira-silvestre é composta por longos caules curvos, com espinhos curtos, levemente encurvados e aguçados. Quando os caules tocam no chão ganham frequentemente raízes laterais, dando origem a um novo pé de silva (reprodução assexuada), tornando-se uma espécie invasora persistente, colonizando vastas áreas por longos períodos. Tolera facilmente solos pobres, sendo uma das primeiras plantas a colonizar baldios e terrenos de construção abandonados. As suas folhas são palmadas, em trifólio (o limbo está dividido em três, ainda que se encontrem também divididas em cinco). As flores brancas ou rosadas, florescem de Maio a Agosto (no hemisfério norte), dando, após a frutificação, as amoras de uma cor vermelha e, depois, negra.
 
A amora silvestre é designada como pseudobaga já que é, de facto, um fruto agregado, constituído pela reunião de diversas drupas.
 
Drupa é um tipo de fruto carnoso, com apenas uma semente. Certos autores restringem ainda mais o termo a apenas frutos carnosos com uma semente, sendo esta aderida ao endocarpo de maneira que só pode ser separada mecanicamente. O exemplo mais famoso deste tipo de fruto, em ambos os conceitos, é o abacate.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

sinto-me: Num arbusto com amoras...
Publicado por: Praia da Claridade às 00:05
Link do post | comentar
7 comentários:
De Bárbara Vale-Frias a 12 de Abril de 2006 às 03:26
Muito obrigada, Filipe, pelas palavras simpáticas deixadas no que resta do Sublimações.

Precisava de o encerrar pois, de outro modo, não conseguia avançar para um novo projecto.

Brevemente, darei notícias.

Quanto a este post, devo dizer que adoro amoras! :)

Pseudobaga? Desconhecia!


De Dalva a 12 de Abril de 2006 às 11:15
oi Filipe..estou aqui na Alemanha e cada dia é um novo desafio.. para quem vive do outro lado do oceano..! Desafio, porém, faz parte da nossa rotina.. näo é? Vou contando as novidades no blog..um forte abraco e obrigada pela visita..Meu tempo de net é menor por aqui... rsrs


De Dalva a 12 de Abril de 2006 às 11:15
oi Filipe..estou aqui na Alemanha e cada dia é um novo desafio.. para quem vive do outro lado do oceano..! Desafio, porém, faz parte da nossa rotina.. näo é? Vou contando as novidades no blog..um forte abraco e obrigada pela visita..Meu tempo de net é menor por aqui... rsrs


De soaresesilva a 12 de Abril de 2006 às 12:45
Gosto muito de amoras mas nunca elas me souberam tão bem quando, na minha infância, corríamos pelos campo e íamos comendo as amoras que apareciam nas bermas dos caminhos.


De Paola Vannucci a 12 de Abril de 2006 às 14:12
Confesso que realmente litudo sobre o post abaixo, mas em partes, o que mais me interessou foi a parte de história, mas li tudinho, tenho o hábito de ler algo até o final....... Muito interessante suas postagens, se milhas filhas precisarem de alguma pesquisa escolar prometo virei aqui, hahahahahahahahahaha





Amo amoras, principalmente as geléias, bem que vc poderia mandar umas compotas pelo correio aí da Figueira, hahahahahahaahahahahahaa, vc já leu o Aloha??? Está atrasado com o romance.....

Beijos

PAola


De Sindarin a 12 de Abril de 2006 às 21:11
Olá Filipe! Amoras...Hummmm! k bom. Vim apanhar um pouco de ar fresco na tua praia e agradecer o teu comentário tb, mas depois sentei-me à beira-mar a comê-las (às amoras, claro!) a língua portuguesa...Deixo-te um beijinho grande e se soubesse k estavas no campo teria ido fazer-te companhia.


De princesadomar a 13 de Abril de 2006 às 20:52
Faz-me lembras quando casei e fui para a terra do meu marido , tinha cabelos compridos e a ganancia era tão grande com as amoras pelo caminho fora da quinta que eu embrunhei-me toda nas silvas , tiveram que me cortar um bom bocado do cabelo .Ai que saudades .
Beijo


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites