Segunda-feira, 25 de Abril de 2005

Dia da Liberdade

Dois testemunhos, de gente nova...

Dia da Liberdade

Os Cravos da Liberdade

Há muitos anos atrás, havia um país muito bonito, mas, onde as pessoas viviam tristes e cheias de medo. Elas, quando se encontravam na rua ou nos cafés, falavam baixinho...parecia haver um segredo terrível que as assustava e que não podiam revelar.
Os visitantes de outros países, apercebiam-se que aquele povo era infeliz, porque lhe haviam roubado um Tesouro – a Liberdade. Para elas, viver sem Liberdade, era como sufocar...
Os amigos estrangeiros, achavam que como nos seus países, estas pessoas tinham direito à Liberdade, assim como ao ar que respiravam. Deveriam poder fazer o que quisessem, desde que não fizessem mal a ninguém.
No país das pessoas tristes, havia polícias em todo o lado que, as controlavam e proibiam de contar o seu segredo, de dizer o que pensavam e sentiam. Se fossem descobertas, poderiam ser presas, torturadas ou até mortas. Esses polícias até abriam as cartas das pessoas e ouviam as suas conversas, para saberem os seus pensamentos e as suas opiniões.
Os meninos deste país, também não podiam ler o que quisessem, ou ouvir algumas músicas e, nem sequer podiam beber Coca-Cola, porque era proibido (não se sabia porquê).
Os rapazes e as raparigas, tinham que andar em escolas separadas por muros e por grades. As raparigas não podiam vestir calças, nem andar sem meias ou usar mini-saia porque também era proibido.
Quando cresciam, os rapazes eram mandados para guerras em países distantes e obrigados a matar pessoas que nunca lhes haviam feito mal. Muitos morreram e outros regressaram loucos e deficientes.
No País das Pessoas Tristes, também não se podia votar noutros governantes e, assim, escolher outras pessoas que acabassem com todas as coisas más e lhes devolvessem a Liberdade.
Os visitantes estrangeiros, depois de saberem este segredo terrível, ficaram igualmente amedrontados e com receio de serem vigiados e presos. Só então compreenderam, a importância da Liberdade que havia nos seus países.
Um dia, as pessoas deste País triste e assustado resolveram reconquistar o Tesouro que lhes tinham tirado.
Foram os soldados que pegaram nas suas espingardas e canhões, para arrancar o Tesouro aos ladrões.
Toda a gente saiu para as ruas cantando e gritando: - Viva a Liberdade! Colocaram-se cravos vermelhos e brancos nas varandas e nas espingardas dos soldados. Os presos foram libertados, os soldados regressaram das guerras e as pessoas que tinham fugido do País, voltaram muito felizes.
Esta Revolução, aconteceu no dia 25 de Abril do ano de 1974, no nosso País – Portugal – e este dia ficou conhecido para a História, como O Dia da Liberdade.
Todos os anos, comemoramos o 25 de Abril, para nos lembrarmos da importância da Liberdade na vida das pessoas e, da nossa responsabilidade, que consiste em
guardar e conservar este Tesouro tão precioso.

Manuel António Pina, “O tesouro” (adaptado)
http://www.eb1-lavandeira-vagos.rcts.pt/liber.htm
- Escola EB1 de Lavandeira-Vagos-Aveiro -



EU  e  o  25  de  ABRIL
- Andreia Ribeiro, - aluna nº 4, do 9º Ano B - 2003/04 -

Como só nasci em 1989, o pouco que sei do 25 de Abril foi o meu pai que me contou. 
O meu pai viveu o 25 de Abril e afirma que foi um momento único, um momento de liberdade e de festa para todos. 
Pelas suas opiniões devia ter sido espectacular e só foi pena eu não ter sido testemunha desse dia. 
Para dizer a verdade eu gostava de ter vivido esse dia... mas só esse.Porque, segundo testemunhos credíveis, os dias , meses e anos anteriores, isso não, obrigado ! 
Pelos vistos esses tempos anteriores ao 25 de Abril terão sido horríveis e dignos de serem esquecidos e nunca mais desejados. Só o facto de um país inteiro ter vivido como se estivesse numa prisão, deixa uma pessoa com a raiva à flor da pele. Não se podia falar nem sequer emitir opiniões contra o governo... seria injusto e, segundo o meu pai, era uma situação desesperante e até certo ponto de cariz mórbido e desumano. 
Por assim dizer ... dava a ideia que os portugueses viviam presos entre duas ou mais fronteiras, controlados a cada segundo, a cada minuto e a cada hora. Nem na nossa família, segundo parece, se podia confiar. 
Porque se dizia que a própria P I D E estendia os seus tentáculos para dentro de cada lar. Além de desumano era injusto, indecoroso, e daí à desonra era um pequeno passo, na via da destruição. Que tristeza ! Eu não sei se conseguiria aguentar a ideia de desconfiar que tinha um traidor na própria família ou dentro de casa. As duas coisas que eu mais prezo na vida. 
Se isso acontecesse acho que seria para a minha pessoa o próprio fim. 
Ainda quanto ao 25 de Abril tenho a dizer que eu gostaria de ser um daqueles soldados que libertaram o país e o povo. Acredito que todos os soldados que estiveram naquele dia na linha da frente - isto é - que deram ou arriscaram a vida pela conquista da liberdade hoje devem sentir-se orgulhosos do seu dever cumprido. Eu, no lugar deles, sentir-me-ia herói ! Mas, na impossibilidade de me sentir na pele de um soldado, ao menos gostaria de ter estado lá bem no meio do fogo da acção - no Largo do Carmo - onde o velho império salazarista caiu e onde nasceu um País Novo. 
Teria sido de igual modo uma alegria inesquecível !


"A Malta do Colégio Bartolomeu Dias"
http://www.portalcen.org/revistas/malta/002.htm
Publicado por: Praia da Claridade às 22:19
Link do post | comentar
1 comentário:
De Anónimo a 3 de Novembro de 2005 às 19:34
a Malta do Colégio Bartolomeu dias é a Malta de Santa Iria?
será que me poderiam responder para o e-mail
filobapt@hotmail.com
obrigadaFilomena
</a>
(mailto:filobapt@hotmail.com)


Comentar Artigo

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites