Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

António de Sousa Freitas

António de Sousa Freitas  (Buarcos, 1 de Janeiro de 1921  -  Lisboa, 30 de Junho de 2004),  poeta e letrista português, agraciado com o Prémio Antero de Quental, em 1950, e com o Prémio Camilo Pessanha, em 1958.

Biografia

Nascido em Buarcos,  concelho da Figueira da Foz,  a 1 de Janeiro de 1921 (embora no bilhete de identidade constasse sempre 5 de Janeiro, devido a um atraso no registo),  António de Sousa Freitas iniciou o seu percurso literário durante os tempos de estudante em Coimbra (1939-1942).

A sua passagem por Coimbra, onde nunca viria a completar o curso de Direito, ficou marcada pelas colaborações no jornal universitário "Via Latina", pela fundação da revista literária "Vértice" e do jornal humorístico "Poney" e pelas diversas tertúlias literárias na companhia de Fernando Namora, João José Cochofel, Joaquim Namorado, José Brandão, Pina Martins, Carlos Oliveira e Álvaro Feijó, entre outros.

Em 1940, António Sousa Freitas publicou o seu primeiro livro de poesia, "Anita", uma colectânea de poemas de amor dedicados à sua primeira namorada, considerado pelo autor como tendo pouco significado na sua vida literária.

Dez anos depois, em 1951, e já a viver em Lisboa, tornou-se Director de Serviços de Informação Médica num Laboratório de Especialidades Farmacêuticas, cargo que manteve até 1983.  Fruto dessa experiência, colaborou no jornal "Semana Médica" e  -  em parceria com Jorge Ferreira da Silva  -  fundou o jornal "Saúde", pertencente à Sociedade Semana Médica, do qual foi editor.

Entre 1952 e 1963 colaborou nos programas da Emissora Nacional  "Ouvindo as Estrelas" e "Canções de Portugal",  ambos com textos de sua autoria, e nos programas  "Poetas de Ontem e de Hoje" e "Novidades Literárias",  com texto e locução a seu cargo, no Rádio Clube Português.  Participou também em programas publicitários da Robbialac.

Entretanto, a 30 de Junho de 1954, tornara-se beneficiário da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA)  com o nome de António de Freitas, passando a cooperante a 16 de Maio de 1979.

Enquanto letrista, escreveu canções musicadas pelos maestros Joaquim Luís Gomes e Nóbrega e Sousa, e interpretadas por artistas como Simone de Oliveira, Maria de Lourdes Resende, Maria Clara, João Maria Tudela, António Calvário, Paulo Alexandre, Carlos do Carmo, Amália Rodrigues, João Braga, Ada de Castro, Maria da Fé, Sérgio Borges ou Marina Neves.

Na mesma área, integrou vários júris de Festivais da Canção, com David Mourão-Ferreira, Pedro Homem de Melo e outros nomes ligados à poesia e à música.

Em 1969, fundou o Gabinete Português de Medalhística, tendo sido grande impulsionador do coleccionismo nesta área em Portugal, o que é reconhecido tanto por coleccionadores como pelo próprio Estado.

Em 1985, foi agraciado com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique pelo então Presidente da República, General Ramalho Eanes.

Em 1990, António Sousa Freitas foi homenageado pela Câmara Municipal da Figueira da Foz por ser o autor da "Canção da Figueira", tendo sido colocada uma lápide com o seu nome no Casino Peninsular daquela cidade e recebido a Medalha de Mérito, em ouro.

Na sua terra natal, Buarcos, existe também uma rua baptizada com o seu nome.

António Sousa Freitas (que também assinou obras como A. Sousa Freitas, António de Sousa Freitas e António de Sousa), faleceu a 30 de Junho de 2004 no Hospital Pulido Valente, tendo sido cremado.

Bibliografia

*  Anita (1940)
*  Abordagem (1950) – Prémio Antero de Quental
*  Regresso (1951)
*  Poemas do Anjo e da Hora (1952)
*  Quatro Poemas de Natal (1954)
*  Aventura (1956)
*  África e Outros Poemas (1958) – Prémio Camilo Pessanha
*  Para o Amor o Silêncio – e Poemas Escolhidos (1961)
*  10 Poemas de Natal (1964)
*  Três Contos para o Natal (1965)
*  Longa Noite Novo Dia (1966)
*  Requiem por Todos Nós (1967)
*  Diário para Um Só Dia (1968)
*  Natal (1975)
*  10 Vilancetes para o Menino Jesus (1980)
*  Longa Noite Novo Dia (1982) [Título que inclui diversos livros do autor sobre o Natal]
*  Novamente Aventura (1994) [Antologia com poemas seleccionados de obras anteriores]
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


CANÇÃO DA FIGUEIRA DA FOZ
António Sousa Freitas / Nóbrega e Sousa
A Canção da Figueira da Foz ficou popularizada na voz de Maria Clara

Figueira, Figueira da Foz
Das finas areias
Berço de sereias
Procurando abrigo.

Estrelas, doiradas estrelas
Enfeitam o Mar
Que pede a chorar
Para casar contigo.

Figueira, e à noite o luar,
Deita-se a teu lado
A fazer ciúmes
Ao teu namorado.

E a Serra, que te adora e deseja,
Também sofre com a luz do Sol
Que te abraça e te beija.


----------------------
Uma nota curiosa:

António de Sousa Freitas, conjuntamente com Manuel Luís Goucha, têm laços familiares com a família da minha mulher.
Segundo me relataram, Manuel Luís Goucha era sobrinho de António de Sousa Freitas.
A minha sogra era prima da mãe de Manuel Luís Goucha.
Eram todos desta zona de Figueira da Foz / Buarcos.
Publicado por: Praia da Claridade às 00:15
Link do post | comentar

FILIPE FREITAS

Pesquisar neste blog

 

Figueira da Foz
PORTUGAL




Os meus outros cantinhos
Clique nas duas imagens:
 



  Clique na imagem seguinte
        para ver o vídeo do

    Mar da Figueira da Foz


       Fonte Luminosa
       Figueira da Foz

      
Video: Filipe Freitas



SELO da minha Praia
..... pode levá-lo .....




Músicas



PRAIA da CLARIDADE nasceu em:

30/Janeiro/2005

Os 50 Artigos mais Recentes

Batalha da Roliça

Revolução dos Cravos

Massacre de Lisboa de 150...

O Alasca foi vendido

Páscoa: este ano é muito ...

Feliz Dia de São Valentim...

Padre António Vieira

Centenário do Regicídio d...

Descoberta da Vacina

Daguerreótipo

Feliz Ano de 2008 !

Lua Azul

Fossa das Marianas

Flor-do-Natal

Calçada da Fama

Beatriz Costa

Frank Sinatra

Tubarão-touro

Miguel de Vasconcelos

Restauração da Independên...

Egas Moniz

Maiores campos de gelo e ...

Tumba de Herodes

A Bela Adormecida na Figu...

Bola de ténis

Qual a cidade mais fria d...

Tautologia

O maior grupo de lagos de...

Macaronésia

Chuva de estrelas

Erupções vulcânicas

Lenda de São Martinho

Mário Viegas

Muro de Berlim

Libelinha

Castanhas

Falha de Santo André

Quinze anos ao telemóvel

Fotografia Aérea com Papa...

Chuva de animais

Pseudo-fruto

Elevador da Glória

1.º avião do mundo

Maçã

Funicular

Amistad

Turbante

O primeiro satélite artif...

José Hermano Saraiva

Masseiras

Arquivos Mensais

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Temas

acidentes

açores

actores

alimentação

ambiente

animais

arquitectura

artes

astrologia

astronáutica

astronomia

aves

aviação

brasil

cantinhos de portugal

cantores

capitais

ciências ocultas

civilizações

crustáceos

culinária

curiosidades

desportos

electrónica

energia

fenómenos

festividades

figueira da foz

filosofia

geografia

guerra

história de portugal

história mundial

humor

informática

insectos

lazer

lisboa

literatura

locais sagrados

madeira

máquinas

mar

medicina

medicina natural

mistérios

monumentos

música

natureza

oceanos

palácios

peixes

pensamentos

pessoas célebres

poemas

poetas

religião

relíquias

rios

saúde

superstições

tecnologias

tradições

transportes

turismo

união europeia

todas as tags

Hora e Temperatura locais (clique, veja a sua zona)

Click for Coimbra, Portugal Forecast

........ Anjo da Paz ........

Anjo da PAZ

Blogues Amigos



À Beira Mar


A Iluminura


A Magia das Palavras


A Papoila


A Serpente Emplumada


Acerca do Mundo


Amicus Ficaria


Ana Luar


Arodla 2006


As the world turns


Barão da Tróia


Bella Mistura


Bióloga Poetisa


Blog da Berenice


Blog da Dalva


Blog das Trevas


Blogamizade


Blog Blogs SAPO


Boanova


Cantinho da Florinda


Cantinho da TiBéu


Canto da Conchita


Chica Ilhéu - Açores


Chuviscos


Cidália Santos


Competências


Confraria das Bifanas


Continua a Sorrir


Dador de Madula Óssea


Deixa-me !...


Doença de Parkinson


Domínio dos Anjos


Dreamers of the Night


Ecos do Tempo


Escrevinhando com o Coração


Eterna Parte de Mim


Evasões Bárbaras


Ex-Improviso


Fadinha Arodla


Fallen Angel - Marisocas


Fátima Cidade de Acolhimento


Floresta de Lórien


FLP - Aloé Vera


Formas & Meios


Formiguinha Atómica


Gatinhos Voadores


Ideias e Ideais - Terceira


Isis


Janela Aberta


José Lessa


Lua e Estrela


Mar y Sol


Menina Marota


Momentos a Dois


Mudar o Template


Noites do Amanhecer


O Atónito


O Estrelado


O PALHETAS -Figueira da Foz-


O Sal da Nossa Pele


O Sino da Aldeia


O Teu Doce Olhar


Paraquedista


Paredes de Coura


Parkinson Campinas


PAVANN


Por Terras do Rei Wamba


Princesa do Mar


Putoreguila


Quinto Poder


Rumo ao Sul


Sabor Latino


Sabor da Cozinha


Segunda Vida


Sem Imaginação


Sentimentos


Som & Tom


Sombreiro


Terena, vila Alentejana


Uma caracol falante


Virtual Realidade






Utilitários



FIGUEIRA DA FOZ
on-line

O seu browser não suporta flash. Necessita instalar o "plug-in".



Meteorologia




Portal dos Sites